• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Revista de Iniciação Científica e Extensão

Journal Papers (182) Details Call for Paper Manuscript submission Publication Ethics Contact Authors' Guide Line
1 Percepção das gestantes em relação ao atendimento pré  natal de baixo risco realizado pelo enfermeiro , Itamara Prates Pereira  Ani cátia Giotto
Analisou-se a percepção das gestantes em relação ao atendimento pré-natal de baixo risco realizado em Unidades Básicas de Saúde do Município de Valparaíso de Goiás - Goiás. Estudo transversal com análise qualitativa e quantitativa. A pesquisa de campo foi realizada durante o mês de abril do ano de 2019. Das gestantes entrevistadas, 97,5% classificaram o atendimento com ótimo ou bom. Todas as gestantes disseram se sentirem acolhidas e à vontade na consulta de enfermagem pré-natal, 92,5% das gestantes conseguiram sanar as suas dúvidas durante a consulta com o enfermeiro. Das entrevistadas, 70% afirmaram considerar a consulta pré-natal com o enfermeiro tão importante quanto à consulta pré-natal com o médico e a totalidade das gestantes afirmam terem comparecido a todas as consultas pré-natais agendadas As gestantes ressaltaram pontos positivos e negativos relacionados ao atendimento pré-natal realizado pelo enfermeiro, um ponto positivo é a relação espontânea e acolhedora percebida pela maioria das gestantes e um dos pontos negativos mais ressaltados é o tempo de espera prolongado para realização das consultas.
2 Principais Causas de Mortalidade Infantil na Região do Entorno Sul do Distrito Federal , Vieira AJB, Giotto AC .
O presente estudo buscou identificar as principais causas de mortalidade infantil nos municípios goianos que compõem a região do entorno sul do Distrito Federal entre os anos de 1996 e 2017. O artigo foi resultado de um estudo observacional ecológico com análise qualitativa e quantitativa dos dados, trata - se de pesquisa de dados coletados nas bases públicas governamentais e de livre acesso como o Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, o Sistema de Informações sobre Mortalidade e a página do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As principais causas de mortalidade infantil de acordo com a Classificação Internacional Estatística das Doenças foram as afecções originadas no período perinatal com 2027 óbitos, Malformações congênitas com 864 óbitos, Achados anormais de exames clínicos com 243 óbitos, Doenças infecciosas e parasitárias com 208 óbitos e Doenças do aparelho respiratório com 180 óbitos. A principal causa de mortalidade infantil na região do entorno e ntre 1996 e 2017 foi relacionada com afecções originadas no período perinatal, correspondendo a mais da metade dos óbitos. O presente estudo poderá servir como ferramenta para direcionar ações de combate ao óbito infantil na região, fornecendo um panorama completo da composição deste tipo de mortalidade. Descritores: Mortalidade Infantil; Estatísticas Vitais; Sistemas de Informação em Saúde
3 Desmistificando o significado de inovação educacional , Moraes-Filho IM, Arantes AA, Carneiro KKC, Santos OP, Félis KC, Carvalho-Filha FSS
4 Teste de inibição de crescimento á cândida para a sensibilização em diferentes concentrações da tintura do stryphnodendron dstringens(barbatimão) , Pereira AG, Pucci FVC, Costa SS  
A planta Stryphnodendron Adstringens (Barbatimão) é de origem do cerrado brasileiro, e o dominante produtor é o estado de minas gerais, atualmente é utilizado como um fitoterápico, com ações antimicrobianas, antifúngicas, cicatrizantes e entre outros benefícios existente, a maioria dos estu dos observados nesse artigo mostra a importância e a eficácia do uso nos tempos atuais, já que o uso de produtos naturais tem aumentado gradativamente nos dias de hoje. A cândida Albicans é um fungo sendo o mais importante do gênero cândida, e que se manifesta em diferentes partes corporais, com isso vem se realizando estudos para combater a sua proliferação. Portanto foi realizado o experimento com a tintura do Stryphnodendron, para fins de halos de inibição da cândida albicans. Com observação dos aspectos analisados não obtivemos o efeito de inibição com a tintura. Descritores: Teste de inibição da Cândida; Procedimento em Microbiologia; tintura do barbatimão.
5 As dificuldades encontradas pelos pacientes com insuficiência renal crônico ao iniciar o tratamento   , Galvão AAF, Silva  EG,Santos WL.    
Analisou-se o  cotidiano  dos  pacientes  com  insuficiência  renal  crônico ao  iniciar  o  tratamento.  O  tema  se  justifica  na  necessidade  de conhecer  as  dificuldades  dos  pacientes  com  insuficiência  renal  crônica que  faz  tratamento  em  uma Clínica  Renal  em  Brasília,  buscando  estratégias  para  melhoria  de  qualidade  de  vida,  que  será  composta  por  25 pacientes com insuficiência renal crônica que esteja submetida ao tratamento. A pesquisa foi realizada através de um estudo de campo descritivo analítico com abordagem quantitativa. As maiores dificuldades dos pacientes entrevistados na clínica de hemodiálise ao iniciar o tratamento foi com 50% tem muita dificuldade profissional, 22% perde o interesse  sexual, 7% dificuldade em aceitar a alteração corporal e 22% na adaptação em seus hábitos alimentares. Diante das dificuldades  desencadeadas  pelo  tratamento,  muitos  pacientes  desenvolvem  uma  nova  rotina  em  seus  projetos  e lazeres buscando habilidades para construir estímulo e motivação em continuar o tratamento. Descritores:Insuficiência renal crônica; Tratamento de diálise; Qualidade de vida.
6 Processo de parto: A importância do enfermeiro no parto humanizado   , Pinheiro GQ, Silva Júnior AP, Giotto AC.  
Trata-se de uma revisão literária realizada a partir da seguinte questão do norte: Quais são os itens disponíveis na literatura sobre a importância da enfermagem para o humanizado? Foi realizada consulta nas bases de dados LILACS e Pubmed, com os descritores em português e inglês, "enfermagem", "humanizado" e "humanização da assistência". Foram selecionados estudos de 2014 a 2018. Sendo incluídos 14 artigos que atendem aos requisitos de inclusão delimitados. As categorias eliminadas a partir dos artigos selecionados foram: A importância da enfermagem nas práticas para parto humanizado e a importância da enfermagem no combate às práticas desumanizantes no parto. A partir da revisão de literatura, foi possível listar os cuidados com foco em humanização e aqueles que ainda estão longe do uso. Descritores: Enfermagem; Parto humanizado; Humanização da assistência.  
7 Assistência de enfermagem no serviço móvel de urgência (SAMU): revisão de literatura.   , Almeida RB, Álvares ACM.  
O  objetivo  geral  deste  estudo  é  abordar  as  atribuições  do  enfermeiro  no  Atendimento  Pré-Hospitalar.  Os  objetivos específicos  são  apresentar  a  evolução  histórica  do  serviço  de  atendimento pré-hospitalar  (APH)  no  Brasil;  apontar, conforme a legislação pertinente, como deve ser estruturado o APH, com ênfase nas atribuições do enfermeiro; verificar as  dificuldades  enfrentadas  pelo  enfermeiro  no  Serviço  de  Atendimento Móvel  de  Urgência  (SAMU). Trata-se  de pesquisa bibliográfica, com busca Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e livros da Biblioteca do Google, entre os anos de 2008  e  março  de  2018,  em  língua  portuguesa,  disponíveis  e  completos,  diretamente  relacionados  ao  tema.  Foram utilizados  41  artigos  e  livros,  além  de  material  institucional.  Assim,  verificou-se  que  as  atribuições  do  enfermeiro  no Atendimento Pré-Hospitalar são de assistência, supervisão e gestão, bem como de colaborador da formação continuada das  equipes.  As  dificuldades  passam  pelo  relacionamento  interpessoal,  falta  de  formação  adequada,  estresse ocupacional, comunicação interna e externa, falta de equipamentos e insumos, baixos salários, falta de sedes próprias, dentre  outros.  É  necessário  aprofundar  os  conhecimentos  sobre  urgência  e  emergência  na  graduação  e  promover  a educação  continuada  das  equipes,  bem  como  proporcionar-lhes  melhores  condições  de  trabalho,  para  que  a resolutividade  seja  ainda  maior.  O  Atendimento  Pré-Hospitalar,  expresso  por  meio  do  SAMU,  conta  com  o reconhecimento da sociedade, que nele encontra apoio e conforto. Descritores:Atendimento Pré-Hospitalar; Enfermeiro; Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.  
8 Comorbidades psiquiátricas desenvolvidas mais frequentemente aos dependentes químicos – revisão bibliográfica.   , Silva MS, Souza MP, Chaves FB, Meireles E, Cardoso RO.  
A dependência química surge paralela a história humanidade, sendo utilizada pelos indivíduos de diversas maneiras (rituais religiosos, comemorativos, medicinais), em alguns momentos fazendo usos indiscriminados de drogas lícitas e ilícitas, chegando a um padrão abusivo. Atualmente a dependência química tem adquirido proporções  epidêmicas,  passando  a  ser  considerada  um  problema  de  saúde  pública.  Consiste  em  uma doença crônica e recorrente de origem multifatorial e complexa. Considerada um transtorno mental, causador de prejuízos sociais, laborais, familiares, pessoais e cognitivos. Mediante isso, o objetivo do presente trabalho consiste  na  realização  de  uma  revisão  bibliográfica  com  o  intuito  de  evidenciar  quais  transtornos  mentais aparecem com maior frequência em comorbidade com a dependência química. Os resultados evidenciaram uma maior prevalência de transtornos de humor (depressão, ansiedade e transtorno bipolar) e transtornos psicóticos  (esquizofrenia  e  transtorno  de  personalidade)  em  dependentes  químicos.  Conclui-se  que  a dependência química em comorbidade a outro transtorno mental apresenta um prognóstico impreciso, não podendo  estabelecer  uma  relação  causal.  No  entanto,  observou-se  a  intensa  necessidade  de  ações  mais individualizadas para o tratamento das patologias associadas. Descritores:Dependência  Química;  Comorbidades;  Transtornos  Mentais;  Transtornos  de  Humor;  Transtornos Psicóticos.    
9 Assistência da enfermagem à mulher no climatério na atenção básica de saúde. , Melo AAC, Silva EPC, Giotto AC.
Objetiva-se as ações de enfermagem na atenção básica para auxiliar a mulher que vivencia o climatério, demostrando a importância da promoção de saúde, através da consulta de enfermagem e conhecer as estratégias utilizadas a cerca da atenção às mulheres no período do climatério. Revisão bibliográfica, realizada na Lilacs, Scielo e Pubmed, sendo considerados  artigos  publicados  entre  2014  e  2019,  em  português  e  disponíveis  na  íntegra  abordando  o  climatério feminino.  Artigos  em  língua  estrangeira  e  referente  aoclimatério  masculino  foram  excluídos  da  análise,  assim  como monografia, dissertações e teses. A assistência da enfermagem na atenção básica é um sistema complexo e relevante no  âmbito  do  gerenciamento  dos  sistemas  e  serviços  de  saúde,  por  contemplar  insumos  básicos  para  cuidados  aos pacientes e pelos altos custos envolvidos. São limitados os incentivos aos profissionais para aprender sob atendimento em climatério e capacitação aos funcionários das unidades. A assistência realizada em face da mulher no climatério na atenção  básica  de  saúde  contém  particularidades  das  quais  se  faz  necessária  o  conhecimento  especializado,  a legitimidade e o reconhecimento das pacientes para com os enfermeiros. Descritores:Atenção básica; Enfermagem; Climatério.
10 Contaminação,  meios  de desinfecção e armazenamento da escova dental: revisão de literatura. , Gonçalves  GH,  Silva  JDS,  Lopes  LT,  Moraes-Filho  IM,  Cangussu  DDD,  Lima  JAS.
O  objetivo  desta  revisão  de  literatura  é evidenciar  a  importância  de  minimizar  os  micro-organismos  encontrados  nas escovas dentais após seu uso e mostrar estratégias de profilaxia de fácil acesso a população. Para isso, foram utilizados artigos  científicos  referentes  ao  tema,  de  forma  a  introduzir  e  discutir  sobre  o  assunto  pertinente.  Sendo  assim,  foi possível identificar que, depois de utilizada, a escova é contaminada pela própria flora de micro-organismos presentes na cavidade bucal e, com isso, gera a necessidade de sua desinfecção e por conseguinte armazenamento adequado, que feito de forma inadequada pode também gerar contaminação das cerdas das escovas dentais. Dentro da saúde pública, essas informações afetam diretamente a população de maneira positiva, afinal com agentes químicos de fácilacesso é possível fazer uma desinfecção eficiente, e a maneira de armazenar também colaborará nessa redução de contaminação,   concluindo   que   as   famílias   que   receberem   essas   informações   poderão   evitar   doenças   por contaminações cruzadas. Descritores:Escovação dentária; Contaminação; Desinfecção; Odontologia Comunitária .
11 O enfermeiro frente ao processo de resiliêcia do paciente em tratamento hemodialítico. , Vasconcelos NFO, Silva EG. 
O tratamento hemodialítico gera impacto e mudanças significativas no modo de viver do pacien-te renal crônico, sendo muitas vezes difícil o enfrentamento dessa etapa em sua vida. Como o enfermeiro está perto de toda essa mudança cabe  a  ele  auxiliar  o  renalcrônico  no  processo  de  resiliência,  atuando  como  educador  e  facilitador  no  processo terapêutico estando apto pronta-mente a intervir e assim evitar potenciais intercorrências. A busca pela literatura ocorreu na Bi-blioteca Virtual em Saúde (BVS), nos meses de junho de 2018 e setembro de 2018. As bases de dados de literatura científica  e  técnica  consultadas  foram:  Literatura  Latino-Americana  e  de  Cari-be  em  Ciências  da  Saúde  (LILACS)  e Scientific  Electronic  Library  Online  (SciELO).  Os  descri-tores  foram  selecionados  a  partir  da  terminologia  em  saúde consultada nos Descritores em Ciên-cias da Saúde (DECS-BIREME). O objetivo deste estudo é discriminar a atuação do enfermeiro no processo de resiliência do paciente renal crônico em tratamento hemodialítico, ressaltando o papel do enfermeiro    como  principal  agente  do  processo  de  resiliência  do  paciente  em  tratamento  hemodialítico,  oferecendo maneiras de compreensão sobre a doença, a fim de que o paciente renal crônico desenvolva auto responsabilidade, mudança de comportamento em relação ao seu estilo de vida e produção de esperança e perseverança que promovam a sua adaptação ao trata-mento hemodialítico. Descritores: Paciente renal crônico; Profissional de enfermagem; Tratamento Hemodialítico; Resiliência.
12 Intervenção  de  enfermagem  no  paciente  com  acidente  vascular encefálico isquêmico no setor de emergência. , Souto  RSF,Lima  TO, Santos  WL.
O  Acidente  Vascular  Encefálico  (AVE)  é  uma  das  quatro  causas  mais  comum  de  morte  no  mundo  e  a  doença neurológica  incapacitante  mais  frequente,  que  requer  cuidados  intensivos  em  algum  momento  do  período  de hospitalização, sobretudo na emergência. Todavia, ainda não existem evidências e recomendação confiável para intervir em todos os problemas manifestados por esses pacientes. Este estudo trata-se de uma revisão integrativa acerca  da  assistência  de  enfermagem  ao  paciente  com  acidente  vascular  encefálico  isquêmico  no  setor  de emergência. Para a busca de dados, foi realizado um levantamento através da literatura científica apresentada, análise  e  síntese  dos  resultados  pela  internet  no  banco  de  dados  Lilacs  e  Scielo.  Os  enfermeiros  devem  ser capacitados  para  diagnosticar  qualquer  manifestação  do  acidente  vascular  encefálico  isquêmico,  pois  sendo muitas vezes responsável pela primeira avaliação no atendimento urgência e emergência. A enfermagem contribui de certa forma demonstrando a importância dos primeiros cuidados e da abordagem realizada, onde a rapidez, eficácia e conhecimento técnico científico são essências para o desempenho das ações. Descritores:Acidente cerebral vascular; Cuidado de Enfermagem; Assistência de enfermagem.
13 Intervenção  de  enfermagem  no  âmbito  de  tentativas  de pacientes autoextermínios em emergência hospitalar. , Braz  TCO,  Ramos  TJCA,  Álvares  ACM. 
O Suicídio é toda morte provocada pela própria vítima, sabendo este dos resultados de seu ato, já a tentativa de suicídio é o ato consciente e não consumado de sua autodestruição. De acordo com o número de tentativas há o aumento do risco de suicídio que está associado entre intervalos menores dessas tentativas. Ao estudo realizado podemos identificar a assistência prestada pelo enfermeiro (a) diante aos casos com tentativas de suicídios/suicídios. Sabendo-se que o mesmo precisa estar preparado para melhor compreender o paciente e sua família como um todo.  Esta pesquisa trata-se de uma revisão integrativa de abordagem qualitativa, realizada no mês de Agosto de 2018 a Março de 2019. Buscou-se publicações científicas, pelo site Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Manual de Ações Estratégicas para a Vigilância e Prevenção do Suicídio e Promoção da Saúde no Brasil (MS), Guia Suicídio Saber, agir e prevenir (Ministério da Saúde vol:48/n°30-2017 ). Obteve-se 25 artigos, 2 manuais de prevenção ao suicídio do Ministério da Saúde, no qual  9  artigos  relacionavam  a  assistência  do  enfermeiro  prestada  no  atendimento  a  pacientes  com  tentativas  de suicídios/ suicídios. Foram utilizados no desenvolvimento desse trabalho em geral 12 artigos. Nos resultados obtidos identificamos  a  importância  da  assistência  do  enfermeiro  nas  tentativas  de  suicídios,  onde  o  mesmo  deve  estar preparado para melhor compreender o paciente e sua família como um todo, fornecendo suporte profissional e pessoal de forma adequada para que aja o restabelecimento do individuo dando o apoio necessário à família, para que o mesmo possa voltar ao seu convívio social. Descritores:Tentativa de suicídio; Intervenção; Enfermeiro; Emergência Hospitalar.
14 Terapia de reposição hormonal na menopausa. , Bezerra TA, Lima ECS, Araújo AL, Rosário KD.
A menopausa marca a suspensão da capacidade reprodutiva feminina, que geralmente ocorre entre os 40 e 60 anos de  idade.  A  Terapia  Hormonal  na  Menopausa  (THM)  ainda  causa  dúvidas  entre  as  mulheres  quanto  aos  riscos  e benefícios  de  sua  utilização,  pois  atua no  controle  dos  sintomas  menopausais,  que  é  a  principal  recomendação  da estrogenoterapia. Porém, o aumento do risco de câncer de mama e doença tromboembólica, que podem ser efeitos adversos da THM, é baixo no primeiro ano de tratamento. Os riscos podem se agravar com o tempo de uso, porém o tratamento  deve  ser  visto  de  forma  individual.  Esta  revisão  bibliográfica  sistemática,  de  natureza  explicativa,  utilizou artigos científicos condizentes ao tema. Conclui-se que a TRH é indicada para tratar e amenizar os sintomas decorrentes da menopausa, visando beneficiar a qualidade de vida das pacientes que fazem o uso do tratamento. Descritores:Menopausa;Terapia de Reposição Hormonal;Saúde da Mulher.
15 Estudo in vitro da Atividade Anti-helmíntica do Extrato Aquoso de Alternanthera brasiliana (Terramicina) sobre o nematoda Strongyloides venezuelensis , Nathalia Carvalho de Araújo, Fernanda Cristina Sátiro de Sousa, Lustarllone Bento de Oliveira, Raphael da Silva Affonso, Eleuza Rodrigues Machado
Alternanthera  brasiliana  (Terramicina),  é  uma  penicilina  vegetal,  com  ação  antibiótico,  anti-inflamatória,  antidiarreica,  etc.,  e  possível  ação  antimicrobiana. Objetivo:  Avaliar  in  vitro  a atividade  anti-helmíntica  do  extrato  aquoso  de  Alternanthera  brasiliana  sobre  Strongyloides venezuelensis  (S.v).  Material  e  métodos:  S.v  é  mantido  na  UnB  em  Rattus  novergicus.  Fezes dos  ratos  foram  cultivados  em  carvão  mineral  na  26ºC/3  d.  Larvas  infectivas  (L3)  foram recuperadas  das  culturas  pelo  método  de  Rugai,  e  lavadas  3x  em  água  destilada.  L3  foram contadas  e  cerca  de  1.100  diluídas  em  100  μL  de  água  e  usadas  nos  testes.  A.  brasiliana  foi coletada  na  cidade  Regional  de  Taguatinga  Sul,  de  plantação  particular.  Folhas  e  caules  foram lavadas  com  água  destilada,  secas  emestufa  a  60º  C,  e  triturado  em  liquidificador.  Dos  pós diluíram separadamente 0,035 g da folha e 0,035 g de caule em 400 ml de água, e deixados por 4oC/24 h, coados, congelados a -20ºC e liofilizados. 0,42 g de cada pó foram diluídas em 5 mL de água, e dessa realizaram diluições seriadas, e usado 600 μL/poço. S.v é mantido na UnB em Rattus novergicus. Fezes desses ratos foram cultivadas em carvão mineral/26ºC/3 d, e L3 foram recuperadas pelo Rugai, contadas e cerca de 1.100 diluídas em 100 μL de água e usadas nos testes. Resultados: 90% das L3 do controle positivo mantiveram vivas até 48 h. L3 tratadas com ivermectina morreram 100% após 24 h. Extratos de A. brasiliana nas concentrações de 0,42 g a 0,026  g  mataram  100%  das  L3  nos  tempos  analisados.  A  partir de  0,013  g  as  L3  morrem  em concentrações   e   tempos   dependentes.   Conclusões:   Extrato   de A.   brasilianamata   S. venezuelensis, sendo o menor efeito sobre S.v na concentração de 0,026 g. Esse extrato poderá ser usado no futuro para extração do princípio ativo eprodução de novos vermífugos antes S.v e outros enteroparasitos.
16 Teste de inibição de crescimento á cândida para a sensibilização em diferentes  concentrações da tintura do stryphnodendron adstringens (barbatimão).   , Pereira AG, Pucci FVC, Costa SS
A planta Stryphnodendron Adstringens (Barbatimão) é de origem do cerrado brasileiro, e o dominante produtor é o estado de minas gerais, atualmente é utilizado como um fitoterápico, com ações antimicrobianas, antifúngicas, cicatrizantes e entre outros benefícios existente, a maioria dos estudos observados nesse artigo mostra a importância e a eficácia do uso nos tempos atuais, já que o uso de produtos naturais tem aumentado gradativamente nos dias de hoje. A cândida Albicans é um fungo sendo o mais importante do gênero cândida, e que se manifesta em diferentes partes corporais, com isso vem se realizando estudos para combater a sua proliferação. Portanto foi realizado o experimento com a tintura do Stryphnodendron, para fins de halos de inibição da cândida albicans. Com observação dos aspectos analisados não obtivemos o efeito de inibição com a tintura. Descritores: Teste de inibição da Cândida; Procedimento em Microbiologia; tintura do barbatimão  
17 Determinação de 17α-etinilestradiol em amostras ambientais de água e esgoto de Brasília, Distrito Federal , Thales Viana Labourdette Costa, Juliana Pinheiro Gomes, Jaime Lopes da Mota Oliveira, Mauricio Homem-de-Mello
O 17α-etinilestradiol (EE2) é um estrogênio sintético utilizado como anticoncepcional de via oral, e  sua  ação  farmacológica  consiste  em  mimetizar  os  efeitos  do  estrogênio,  atuando  sobre  seus receptores.  Atua  também  como  desregulador  endócrino,  promovendo  alterações  nos  padrões hormonais  de  seres  vivos.  O  EE2  pode  se  acumular  na  água,  comprometendo  o  sistema endócrino  de  seres  marinhos  e  implicando  em  um  descompasso  hormonal.  Apesar  de  seus efeitos adversos serem bem documentados, há falta de estudos sobre a presença e quantidade de EE2 em águas de diversas regiões brasileiras, incluindo o Distrito Federal. Com base nesse contexto,  o  presente  trabalho  possui  o  objetivo  de  quantificar  a  presença  do  EE2  em  amostras do  Lago  Paranoá  (DF),  de  água  tratada  disponibilizada  à  população  do  Distrito  Federal,  esgoto dessa  mesma  região  e  de  seu  efluente,  a  fim  de  observar  a  presença  de  EE2  nas  mesmas,  e análise  de  uma  possível  variação  sobre  diferentes  estações  do  ano.  Para  isso  realizaram-se duas   coletas,   uma   no   dia   03/04/18 e   outra   no   dia   14/06/18   (estação   chuvosa   e   seca respectivamente)  de  1  L  de  água  de  cada  local,  e  as  amostras  foram  armazenadas  a  8ºC  com metanol  1%.  As  amostras  foram  filtradas  para  remoção  de  contaminantes  e  posteriormente concentradas  por  extração  em  fase  sólida.  A  quantificação  do  etinilestradiol  foi  realizada  por ELISA. Constatou-se que os níveis de EE2 para a maioria das amostras ficou abaixo do limite de quantificação  da  metodologia  (0,05  ng/L),  bem  como  não  mostraram  sofrer  alterações  em  seu perfil  de  EE2  ao  longo  do  tempo,  com  exceção  das  amostras  de  esgoto  e  efluente.  Para  as amostras coletadas em abril de 2018, a faixa de EE2 variou de 1,2 a 1,8 ng/L para o esgoto e 0,2 a 0,8 ng/L para o efluente. As amostras coletadas em junho de 2018 por sua vez variaram de 1,3 a 2 ng/L para o esgoto e 0,8 a 1,4 ng/L para o efluente. A maior quantidade de EE2 detectada para as amostras na segunda coleta poderia ser justificada pelo deslocamento de resíduos para a estação de tratamento pelas chuvas. Além disso, o resultado da água tratada, que ficou abaixo do  limite  de  quantificação,  indica  que  o  tratamento  ao  qual  a  água  é  submetida  foi  capaz  de reduzir  os  níveis  de  EE2  para  valores  indetectáveis  pela  metodologia  utilizada.  As  amostras  de efluente  e  esgoto,  por  suavez,  mostraram  níveis  de  EE2  capazes  de  provocar  alterações  em organismos aquáticos como verificado em literatura.
18 Alimentação saudável no ensino infantil: perspectiva da enfermagem , Bastos JM, Moreno AD, Sousa AFC
Ação desenvolvida por discentes de enfermagem de uma faculdade particular de Valparaíso de Goiás, realizando uma palestra sobre alimentação saudável para alunos de ensino infantil com o intuito de ensiná-los sobre a importância de se  ter  uma  alimentação  rica  em  nutrientes  essenciais  para  o  ser  humano,  assim  combatendo  algumas  doenças  e lembrando  que  a  introdução  de  hábitos  alimenta res  saudáveis  deve  ser  feita  de  maneira  gradual  e  persistente. Incentivou -se a alimentação saudável para alunos do 4° ano de uma escola em Valparaíso de Goiás, por meio de ações executadas  por  discentes  de  enfermagem. Utilizou -se  a  metodologia  da  problematização  e  diversas  dinâmicaspedagógicas.  O  resultado  foi  considerado  positivo  para  ambas  as  partes, onde  os  alunos  adquiriram  novosconhecimentos e puderam tirar as dúvidas. Quando se trata de crianças, a alimentação precisa ser ainda mais rigorosa, contro lada e saudável. Descritores: Alimentação saudável; Saúde infantil; Obesidade 
19 O que é ser enfermeiro? , Moraes-Filho IM,  Carvalho-Filha FSS, Viana LMM    
20 Verificação de viabilidade em amostra de kombucha , Lima NS, Silva NFS, Abreu BS, Modesto KR
A  organização  Mundial  de  Saúde -OMS  atesta  que  grande  parte  da  população  dos  países  em  desenvolvimento necessita  da  medicina  tradicional  para  sua  atenção  primária  ainda  que  a  medicina  moderna  esteja  bem-sucedida  na maior  parte  do  mundo.  Cerca  de  80%  desta população  utiliza  práticas  tradicionais  nos  seus  cuidados  básicos  de saúde  e  85%  destes  utilizam plantas  ou  preparações  destas.  Tendo  isso  em  vista,  o  presente  trabalho  busca esclarecer  aspectos  relacionados  a  dinâmica  da  fermentação  do Kombucha,  uma  bebida  tradicional  do  oriente  que vem tomando espaço  no mercado  atual por possuir potencial terapêutico,  atuando como reestabilizado da microbiota intestinal.  Para  tal,  foi  utilizado  um  consórcio  de  microrganismos  em  um  sistema  simbiótico  (fungos  e  bactérias), mantida em  mosto composto por de  chá  verde  e chá mate, acrescentadas  de açúcar  mascavo e inoculado com uma amostra de Kombucha.  Diante dos resultados e características relevantes encontradas na Kombucha, em especial na dinâmica  de  consumo  do  mosto,  o  presente  trabalho  busca  avaliar  a  atividade  microbiológica  em  termos  cinéticos tomando  como  base  a  redução  da  concentração  de  acúcares  dissolvidos  por  acompanhamento  dos  valores  de refração (Brix) e realizar um levantamento de seus benefícios potenciais. Descritores: Kombucha; Probiótico; Saúde; Fermentação
21   Florescimento organizacional e rotatividade , Rosa  BN Milhomem AHCS , Moraes - Filho IM , Santos  OP,  Frasca  LLM,  Fidelis  A.
A  face  deste  estudo  foi  aprimorar  os  conhecimentos  adquiridos  na  disciplina  de  Estágio  Básico  em  Psicologia Organizacional  através  da  mensuração  do  florescimento  organizacional  e  intenção  de  rotatividade  em  trabalhadores goianienses.  Participaram  desta   pesquisa  cem  trabalhadores  que  atuam  na  cidade  de  Goiânia,  formalmente empregados  as  normas  da  CLT.  Como  instrumento  para  coleta  de  dados  foi  utilizado  um  questionário  virtual  de autopreenchimento composto de cinco escalas que mediram as variáveis da pesquisa. A presente pesquisa se propôs a apresentar, interpretar e discutir as  correlações entre  as  variáveis,  por meio  de  uma abordagem quantitativa,  cujos dados  coletados  foram  analisados  por  aplicação  de  técnicas  estatísticas  paramétricas  (cálculos  de  estatísticas descritivas: médias, desvio  padrão, teste t  e  correlações). O tratamento e a análise dos dados  foram realizados pelo software estatístico Statistical Package for the Social Science (SPSS), versão 18.0, que favoreceram a aplicabilidade de temas  discutidos  na disciplina. Os resultados  obtidos  demonstraram os trabalhadores se  favorecem em contextos ao qual é possível perceber o florescimento no trabalho o que exerce forte e significativo impacto sobre a intenção de rotatividade dos profissionais, de forma que o florescimento  na organização traduz em baixos indicies de intenção de rotatividade. Descritores: Florescimento Organizacional; Intenção de Rotatividade; Bem-estar no trabalho; Prática Profissional
22   Perfil sociodemográfico e avaliação do conhecimento das profissionais do sexo acerca das ist ́s em um municipio na região metropolitana de Goiânia-GO. , Santos   OP, Ramalho   RC, Oliveira   CF,   Lima   RCD,   Arantes   AA, Moraes-Filho IM.
No mercado da prostituição muitos termos podem ser atribuídos a pessoa que trabalha nesse ramo, como sendo meretriz, profissional do sexo, garotas de programa, concubinas, primas, acompanhantes e prostitutas. O estudo objetivou traçar o perfil socioeconômico e cultural e o conhecimento em relação as IST’s das profissionais do sexo atuantes em um município da região metropolitana de Goiânia–GO. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva de caráter exploratório. A coleta de dados ocorreu entre setembro e outubro de 2015, em um bairro de um município na região metropolitana de Goiânia–Go, onde há uma grande concentração de casas que trabalham com entretenimento sexual. A amostra do estudo foi composta por 18 profissionais de dois estabelecimentos, a média etária das profissionais do sexo era de 25 anos. A maioria tem o ensino médio incompleto. Os valores por programa variaram de 70 a 500 reais, as profissionais do sexo ingressam muito cedo nessa profissão, pois é na idade jovem que elas conseguem uma melhor remuneração por sua vitalidade. O nível de escolaridade e precário facilitando ainda mais a aceitação de trabalhos insalubres como o mesmo. Descritores: Prostituição; IST; Percepção; Perfil; Prevenção
23  Fatores Relacionados à Queda em Idosos .     , Lopes DF, Santos SD,  Souza SAN,  Andrade EGS, Santos WLS.  
A queda pode ser definida como uma mudança inesperada e não intencional de posição, que leva inadvertidamente o indivíduo  a  um  nível  inferior. O  objetivo  dessa  pesquisa  foi  identificar  os  fatores  relacionados  à  queda  em  idosos  no  cotidiano da vida, propondo uma visão ampla, capaz de  divulgar os principais aspectos ligados à queda.A pesquisa foi  realizada através de um estudo de campo descritivo analítico com abordagem quantitativa. Os elementos de análise  selecionados para este estudo foram os fatores relacionados para queda, composta por 40 idososacima de 65 anos de  idade, que são atendidos no CAIS I de Luziânia GO. 75% dos idosos sofreram algum tipo de queda, 52,5%até 2 a 5 quedas.O número de idosos com algum tipo de grau de incapacidade aumenta com a idade. O envelhecimento é um  processo  normal  da  vida,  marcado  por  alterações  fisiológicas  e  progressivas  no  nosso  organismo  reduzindo  a  capacidade do idoso nas atividades funcionais afetando o equilíbrio. Descritores:  Qualidades de Vida; Quedas de Idosos; Idosos
24     Repercussões do trabalho  noturno junto ao profissional  enfermeiro   , Faria MO, Moraes Filho IM, Cunha IMS, Silva KRG, Alves P, Brasileiro MSE
  Trata -  se de uma revisão integrativa de literatura, o qual teve por objetivo analisar as repercussões do trabalho noturno junto ao profissional enfermeiro. A coleta de dados foi realizada no mês de janeiro de 2016. Foram utilizados ao todo  13 estudos para compor essa revisão, dos quais 1 é de 2010, 4 de 2011, 1 de 2012, 2 de 013, 1 de 2014, e 4 de 2015.Observou - se que o ponto positivo do trabalho noturno, refere ao aspecto financeiro dos enfermeiros e negativos são danos à saúde,  convívio social e familiar, e a baixa qualidade de vida. Através do estudo observa - se que os fatores  negativos são maiores que os positivos, porém, o trabalho  noturno e encarado como necessidade financeira para muitos profissionais, é necessário buscar estratégias que minimizem os e feitos ocupacionais. Para exercer a  profissão com honra e dignidade, respeitando o outro e sua condição humana, os profissionais de saúde também precisam ser tratados com dignidade, com   melhores condições de trabalho, melhores remunerações e reconhecimento  e valorização de suas    atividades e iniciativas, além do reconhecimento de seus limites profissionais.    Descritores: Jornada de Trabalho em Turnos; Profissionais de Enfermagem ; Enfermagem do Trabalho; Estresse Psicológico; Estresse Ocupacional
25 Terapias farmacológicas e não farmacológicas mais comuns usadas no  transtorno de bipolaridade   , Bruschi JS, Silva ER, Álvares ACM
Trata -se de  artigo de revisão sistemática, o qual foi baseado em pesquisas bibliográficas, cujo objetivo é apresentar estudos a  respeito de terapias farmacológicas e não farmacológicas mais comuns usadas no transtorno da bipolaridade, presentes em  revistas  brasileiras estrangeiras, ressaltando seus benefícios. A busca foi realizada por meio das palavras chaves: Transtorno de bipolaridade. terapias farmacológicas de TBP. Terapias não farmacológicas de TBP. A produção encontrada foi analisada   conforme os seguintes parâ  metros: base, artigo/dissertação/tese, autores, ano, tipo de estudo e terapia indicada. Verificou - se que o transtorno bipolar, também chamado de bipolaridade, doença bipolar, distúrbio bipolar ou doença maníaco - depressiva, trata - se de  uma condição mental grave que se distingue pela alternância de humor entre a depressão, que proporciona momentos de profundo  desânimo, e a mania, a qual é marcada por pisódios de intensa euforia. Quanto ao tipo de estudo, no que se refere a terapias  farmacológicas, verificou -  se que dois artigos fazem parte de uma tese de doutorado: outro artigo é de atualização, um quarto é um  estudo descritivo, com abordagem quali- quantitativa, enquanto outro estudo é uma tese doutoral. Quanto ao tipo de terapia, verificou -  se que medicamento  prescrito por médico ou psiquiatra e uso de psicoestimulantes foram as terapias indicadas. No que  se refere ao estudo das “Terapias não farmacológicas no transtorno da bipolaridade”, verificou- se que quanto ao tipo de estudo,  houve três artigos de revisão  bibliográfica, um artigo com estudo cego, ensaio clínico controlado randomizado, multicêntrico de  Terapia cognitiva baseada na atenção plena + Tratamento usual versus tratamento usual sozinho e uma sertação de mestrado.  No que diz respeito aos tipos de  terapia indicada, estas foram as seguintes: Terapia cognitiva baseada na atenção   plena mais  tratamento usual, Psicoeducação, Terapia Cognitiva e Psicoeducação, Psicoeducação e Terapia Cognitivo - Comportamental,  Terapia Cognitivo -  Comportamental.  Descritores: Transtorno de bipolaridade; Terapias farmacológicas de TBP; Terapias não farmacológicas de TBP.
26 Contracepção de Emergência, sua funcionalidade e Atenção Farmacêutica  na garantia da  sua eficácia . , Matsuoka JS. Giotto AC
O referente artigo traz em sua  abordagem um  tema de grande relevância para a sociedade assim como para os  profissionais da área de  saúde.Desse modo, falar sobre contraceptivo de emergência, sua funcionalidade e atenção  farmacêutica na garantia de sua eficácia, levanta como objetivo destacar  o uso do Contraceptivo de Emergência, assim  como a importância do profissional farmacêutico na garantia do aprimoramento a saúde por meio da Atenção  farmacêutica. Para a realização do artigo os métodos aplicados e os resultados estão baseados em análise  correspondente aos dados observados em materiais disponíveis na internet como artigos e sites que tratam sobre o  assunto que datam desde 2014 até 2019. Sua contribuição para o meio acadêmico se faz por meio da discussão com  base em bibliografias que tratam sobre o assunto, onde busca aprimorar os meios de conhecimento sobre a utilização  da pílula do dia seguinte como forma de prevenção para a qualidade de vida e saúde sexual do indivíduo.  Descritores: Contraceptivo de Emergência, Farmacêutico, Prevenção.
27 A importância da educação continuada e educação permanente em unidade de terapia intensiva - revisão de literatura. , Féliz DA, Andrade RP, Rosário KD
O colacalciferol ,  popularmente conhecido como vitamina D, é uma substância lipossolúvel que se encontra de duas  formas: vitamina D2 e vitamina D3,  encontrada em plantas e alguns peixes ou através da luz solar sintetizada pela pele.  A deficiência desta vitamina pode acarre  ar no aparecimento e agravamento de várias patologias. A hipovitaminose D é  de características de indivíduos idosos, portanto, pode estar presente em qualquer faixa etária e pode estar  relacionada  a doenças cardiovasculares, doenças autoimunes, câncer e doenças metabólicas. Este artigo apresenta uma revisão  sobre vitamina D, como ocorre o seu metabolismo. Os estudos foram feitos por revisão sistemática, investigação  científica bibliográfica. Vitamina D vem sido estudada por longos anos, atualmente existe um  grande interesse na  pesquisa dos efeitos extra esqueléticos, por terem estudos associados entre hipovitaminose D com diversos desfechos  com mortalidade.  Descritores: Colecalciferol; Vitamina D; Hipovitaminose D; 1,25 dihidroxivitamina D
28 Etiologia e tratamento  medicamentoso de melasmas durante a gestação. , Nascimento DB, Fernandes IV, Figueiredo SS, Rosário KD, Álvares ACM
O melasma é definido por discromia , isto é, coloração desarmônica na epiderme por excesso de melanina,  substância química formada nos melanócitos. No período da gestação, diversas alterações fisiológicas são observadas no organismo das mulheres dentre elas o melasma. O aparecimento de manchas escuras na face caracteriza os primeiros sinais da discromia. O tratamento indicado é tópico e procedimentos para clareamento. A incidência do melasma é de  aproximadamente 75% em gestantes. Com base na alta incidência da discromia, o objetivo deste estudo foi realizar  uma revisão de literatura sobre as causas e o tratamento do melasma durante a gestação. Para isso, foi realizada  revisão de literatura. A amostra escolhida para a análise exploratória dos resumos selecionados, somou-se em 11 artigos científicos publicados. A busca foi realizada nas bases de dados eletrônicos como: MEDLINE, LILACS, SciELO. Foram escolhidos exclusivamente estudos que tratavam de trabalho em saúde, especialmente no que se diz respeito a  protocolos para o tratamento do melasma  durante a gestação. Os dados foram analisados com base no encontrado nas produções científicas. Foram analisadas as causas e os tratamentos para o melasma durante a gestação. Podem ser  utilizados agentes despigmentantes por no máximo três meses nas quantidades de 1% a 3%, protetores solares, entretanto o melasma desaparece, totalmente, no prazo de um ano depois do parto. Esse estudo analisou os poucos recursos terapêuticos para o tratamento do melasma, onde constatou que podem ser feitos tratamentos adequados  com profissionais capacitados durante a gestação e que a prevenção é essencial.  Descritores: Gestação;melasma; Tratamento medicamentoso.
29 O rearranjo dos  projetos pedagógicos dos cursos de graduação em enfermagem no controle de infecção hospitalar. , Santos TN, Moraes-  Filho IM, Silva RM, Félis KC, Gomes JCBM, Rodrigues MSC.  
30 Paralisia Cerebral e o impacto do diagnóstico para a família , Silva GG, Romão J, Andrade EGS
A Paralisia Cerebral é uma doença crônica definida como uma condição que afeta as funções motoras de forma leve,  moderada ou severa do indivíduo em suas atividades diárias. Geralmente, são incuráveis, deixam sequelas, geram  limitações de funções ao indivíduo, e requerem  tratamento especial para sua reabilitação. No Brasil, estudos revelam  que a cada 1.000 crianças que nascem, 7 são portadoras de PC. O presente estudo  se justifica pela alta prevalência  de diagnóstico de PC e os diferentes graus e comprometimento dos indivíduos portadores desta patologia e a  abrangência que esta condição de saúde tem em âmbito familiar e social, este estudo se faz necessários, pois busca entender o grau de instrução das famílias que convivem com este diagnóstico e o impacto deste no cotidiano familiar.  O objetivo dessa pesquisa é avaliar o impacto psicossocial do diagnóstico e do cuidado de PC para familiares. Trata -  se de um estudo transversal analítico, visando essencialmente observar o entendimento da família sobre o  diagnóstico. Está pesquisa foi realizada no Gama, DF no Centro de Ensino Especial 01, com 25 famílias de crianças  com PC que fazem estimulação precoce nessa instituição. Foi observado que a grande maioria dos familiares não  aceitaram de imediato tal diagnóstico, porem com maiores informações essa aceitação vem se tornando maior com o passar do tempo.  Descritores: Paralisia Cerebral ;  Diagnóstico ;Família.
31 A percepção dos Egressos de Enfermagem de uma instituição  privada em Valparaíso de Goiás acerca da  Fasceíte Necrótica . ,   Silva JS, Marques JSO , Vogado CO .
De forma  acelerada e contínua a Enfermagem vem crescendo técnica e científicamente, com esses avanços surgem  novos estudos e descobertas  que determinam novos conceitos e diagnósticos. A Faceíte Necrótica é uma infecção  bacteriana causada por Estrepitococos, que acomete o tecido subcutâneo e fáscia muscular. Essa patologia atinge  com mais frequência: Diabéticos, imunossuprimidos, etilistas, usuários de drogas intravenosas, portadores de  doenças vasculares periféricas ou neoplásicas, desnutridos graves e gestantes. A  respeito da Fasceíte Necrótica os  Egressos de Enfermagem tiveram conhecimento na instituição de ensino, e souberam conceituar a síndrome, mas  foram  encontradas  dificuldades por parte dos acadêmicos em prestar a assistência de enfermagem, em paciente com  diagnóstico fechado. Muito se fala sobre a assistência prestada ao paciente, no entanto é importante destacar que na  anamnese bem feita ajuda na coleta de dados e colabora para a conclusão do diagnóstico correta, possibilitando ao  enfermeiro a prestação da  devida assistência ao paciente. Esse artigo teve como objetivos: Identificar o conhecimento  dos Egressos sobre a patologia, e se o mesmo encontra -  se preparado a assistir e prestar assistência ao paciente com  esse diagnóstico.  Descritores:  Fasceíte Necrótica ; Egressos; Enfermagem.
32 A percepção da equipe de enfermagem mediante  ás emergências psiquiátricas . , Costa JM , Moraes - Filho IM , Souza SAN
A cada  ano aumenta o número de pacientes com transtornos mentais diversos e existe ainda a carência e a falta de  profissionais capacitados para atender e acolher esses pacientes na emergência, a pesquisa teve como objetivo analisar a percepção da equipe de enfermagem sobre a assistência ao paciente com transtorno mental no setor de  emergência, trata se de um estudo com 50 profissionais de enfermagem do município de Valparaíso de Goiás, e em  um hospital particular do Gama DF. Os dados foram coletados através de um questionário objetivo, abordando o  sentimento pessoal no cuidado de enfermagem ao portador de transtorno mental, a pesquisa identificou que 63,8%  dos profissionais sentem tristeza ao atender um paciente deprimido, 61,1% sentem medo ao  atender um paciente  agitado ou agressivo, 66,6% afirmaram ter impaciência ao atender pacientes com atitudes teatralizadas e 55,5%  relataram tristeza ao atender um paciente alcoolizado ou drogado, pôde -  se concluir que a equipe tem dificuldade em lidar com o cliente portador de transtorno mental, e que os mesmos demonstram sentimento de insegurança e  despreparo nas diversas situações de emergências psiquiátricas.  Descritores: Emergências Psiquiátricas; Pronto Atendimento; Transtorno Mental. 
33 A osteoporose: um dos  principais fatores responsável de fraturas em idosos e sua relevância. , Carvalho GF, Andrade EGS.
No Brasil, o número de pessoas que tem osteoporose chega a 10 milhões. Os gastos com o tratamento e a  assistência no  Sistema Único de Saúde com esse tipo de terapêutica, para a atenção ao paciente portador de osteoporose e vítima de quedas e fraturas. Estima - se que chegue a 160 milhões em 2050. Pretendeu -  se verificar as  precauções e a influência do exercício físico na os  osteoporose em idosos e com intuito de contribuir para o desenvolvimento de técnicas, assim levando em conta a atividade física ou a prática regular de exercícios influenciam a manutenção das atividades normais ósseas e por este motivo a atividade física tem  sido indicada na osteoporose.  De acordo com os dados obtidos nesta revisão pode -  se concluir que atividade física e hábitos alimentares saudáveis  são um dos fatores importante para prevenção e para o tratamento da osteoporose. A coleta de dados foi realiza  da  através de acesso a bancos de dados como virtual BIREME e BVS, nos bancos de dados SCIELO, PUBMED e  LILACS. A coleta de dados foi realizada em fevereiro e março de 2018. Utilizando os descritores prevenção,  osteoporose, enfermagem .  Descritores: Prevenção; Osteoporose;Enfermagem.
34 Principais  intervencões de enfermagem utilizadas para melhoria das condições de vida de pessoas com esclerose lateral amiotrófica. , Tosta GKFS, Moraes -  Filho IM, Bastos GP, Nascimento FA, Proença MFR, Coelho MA 
O objetivo do  estudo fora conhecer as principais intervenções que podem ser aplicadas na assistência de enfermagem  aos portadores de esclerose lateral amiotrófica, com vistas a promoção da qualidade de vida dos acometidos por essa  síndrome. Trata -  se de um estudo de revisão bibliográfica dá para a realização deste trabalho primeiramente, foram  avaliados o título e o resumo dos artigos encontrados. Para a compreensão do material utilizamos leituras  exploratórias, seletiva e analítica detalhada dos artigos entre o ano de 2003 a 2014 acerca dos principais cuidados de  enfermagem que podem ser realizados para melhoria da qualidade de vida do paciente com ELA. A quantidade de  informações obtidas nesse trabalho nos levou a diversos tipos de assistência realizada a esse paciente,  permitindo  que as pessoas envolvidas com essa patologia como os profissionais da área de saúde e os cuidadores dos  pacientes, possam aperfeiçoar o auxílio por meio do acesso as informações contidas nesse estudo proporcionando  maiores benefícios na vida  do indivíduo durante o período da doença numa perspectiva mais holística.  Descritores: Esclerose Lateral Amiotrófica; Planejamento de Assistência ao Paciente; Cuidados de Enfermagem; Cuidados Paliativos; Doença Crônica.
35 Assistência de enfermagem no transplante de córnea , Nogueira ES, Andrade EGS, Santos WL
A  ocorrência  de  patologias,  lesões,  queimaduras  e  outros  acometimentos  podem  ocasionar  o comprometimento  da visão, com possibilidade de cegueira e resultar na necessidade de transplante do tecido corneano, onde é inegável a contribuição do enfermeiro  para o  sucesso do  transplante, haja vista  que ele participa de todo o processo de doação das córneas, desde a entrevista familiar à conservação do tecido captado. Tendo a enfermagem papel fundamental no cuidado  ao  cliente,  o  presente  estudo  tem  como  objetivo  destacar  a  importância  da  assistência  de  enfermagem  no transplante  de  córnea  e  apresentar  alternativas  para  aprimorar  a  qualidade  assistencial.  Trata-se  de  uma  revisão integrativa, a qual possibilita a síntese de vários estudos já publicados, permitindo a geração de novos conhecimentos pautados  nos  resultados  apresentados  pelas  pesquisas  anteriores.  A  coleta  de  dados  foi  realizada  no  período  de agosto  a  outubro  de  2018  nas  bases  de  dados  da  SCIELO,  BDENF  e  LILACS.  Selecionou-se  14  artigos  de  acordo com  os  critérios  de  inclusão,  onde  os  mesmos  foram  agrupados  em  um  quadro  e  categorizados  em  dois  tópicos.  O processo de transplante de córnea requer conhecimento, dedicação e cuidados indispensáveis para que os riscos de rejeição sejam minimizados. E é  o cuidado prestado pelo enfermeiro experiente  e qualificado que  fará do transplante um processo seguro e de rápida recuperação para o cliente. Descritores: Transplante;Córnea;Enfermagem;Capacitação
36 A  importância  da  imunização:  revisão  integrativa , Martins  KM,Santos  WL, ÁlvaresACM
A  imunização  deve  ser  entendida  como  um  modificador  no  curso  das  doenças,  já  que apresentamacentuado decréscimo  da  morbidade  e  da  mortalidade  causada  pelas  doenças  infecciosas  evitáveis  por  vacinação.  Ela representa  o  procedimento  de  menor  custo  e  maior  efetividade,  que  garante  a  promoção  e  a  proteção  da  saúde  em indivíduos  vacinados.  Trata-se de  uma  revisão  integrativa  que  busca  analisar  e  sintetizar  resultados  de  estudos independentes sobre o mesmo assunto, contribuindo, pois, para uma possível repercussão benéfica na qualidade dos cuidados  prestados  ao  paciente.  O  levantamento  bibliográfico  foi  realizado  pela  internet,  por  meio  dos  bancos  de dados LILACS e SciELO, publicados entre os anos de 2013 a 2018. Conclui-se, a partir dos estudos analisados, que a as  falhas  em  imunização  ocorrem  por  falta  de  capacitação  nos  profissionais,  criando  um  déficit  de  conhecimento  e pouca qualificação do que se sabe.Descritores: Imunização em crianças;Cobertura vacinal;Enfermagem
37 Otimização no manejo do sangramento no peri-operatório por meio de hemoderivados , Karen Ascendino Rosa, Alice da Cunha Morales Álvares
O manejo do sangramento em cirurgias eletivas pode ser realizado por meio de transfusão de sangue e administração de hemoderivados. Uma transfusão de sangue, de forma não criteriosa, pode expor ou receber pacientes com sérias complicações, como a aquisição de doenças transmissíveis, a transfusão de sangue aumenta no custo do tratamento. A utilização da transfusão sanguínea deve ser racional e deve levar em consideração o custo-benefício dos hemoderivados. O farmacêutico pode contribuir nesse cenário uma vez que apresenta competência, na assistência farmacêutica de medicamentos da mais alta tecnologia como os hemoderivados. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi apresentado dados que incluem uma viabilidade da administração de hemoderivados para saúde de pacientes sem manejo de sangramento e enfatizar a contribuição da assistência farmacêutica frente à assistência farmacêutica. Para isso, uma pesquisa bibliográfica exploratória sistematizada, utilizando cinquenta artigos científicos sobre o assunto, foi realizada a partir da literatura disponível nos sites Scielo, BIREME, PubMed, LILACS e os dados causados ​​por relatos entre os anos de 1995 a 2016. 50 artigos analisados, todos ressaltam os riscos de fazer transfusão sanguínea no perioperatório e todos ressaltam as melhorias nos pacientes que sofreram com a utilização de hemoderivados. Esse levantamento permitiu registrar quantitativamente os pacientes submetidos a hemocomponentes que foram prejudicados e permanentes durante o tratamento intensivo. Pacientes que receberam tratamento com hemoderivados não apresentaram nenhuma complicação cirúrgica e receberam alta antes do tempo estipulado. Por meio da graduação, o farmacêutico adquire uma competência de assistência farmacêutica e desenvolvimento de habilidades voltadas à conscientização, proteção e promoção da saúde. Nesse instante, ele é responsável pela aquisição de medicamentos em saúde como hospital, local que trata ou apresenta estudo por envolver manejo de sangramento em procedimentos cirúrgicos. O diagnóstico do inibidor perioperatório de pacientes também cabe ao farmacêutico por meio da ficha individual e ao monitoramento do trânsito de medicamentos. Tendo em vista uma ciência sobre os benefícios dos hemoderivados, o farmacêutico recebe dados de dados para atuar em uma equipe multiprofissional e expor um debate que otimiza a saúde do paciente.
38 Intoxicação medicamentosa relacionada  à tentativa de autoextermínio , Silva ER, ÁlvaresACM
A  intoxicação  medicamentosa  tem  como  um  dos  principais  motivos  a  tentativa  de  autoextermínio.  Os medicamentos, por serem de fácil acesso, se tornam um alvo fácil ao público. O autoextermínio tem como definição  a  prática  da  violência  contra  si  mesmo  onde  o  indivíduo  tem  ciência  das  consequências  finais. Entende-se também pela morte voluntária provocada por um indivíduo nele próprio. O presente artigo tem como  objetivo analisar  e  descrever  a  prática  de  intoxicação  medicamentosa  voluntária  na  tentativa  de autoextermínio.  Este  estudo  foi  elaborado  com  base  em  revisão  de  artigos  científicos  e  sistemas  de informações  toxicológicas,  com  ênfase  na  busca  de  dados  sobre  o  tema  proposto,  usando  como  fonte  o Sistema  Nacional  de  Informações  Tóxico-Farmacológicas  (SINITOX)  e  o  Sistema  de  Informação  de Agravos  de  Notificação  (SINAN).  As  tentativas  de  autoextermínio  vem  crescendo  ano  após  ano  e consequentemente os estudos a respeito desse tema vem crescendo, mas ainda há uma seria necessidade de atenção a esses pacientes, acompanhando e orientando os mesmos, para que haja uma diminuição no número de casos.Descritores: Autoextermínio; Intoxicação Medicamentosa; Interação Medicamentosa
39 Prevalência de acidentes do trabalho com profissionais da enfermagem do sistema de saúde , Gonçalves DF, Giotto AC
Acidentes  de trabalho  com  ferramentas  e  utensílios,  são  frequentes  entre  os  profissionais  e  equipe  de enfermagem,  devido  à  elevada  manipulação  de  agulhas,  cateteres  intravenosos,  lâminas,  entre  outros materiais  que  podem  representar  agravos  aos  trabalhadores  e  custos  às  instituições,  sendo  o  uso  de equipamentos de proteção individual (EPIs) indispensáveis para esses trabalhadores. Este estudo objetiva, portanto identificar os riscos laborais a que estão expostos os trabalhadores da saúde, especificamente  o profissional de  enfermagem  e  evidenciar  o  perfil  do  acidente  de  trabalho  nessa  categoria  Foi  realizada revisão  integrativa  sobre  a  prevalência  de  acidentes  do  trabalho  com  profissionais  da  enfermagem  do sistema  de  saúde.  Foram  realizadas  as  buscas  através  de  artigos  científicos,  pesquisados  na  internet através  dos  bancos  de  dados  Lilacs  (Literatura  Latino-Americana  e  do  Caribe  em  Ciências  da  Saúde), Scielo  (Scientific  Electronic  Library  Online)  e  Medline/Pubmed  (National  Library  of  Medicine  National Institutes of Health) .Em face da exposição ocupacional aos diversos tipos de riscos, conhecê-los torna-se imprescindível  na  criação  de  medidas  de  controle  e  proteção,  assegurando  a  promoção  saúde  dos trabalhadores.  A  identificação  precoce  dos  riscos  exerce  caráter  de  ação  prévia  sobre  os  acidentes  e doenças  relacionados  ao  trabalho,  possibilitando,  assim,  uma  diminuição  na  ocorrência  destes.  Nessa perspectiva, a enfermagem é considerada um grupo em potencial para multiplicação do conhecimento na área da saúde por ser muitas vezes sujeito e objeto da problemática em questão.Descritores: Riscos ocupacionais; Acidentes no trabalho; Equipe de enfermagem
40   importância  do  método de  prevenção  à  infecção  por  hiv  denominado  de  prep -profilaxia  pré-exposição  ao  HIV. ,  Moraes-Filho  IM, Nery MRT,  Santos  SS,  Félis  KC, Frasca LLM,  Santos OP
41 As  dificuldades  encontradas  pelos  pacientes  com insuficiência renal crônica , Galvão  AAFG,  Andrade  EGS,  Santos  WLS
Os  obstáculos  encontrados  pelos  pacientes  com  insuficiência  renal  crônico  ao  iniciar  o  tratamento  tem  como dificuldades  profissionais,  redução  da  renda  mensal,  diminuição  da  capacidade  ou  do  interesse  sexual,  medo  da morte,  restrições  dietéticas  e  híbridas,  alterações  na  imagem  corporal.  O  objetivo  dessa  pesquisa  será  analisar  o cotidiano dos pacientes com insuficiência renal crônico ao iniciar o tratamento. O tema se justifica na necessidade de conhecer as dificuldades dos pacientes com insuficiência renalcrônica que faz tratamento em uma Clínica Renal em Brasília,  buscando  estratégias  para  melhoria  de  qualidade  de  vida,  que  será  composta  por  25  pacientes  com insuficiência  renal  crônica  que  esteja  submetida  ao  tratamento.  A  pesquisa  será  realizada  através de  um  estudo  de campo descritivo analítico com abordagem quantitativa. Os elementos de análise selecionados para este estudo serão conceitos referentes às dificuldades dos pacientes com insuficiência renal crônica. Descritores:Insuficiência renal crônica; Tratamento de diálise; Qualidade de vida
42 Medidas não medicamentosas para o tratamento e prevenção de doenças cardiovasculares , Rodrigo de Oliveira Viana,Sande Millena Alvis Guedes, Vivian Taís Fernandes Cipriano
As  doenças  cardiovasculares  (DCV)  tem  a  maior  prevalência  nas  taxas  de  mortalidade  no mundo. Só no Brasil, são responsáveis por cerca de 30% dos casos de óbito. Os dois principais grupos de óbitos por doenças cardiovasculares são as doenças isquêmicas do coração (DIC) e as doenças cerebrovasculares (DCBV). Muitos pacientes apresentam reincidência de transtornos relacionados  à  saúde  do  sistema  cardiovascular  ou  o  agravamento  das  doenças  por  não aderirem  corretamente  ao  tratamento  adequado.  Além  disso,  tais  pacientes  estão  sempre expostos  a  fatores  de  risco  como:  alimentação  inadequada  e  ausência  de  exercícios  físicos. Observou-se   a   necessidade   da   produção   deste   trabalho   visando   agregar   o   máximo   de informações  sobre  o  uso  de  medidas  simples  e  eficientes  para  uma  melhor  recuperação  e prevenção  contra  problemas  relacionados  à  saúde  do  sistema  cardiovascular.Trata-se  de  um estudo descritivo de revisão literária realizado no período de 2010 à 2018 em que se buscou um levantamento  da  produção  acadêmica  em  periódicos  nas  bases  de  dados:  SciELO,  Google acadêmico,   Lilacs   e   PubMed.   Os   descritores   utilizados   foram:   doença   cardiovascular, reeducação   alimentar,   ociosidade,   hipertensão,   estresse,   tabagismo,   álcool,   depressão, colesterol,  ciclo  circadiano,  aterosclerose,  physical  exercise,  idleness,  cardiovascular  disease, obesity,  lack  of  sleep  e  stress.Foram  encontrados  16.684  artigos  nas  bases  de  pesquisadas. Após  o  processo  de  triagem  por  meio  dos  critérios  de  seleção:  Artigos  publicados  no  brasil; Artigos  que  abordam  mais  de  um  descritor;  Artigos  que  correlacionam  os  descritores  com doenças cardiovasculares; Artigos que foram realizados com pessoas de faixa etária entre 15 à 80  anos;  Preferência  por  artigos  publicados  em  data  mais  recente  e  que  tenham  maior relevância  ao  tema.  Foram  selecionados  40  artigos.De  acordo  com  os  dados  encontrados  nos 40  artigos  analizados  neste  trabalho,  conclui-se  que,  ao  mudar  a  rotina  ociosa  buscando  um melhor  condicionamento  físico  dos  pacientes  cardiopatas  com  a  prática  de  exercícios  físicos simples e regulares, interrupção do consumo de álcool e tabaco, além de reeducação alimentar com  orientação  profissional,  adequação  de  horários  com  o  ciclo  circadiano  e  a  preservação  da saúde  e  equilíbrio  emocional,  pode-se  proporcionar  menores  riscos  de  incidência  de  DCV, aumentar   a   eficácia   dos   tratamentos   de   cardiopatas   diminuindo   também   os   riscos   de reincidências.
43 otivos  que  influenciam  a  não  realização  do  exame  de Papanicolau segundo a percepção de mulheres , Carvalho  FO,  Altino  KKM, Andrade  EGS
Dentre todos os tipos, o câncer de colo de útero é o que apresenta uma das mais altas possibilidadesde prevenção e chances de cura chegando a quase 100% , isso quando diagnosticado o quanto antes1. Uma das maiores causas de mortalidade feminina. O objetivo deste estudo foi analisar os motivos que influenciaram um grupo de mulheres a não realizarem o exame Papanicolaou mesmo após iniciarem a atividade sexual. Utilizou-se um questionário a partir dessa questão. Trata-se de um estudo transversal quali-quantitativa e a pesquisa foi realizada no PSF Jardim Oriente que fica localizado em Valparaíso de Goiás. Osresultados mostram que é necessária uma maior conscientização sobre o ato de realizar o exame preventivo, sendo de extrema importância, isso foi observado em toda pesquisa.Descritores:Câncerdo colo de útero; Papanicolaou;Exame preventivo
44 Utilização de fitoterápicos por estudantes do curso de farmácia de uma instituição particular do Distrito Federal , Maria de Lourdes Alves Carneiro, Luciana Zaranza Monteiro
Os Fitoterápicos  são  medicamentos  que  são  obtidos  empregando-se,  como  princípio-ativo, exclusivamente   derivados   de   drogas   vegetais.   Nos   últimos   anos   pode-se   observar   um crescimento no consumo de medicamentos fitoterápicos pela população brasileira.  Investigar o perfil do uso de fitoterápicos por estudantes do curso de Farmácia em uma instituição de ensino particular do Distrito Federal. Estudo transversal com 200 estudantes, realizado entre novembro de  2018  a  março  de  2019.  Utilizou-se  um  questionário  semi-estruturado  abordando  questões sociodemográficas e questões acerca do perfil do uso de fitoterápicos. A amostra foi constituída por maioria mulheres (76%), sem companheiro (64%), com baixa classe econômica (62%), baixa ingesta   de   álcool   (59%),   estado   nutricional   (56%   sobrepeso),   inatividade   física   (66%)   e percepção  de  saúde  regular  (32%).  Apenas  31%  dos  estudantes  alegaram  ter  conhecimento sobre o uso da fitoterapia e 59% não acreditavam na eficácia desses medicamentos. Em relação ao  uso,  44%  utilizam  algum  tipo  de  fitoterápico  e  23%  adquirem  por  recursos  próprios;  e  os motivos  que  levam  aos  estudantes  a  usarem,  38.6%  afirma  ser  mais  barato.  Os  principais fitoterápicos mais utilizados foram: maracujá (55.7%), camomila (54.5%) e guaraná (46.6%). Os estudantes  não  apresentaram  um  bom  conhecimento  e  poucos  faziam  uso  dos  fitoterápicos. Observa-se a necessidade de futuros estudos sobre o uso adequado dos fitoterápicos.
45 Anti-infecciosos prescritos a idosos em unidade de terapia intensiva de um hospital público do Distrito Federal , Kattia Maria Braz da Cunha
A população idosa tem crescido em ritmo acelerado. No Brasil, o IBGE, estima que entre 2002 e 2012  aumentou  de  14,9  para  19,6  a  razão  de  idosos  para  cada  grupo  em  idade  ativa.  O envelhecimento gera aumento de doenças, hospitalizações e demandas por unidades de terapia intensiva  (UTI).  A  hospitalização,  principalmente  de  idosos,  é  considerada  um  risco  por  serem mais  suscetíveis  a  infecções  hospitalares,  seja  pela  dificuldade  de  movimentação  no  leito  ou internação  prolongada.  O  hospital  e  UTI  são  reservatórios  importantes  de  microorganismos patógenos  virulentos,  sendo  que  30%  das  infecções  hospitalares  ocorrem  na  UTI.  O  uso indiscriminado  e  sem  controle  de  anti-infecciosos  contribui  diretamente  para  o  surgimento  da resistência bacteriana, elevando o tempo de hospitalização prolongada, bem como os índices de morbimortalidade.  A  terapia  empírica  de  amplo  espectro  diminui  a  mortalidade,  contudo  o  uso irracional  dos  antimicrobianos,  pode  gerar  a  multirresistência  e  elevar  o  risco  de  toxicidade  e interações medicamentosas, principalmente em idosos. Descrever as características dos idosos, avaliar  e  descrever  o  uso  de  antimicrobianos  na  UTI.  Estudo  observacional,  descritivo  e prospectivo.  População  de  idosos  internados  por  mais  de  24  horas  na  UTI,  entre  setembro  de 2017  a  julho  de  2018.  Aprovação  do  Comitê de  Ética  em  Pesquisa  nº  2.269.937.  Dados coletados das prescrições eletrônicas e, eventualmente, manuais, lançados em Excel® 2013. A análise  dos  dados  no  Statistical  Package  for  the  Social  Sciences  (SPSS),  versão  20.0  e  Excel. Nível de significância adotado 5%. Total de 67 pacientes, maioria feminina, 53,7% (n=36), média de idade 71,7 anos, média de peso 63,8% kg, média ponderada de internação 21 dias e motivo de  internação,  maioria  por  recuperação  pós-cirúrgica,  seguida  de  doenças  do  tubo  digestivo  e parada  cardiorrespiratória.  Foram  prescritos  22  antimicrobianos.  37,0%  dos  pacientes  (n=25), receberam  meropenem,  32,8%  (n=22)  usaram  vancomicina  e  17,9%  (n=12)  polimixina  B.  Para os   antimicóticos   de   uso   sistêmico,   foram   indicados   anidulafungina   com   17,9%   (n=12)   e fluconazol  com  6,0%  (n=4).  Classificados  por  grupo  farmacológico,  os  carbapenêmicos  foram indicados com mais frequência, (n=30) 21,9%, seguidos dos glicopeotídeos (n=22) e polimixinas (n=12)  8,76%,  os  antimicóticos  juntos  somaram  11,6%.    Não  fizeram  uso  de  nenhum  anti-infeccioso,  16,4%  dos  idosos  (n=11)  Apenas  1  paciente  fez  uso  de  anti-infeccioso  tópico  para uso ocular. A terapia empírica foi predominante. O estudo demonstrou que a maioria dos idosos usaram  antimicrobianos,  sendo  os  mais  consumidos  indicados  para  tratamento  de  infecções causadas por bactérias multirresistentes. É importante que haja protocolos bem claros de uso de antimicrobianos em idosos e em UTI como estratégia de saúde pública
46 O papel do farmacêutico como difusor de conhecimentos em fitoterápicos , Polyana Biserra de Sousa, Ingrid Gabrielle Rodrigues de Alencar, Vitor Tadeu Afonso Rodrigues
A legislação sanitária brasileira define os medicamentos fitoterápicos como aqueles obtidos com emprego  exclusivo  de  matérias-primas  ativas  vegetais  cuja  segurança  e  eficácia  estejam baseadas em evidências clínicas e que sejam caracterizados pela constância de sua qualidade. Fitoterápicos  são  medicamentos  que  possuem  risco,  efeitos  indesejáveis  e  causam  interações medicamentosas.  Tendo  isso  em  vista,  os  mesmos  não  devem  ser  utilizados  de  forma desregrada  e  sem  prescrição  médica  ou  orientação  farmacêutica.  O  emprego  de  plantas  com conclusões medicinais, para cura, prevenção e tratamento de doenças é uma das mais antigas formas  de  prática  medicinal  da  humanidade.  Os  medicamentos  exprimem,  em  sua  quase plenitude, um único princípio ativo que é responsável pelo seu efeito farmacológico, os extratos vegetais  e  de  fungos,  são  constituídos  por  misturas  multicomponentes  de  substâncias  ativas, parcialmente   ativas   e   inativas,   que,   muitas   das   vezes,   atuam   em   alvos   farmacológicos diferentes.  A  vigência  destes  extratos  é  a  resposta  do  seu  uso,  por  diferentes  gruposétnicos. Alguns   povos   ainda   fazem   uso   consciente   de   medicamentos   fitoterápicos   tradicionais relacionados  com  saberes  e  práticas  que  foram  adquiridas  ao  longo  dos  séculos.  No  entanto, deve-se ressaltar que, muitas vezes, o uso desta medicina tradicional sedá por falta de acesso ao  medicamento,  e  é  nesse  cenário  que  aparecem  os  espertalhões  que  vendem  fitoterápicos falsos  e  milagrosos.  Ressaltar  a  importância  do  farmacêutico  na  área  de  fitoterápicos  e catequizar  a  população  no  uso  de  medicamentos  deste  âmbito.  Foi  realizado  uma  revisão bibliográfica  de  artigos  relacionados,  com  o  intuito  de  evidenciar  o  papel  do  profissional farmacêutico  na  área  de  fitoterápicos.  Evidenciando  o  fato  que  são  medicamentos  e  que possuem  riscos.    Nesse  contexto,  o  farmacêutico  tem  o  encargo  de,  orientar  à  população, manter  o  uso  correto  de  fitoterápicos,  bem  como,  informar  a  melhor  maneira  para  o  tratamento com estes. O aproveitamento da fitoterapia encontra-se em crescimento por parte da população brasileira,  tornando  o  mercado farmacêutico  promitente,  porém,  na  maioria  das  vezes,  a utilização é feita por conta própria, sem nenhuma orientação médica, e o papel do farmacêutico é de fundamental importância para garantir o uso eficiente e adequado dos fitoterápicos.
47 Correlação entre a determinação de hemoglobina e os demais parâmetros hematológicos do eritrograma , Aline Sinzervinch de Oliveira, Ana Maria Santos de Lima, Luciana Vieira Queiroz Labre, Kelly Deyse Segati
Introdução: Caracteriza-se  anemia  o  quadro  clínico  no  qual  a  concentração  de  hemoglobina  se encontra  abaixo  do  valor  normal,  originando  várias  complicações  hematológicas  desenvolvidas principalmente quando há a deficiência nutricional de ferro e algumas vitaminas fundamentais. O objetivo  do  presente  estudo  foi  correlacionar  os  valores  de  hemoglobina  alterados  com  os demais parâmetros do eritrograma. Métodos: Foram levantados laudos de hemograma completo de 2023 pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas daUniEVANGÉLICA durante o período   01/01/2017   a   18/12/2017.   As   análises   estatísticas   foram   realizadas   utilizando   o programa3.5.1  e  o  teste χ2 para  determinar  as  correlações  entre  a  redução  dos  níveis  de hemoglobina e os índices hematimétricos, para isso foiadotado o intervalo de confiança de 95% para   aceitação   de   diferenças   com   um   p-valor<   0,05.   Resultados:   A   concentração   de hemoglobina  esteve  diminuída  em  417  casos  representando  20,61%  (VR=12-15,5  g/dL).  A análise  correlativa  entre  a  presença  de  valores  reduzidos  de  hemoglobina  e  o  sexo  (OR=0,81; IC=0,64-1,01; p=0,07), não apresentaram força estatística. Houve correlação entre hemoglobina diminuída e o valor reduzido de eritrócitos (OR=13,65; IC=9,93-18,78; p=0,000001), hematócrito diminuído   (Ht)   (OR=35,85;IC=26,00-49,44;   p=0,000001), hemoglobina   corpuscular   média diminuída  (HCM)  (OR=3,92;  IC=3,11-4,93;  p=0,000001), volume  corpuscular  médio  reduzido (VCM)  (OR=2,86;  IC=2,18-3,75;  p=0,000001), concentração  de  hemoglobina  corpuscular  média alta  (CHCM)  (OR=1,77;  IC=1,39-2,27;  p=0,000001),  amplitude  de  distribuição  dos  glóbulos vermelho   acima   dos   valores   de   referência   (RDW)   (OR=2,19;   IC=1,76-2,73;   p=000001). Conclusão:  A  redução  da  taxa  de  hemoglobina  apresentada  no  hemograma  é  um  fator determinante  para  o  diagnóstico  de  anemias,  este  estudo  demonstrou  que  quando  esse parâmetro  está  alterado  é  possível  considerar  alguns  diagnósticos  específicos  como,  por exemplo,  anemias  por  perda  sanguínea.  Não  obstante,  foi  observada  uma  relação  positiva, porém  com  menor  frequência  entre  a  redução  de  hemoglobina  e  as  anemias  que  apresentam morfologias  microcíticas  e  hipocrômicas  e  entre  as  anemias  hiperproliferativas.    Deste  modo,  a determinação de hemoglobina esteve correlacionada aos índices hematimétricos, esses achados podem ser facilitadores na clínica para a descoberta da casuística e tratamento.
48 O  controle  externo nacional exercido  pelos  órgãos  de  controle:  uma  comparação  entre  o  brasil  e  a  argentina , Lopes  VSO, Felix  J, Silva  KDC, Silva CAM,  D’Azevedo  RMP,  Guedes  KP
O  objetivo  deste artigo  é  realizar  uma  análise  comparativa  do  controle  externo  nacional  exercido  no  Brasil  pelo Tribunal de Contas da União -TCU e na Argentina pela Auditoria Geral da Nação -AGN. O estudo discute o desenho institucional nos dois países verificando suas vantagens e desvantagens comparativas, bem como os tipos de controle de  acordo  com  o  momento  (prévio,  concomitante  e  posterior).  A  metodologia  de  pesquisa  é  qualitativa,  com  as técnicas  análise  comparada  e  documental,  sendo  que,  inicialmente,  utilizamos  a  pesquisa  exploratória,  com levantamento bibliográfico. Periódicos, artigos, sites, livros, normas e outras fontes de dados que serviram como base para os conceitos e outras informações relevantes afetas ao tema Controle Externo Nacional no Brasil e na Argentina. Dentre  as  conclusões  do  trabalho  destacamos  que  a  efetividade  do  controle  pode  ser  maior  em  razão  da  utilização dos controles preventivos, concomitantes e posteriores, a depender do tipo de fiscalização e dos objetivos do controle.Descritores:Controle;Tribunais de Contas;Controle externo
49 Uso de antimicrobianos em pacientes hematológicos internados em um hospital , Alisson Henrique Antunes, Cristiane Effting, Hérica Núbia Cardoso Cirilo
No   ambiente   hospitalar,   os   estoques   das farmácias   exercem   uma   função   de   relevante importância,  visto  que  eles  alimentam  seus  clientes  internos,  proporcionando  um  adequado atendimento  das  solicitações  e  consequentemente  gerando  uma  prestação  de  serviços  de qualidade  aos  consumidores  finais,  os  pacientes.O  cadastramento  é  uma  ferramenta  utilizada em  gestão  hospitalar  para  facilitar  o  controle  sobre  seu  estoque,  auxiliando  desde  a  aquisição dos  medicamentos  até  sua  administração  em  pacientes.  A  revisão  do  cadastro  consiste  em averiguar  se  a  identificação  anterior  é  adequada  as  necessidade  atuais  e  como  os  cadastros estão  conciliados  com  o  sistema  operacional  Hospitalar  e  o  sistema  de  dispensação,  sendo imprescindível  manter  essa  conciliação  correta  para  evitar  erros  que  afetarão  o  paciente. Levando em  consideração  a  importância  de  revisão  periódica  no  cadastro  e  a  segurança  que essa revisão traz para o paciente o objetivo deste trabalho é revisar o cadastro de medicamentos em  um  hospital  terciário  de  grande  porte.  A  revisão  do  cadastro  de  medicamentos  abrangeu todos os medicamentos que são passíveis de serem prescritos na instituição. Para comparação foi  utilizado  a  lista  de  medicamentos  padronizados  da  instituição  (medicamentos  adquiridos  de forma  programada).  Durante  a  revisão  foram  analisados  o  item  de  dispensação  (item  que  gera para  dispensação  a  partir  da  prescrição),  o  esquema  de  administração  do  medicamento  e  se  o item  é  visualizado  como  padrão  ou  não  padrão.  Para  análise  se  considerou  o  número  total  de cadastros analisados, tipos de erros de cadastros encontrados e frequência que eles aparecem. Foram revisados um total de 669 cadastros de medicamentos destes 40,9% (274) apresentaram algum  tipo  de  inconsistência  em  seu  cadastro.  Dos  274  erros  cadastrais  51%  (140)  foram medicamentos  não  padrões  cadastrados  como  padrões,  27%  (74)  medicamentos  padrões cadastrados  como  não  padrão,  12%  (33)  itens  padrões  sem  cadastro,  5,8%  (16)  itens  com esquema  de  dispensações  erradas  e  0,4%  (11)  medicamentos  com  associação  errada  entre  o item  de  prescrição  e  o  de  dispensação.Pode  se  observar  que  quase  metade  do  cadastro  de medicamentos apresentou alguma inconsistência quanto ao cadastro, encontrado também erros gravíssimos onde o item prescrito e o de dispensação não estavam associados de forma correta, estes erros podem resultar em um tratamento errôneo, pondo em risco a segurança do paciente, estes dados demonstram a importância da revisão periódica no cadastro de medicamentos
50 Impacto da revisão do cadastro de medicamentos em um hospital de grande porte de Brasília-DF. , José de Alsimir Gomes Júnior, Kelly Karolyne Araújo dos Santos, Thayse Pimentel de Araújo, Leonardo Ramos da Silva, Fabiane de Jesus da Silva Cabral
No   ambiente   hospitalar,   os   estoques   das   farmácias   exercem   uma   função   de   relevante importância,  visto  que  eles  alimentam  seus  clientes  internos,  proporcionando  um  adequado atendimento  das  solicitações  e consequentemente  gerando  uma  prestação  de  serviços  de qualidade  aos  consumidores  finais,  os  pacientes.  O  cadastramento  é  uma  ferramenta  utilizada em  gestão  hospitalar  para  facilitar  o  controle  sobre  seu  estoque,  auxiliando  desde  a  aquisição dos  medicamentos  até  sua  administração  em  pacientes.  A  revisão  do  cadastro  consiste  em averiguar  se  a  identificação  anterior  é  adequada  as  necessidade  atuais  e  como  os  cadastros estão  conciliados  com  o  sistema  operacional  Hospitalar  e  o  sistema  de  dispensação,  sendo imprescindível  manter  essa  conciliação  correta  para  evitar  erros  que  afetarão  o  paciente. Levando  em  consideração  a  importância  de  revisão  periódica  no  cadastro  e  a  segurança  que essa revisão traz para o paciente o objetivo deste trabalho é revisar o cadastro de medicamentos em  um  hospital  terciário  de  grande  porte.  A  revisão  do  cadastro  de  medicamentos  abrangeu todos os medicamentos que são passíveis de serem prescritos na instituição. Para comparação foi  utilizado  a  lista  de  medicamentos  padronizados  da  instituição  (medicamentos  adquiridos  de forma  programada).  Durante  a  revisão  foram  analisados  o  item  de  dispensação  (item  que  gera para  dispensação  a  partir  da  prescrição),  o  esquema  de  administração  do  medicamento  e  se  o item  é  visualizado  como  padrão  ou  não  padrão.  Para  análise  se  considerou  o  número  total  de cadastros analisados, tipos de erros de cadastros encontrados e frequência que eles aparecem. Foram revisados um total de 669 cadastros de medicamentos destes 40,9% (274) apresentaram algum  tipo  de  inconsistência  em  seu  cadastro.  Dos  274  erros  cadastrais  51%  (140)  foram medicamentos  não  padrões  cadastrados  como  padrões,  27%  (74)  medicamentos  padrões cadastrados  como  não  padrão,  12%  (33)  itens  padrões  sem  cadastro,  5,8%  (16)  itens  com esquema  de  dispensações  erradas  e  0,4%  (11)  medicamentos  com  associação  errada  entre  o item  de  prescrição  e  o  de  dispensação.Pode  se  observar  que  quase  metade  do  cadastro  de medicamentos apresentou alguma inconsistência quanto ao cadastro, encontrado também erros gravíssimos onde o item prescrito e o de dispensação não estavam associados de forma correta, estes erros podem resultar em um tratamento errôneo, pondo em risco a segurança do paciente, estes dados demonstram a importância da revisão periódica no cadastro de medicamentos
51 O  aumento  das  infecções  relacionadas  à hemodiálise por cateter venoso central. , Ribeiro  RC,  Nobre  RAM,  Andrade  EGS,  Santos  WLS
O presente estudo traz como objetivo principal, entender como as infecções por cateter venoso central (CVC) podem ser diminuídas durante o manuseio pelos profissionais. No contexto específico referente ao cateter, o objetivo define que no profissional enfermeiro deve possuir conhecimentos essenciais no que diz respeito a promover a segurança do cliente em questão, o controle dos fatores de risco e a coordenação de toda a equipe de enfermagem relacionada a prática eficiente e o manejo correto do Cateter venoso Central, para que as infecções sejam minimizadas. Trata-se de uma  revisão  bibliográfica  com  abordagem  qualitativa  sendo  pesquisados  artigos  científicos  que  abordassem  a temática em questão na biblioteca virtual BIREME e BVS, nos bancos de dados SCIELO, PUBMED e LILACS.Descritores:Cateter Venoso central; Hemodiálise; Infecção
52 Principais interações fármaco alimentos em idosos com uso crônico de medicamentos , Valdenires Idalino Pereira, Fabio dos Santos Almeida, Aline Palma Santos
As  interações  entre  fármacos  e  alimentos  são  caracterizadas  por  complicações  entre  esses componentes,  que  podem  ocorrer  antes  ou  durante  a  absorção  gastrintestinal,  durante  a distribuição e armazenamento nos tecidos, no processo de biotransformação ou mesmo durante a  excreção.  Essas  interações  podem  ser  classificadas  como  físico-químicas,  fisiológicas  e patofisiológicas.  As  morbidades  crônicas  prevalentes  na  população  idosa  levam  ao  consumo elevado  de medicamentos,  caracterizando-o  grupo  de  risco  para  a  ocorrênciade  reações adversas.   Devido   a   polifarmácia   essa   população   tem   maior   probabilidade   de   ter   outros problemas   relacionados   a   medicamentos,   como   interações   medicamento-medicamento   e medicamento-alimento.Este  trabalho  teve  como  objetivo realizar  uma  revisão  sobre  interações de  fármaco-alimento/nutrientes,  dentre  os  principais  medicamentos  prescritos  aos  idosos  com patologias   crônicas,   identificando   os   diversos   aspectos   envolvidos   a   fim   de   obter   maior conhecimento em relação ao processo correto entre a ingestão de alimentos e a administração de medicamentos, relatando a importância de levar informação técnica no cuidado à saúde dos idosos  que  fazem  uso  de  medicamentos.Revisão  crítica da  literatura.  Foram  pesquisados artigos  originais  e  de  revisão  nas  bases  Lilacs,  Scielo  e  Google  Acadêmico  abordando  o  tema interação  fármaco-alimento,  publicados  no  período  de  2002  a  2018.  Foram  excluídas  as publicações sobre interações de fármacos com plantas medicinais ou com nutrientes cuja origem alimentar não foi mencionada. Além disso, foi utilizado também a base de dados do Micromedex para  buscar  interações  alimentos com  os  fármacos  mais  utilizados  em  idosos.  Foi  elaborada uma lista através da revisão dos principais medicamentos utilizados em idosos com as seguintes colunas: fármaco,  classe  terapêutica,  alimentos/nutrientes,  interação  e  o  grau  de  interação (contraindicado, alto e moderado). Quanto ao grau de interação fármaco-alimento listados foram classificados: 1 contraindicado, 10  alto risco, 31 risco moderado.O desafio dos profissionais de saúde  sobre  a  escolha  da  farmacoterapia  aliada  à  boa  nutrição  deve  ser  compartilhado  com  a equipe  multiprofissional.  A  tabela  elaborada,  visa  proporcionar  uma  busca  de  fácil  acesso  e segura aos profissionais de saúde, principalmente farmacêuticos, no momento da orientação ao paciente, visando diminuir os problemas relacionado a interação de fármacos e alimentos. Além disso,   promover   a   qualidade   de   vida   em   idosos   com   orientação   quanto   a   uma   melhor alimentação,  baseada  em  uso  de  medicamentos  contínuos,  para  obter  o  resultado  terapêutico desejado.
53 O papel do farmacêutico no uso racional de antimicrobianos e controle de resistências bacterianas , Daniely Martins da Silva, Karoline de Britto Rocildes Abreu, Nathalia Lobão Barroso de Souza da Silveira, Nathasha Stella Reis
A  resistência  bacteriana  aos  antibióticos  é  um  atual  problema  de  saúde  pública.  Grande  parte das   infecções   hospitalares   são   causadas   por   bactérias   que   já   não   respondem   mais   a determinados antibióticos  por  conta  da  emergência  de  mecanismos  de  resistência.  O  uso inadequado  desses  medicamentos  induz  à  seleção  natural  de  bactérias  resistentes.  A  taxa  de mortalidade pelas principais doenças infecciosas chega a 11 milhões de pessoas por ano. Com isso,  é  imprescindível  o  uso  racional  de  antimicrobianos,  pois  podemos  retornar  à  era  pré-antibiótico  e  colocar  em  perigo  milhares  de  vidas  devido  ao  uso  inadequado.  O  farmacêutico clínico está intimamente ligado ao uso racional dos antimicrobianos. Dentreos seus papéis está em   aconselhar   antibioticoterapia,   ajudando   na   escolha   do   antimicrobiano   correto,   sugerir alterações  de  posologia,  orientar  a  preparação  como  a  administração  desses  medicamentos, acompanhar o tempo de tratamento, além de educar profissionais de saúde e o paciente quanto ao  uso  racional  de  antimicrobianos.  Este  trabalho  tem  como  objetivo  demonstrar,  por  meio  dos indicadores do serviço de farmácia clínica de um hospital terciário, intervenções relacionadas ao gerenciamento  do  uso  de  antimicrobianos.  Trata-se  de  um  estudo  descritivo  retrospectivo,  em que foram analisadas as intervenções realizadas no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2018,  relacionadas  ao  gerenciamento  do  uso  de  antimicrobianos.  No  ano  de  2017  a  taxa  de cobertura  de  leitos  acompanhados  pela  Farmácia  Clínica  foi  de  22%  (média  de  155  pacientes por mês) e 25% (650) das intervenções farmacêuticas foram relacionadas a antimicrobianos. Já no ano de 2018 a taxa de cobertura foi de 18,2% (média de 111 pacientes por mês) e 24% (936) das intervenções foram relacionadas ao uso dos antimicrobianos, demonstrando um aumento de 144%  nesse  tipo  de  intervenções,  mesmo  com  uma  diminuição  na  taxa  de  cobertura.  As principais  intervenções  nesse  período  foram  relacionadas  à  suspensão  de  antimicrobiano (36,5%) e ajuste de posologia (27%). 18,8% dos antimicrobianos foram suspensos por tempo de tratamento,  13,9%  devido  à  profilaxia  cirúrgica  e  3,8%  por  não  haver  indicação.  E  quanto  à posologia  14,2%  os  antimicrobianos  estavam  em  subdose  e  12,8% em  sobredose.  Houve também  intervenções  relacionadas  à  inclusão  de  antimicrobiano,  sugestão  de  alteração  de terapia,  orientação  de  administração,  sinalização  de  incompatibilidade  medicamentosa,  alergia medicamentosa,  sinalização  de  interação  medicamentosa e  switch  de  forma  farmacêutica endovenosa   para   via   oral.   O   farmacêutico   clínico   é   responsável   pelo   uso   racional   de antimicrobianos e por consequência, controle de resistência bacteriana aos antimicrobianos. No nosso  serviço  o  farmacêutico  clínico  realizou intervenções  principalmente  quanto  ao  tempo  de tratamento e posologia de antimicrobianos.
54 Conduta  de  enfermagem  ao  portador  de doença cardiovascular e diabetes na atenção básica , Nascimento  BES,  Silva  LF,  Sousa  MCN,  Álvares  ACM
A  atuação  do  enfermeiro  nos  programas  de  hipertensão  e  diabetes  tem  sido  de  extrema  importância  na  atenção primária,  por  sua  experiência  prática  e  educativa  na  avaliação  nutricional,  tem  aplicado  com  eficiência  as  propostas não  farmacológicas,  além  de  sua  participação  direta  no  acompanhamento  dos  pacientes  na  unidade.  A  prática educativa, assim como uma visão investigativa do enfermeiro propiciou relevantes melhorias no bem-estar e forneceu ferramentas  para  o  conhecimento  do  usuário  da  Atenção  Básica.  Especificamente  na  Atenção  Primária  a  Saúde (APS),  por  meio  da facilidade  ao  acesso  à  pratica  clínica,  as  atribuições  de  enfermagem  estão  voltadas  à  promoção de  saúde,  prevenção  e  tratamentos  de  agravos,  reabilitação  da  saúde  dos  indivíduos  e  comunidade,  de  maneira individualizada.  O  Enfermeiro  realiza  prescrição  de  medicamentos  pertencentes  aos  programas  de  saúde  pública (Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde) e em rotina aprovada pelas instituições de saúde. O ato da prescrição de medicamentos é regulamentado pela Lei n. 7.498/1986, que regula o Exercício Profissional da Enfermagem  no  Brasil;  o  Decreto  nº94.406/1987;  e  a  Resolução  do  Conselho  Federal  de  Enfermagem  (COFEN) nº271/2002, revogada pela Resolução COFEN nº317/2007.Descritores:Hipertensão arterial; Diabetes mellitus;Estratégia da saúde da família 
55 Fibromatose hialina juvenil: a relevância do tratamento para a qualidade de vida , Maria Clarice Mendes da Silva, Claudiane Mendes Batista,Aline Palma Santos
As   doenças   raras   geralmente   são   crônicas, progressivas   e   incapacitantes,   podendo   ser degenerativas, afetando a qualidade de vida das pessoas e de suas famílias. Além disso, muitas delas  não  possuem  cura,  de  modo  que  o  tratamento  consiste  em  acompanhamento  com  o objetivo  de  aliviar  os  sintomas  ou  retardar  seu  aparecimento.  A  Fibromatose  Hialina  Juvenil (FHJ)  é  uma  desordem  genética/hereditária  rara  de  caráter  autossômico  recessivo,  é  uma mutação  do  gene  ANTRX2  (antrax  toxin  receptor  2)  localizado  no  cromossomo  4q21.  A  sua manifestação  acontece  nos  primeiros  três/quatro  meses  de  vida  com  lesões  cutâneas  na  face, pescoço,  região  perinasal  e  perianal,  e  ainda  desenvolve  pequenos  tumores  benigno  no  couro cabeludo,  tronco  e  nos  membros.  O  depósito  do  material  hialino  é  responsável  por  várias consequênciasda  doença  como  por  exemplo,  contraturas  articulares  e  dores  crônicas,  diarreia crônica  e  enteropatia  com  perda  de  proteínas,  pelas  lesões  cutâneas  e  perianais.  O  portador dessa síndrome é um indivíduo muito suscetível a infecções.O objetivo deste trabalho foi revisar a  literatura  a  respeito  da  Fibromatose  Hialina  Juvenil  (FHJ),  para  demonstrar  alternativas  de identificação,  diagnóstico,  e  principalmente  o  tratamento  e  controle  da  patologia,  com  a finalidade  de  promover  a  funcionalidade  e  a  qualidade  de  vida,  ressaltando  a  importância  do cuidado  multiprofissional.Revisão  narrativa  da  literatura,  através  de  uma  pesquisa  bibliográfica especializada no qual realizou-se uma consulta por artigos originais, revisões e relatos de casos sobre FHJ em português, inglês e espanhol, excluindo artigos que apenas citavam a doença ou relatava  sobre  outras  fibromatoses.    Após  o  diagnóstico  clínico,  os  estudos  demonstram  que  o principal tratamento é o cirúrgico para o tratamento da hiperplasia gengival, lesões orais, dentesdecompostos   e   instáveis,   capsulotomia,   entre   outras.   Pode   acontecer   novas   abordagens cirúrgicas, nos locais já tratados, visto que as cirurgias não são curativas, contudo tem intuito de facilitar  o  dia-a-dia  do  paciente  visando  sempre  a  qualidade  de  vida.Outros  tratamentos adjuvantes como fisioterapia e tratamento com corticóides podem fornecer alívio temporário para sintomas   de   envolvimento   articular.   O   acompanhamento   do   paciente   e   familiares   com profissionais  especializados  em  relacionamento  humanos,  psicólogos,  pedagogos,  terapeutas ocupacionais  é  de  fundamental  importância  para  melhor  inserção  do  paciente  na  sociedade. Vale  ressaltar  que  não  teve  relato  de  deficiência  neurológica,  portanto  são  pessoas  que  total independência  na  comunicação  e  cognição social.A  FHJ  como  outras  doenças  raras  devem ser  estudadas,  para  desenvolvimento  de  políticas  públicas  com  intuito  da  integralidade  no cuidado pela equipe multiprofissional paraefetivo acolhimento e atendimento dos paciente se seus familiares
56 Bolsa  familia  e federalismo: uma relação com as condições de saúde pública nacional , Lopes  VSO, Silva  KDC,Silva  CAM,  Guedes  KP,  Chagas  JG,  Miranda  RB
Trata-se  de  um  estudo  de  caso  a  respeito  do  Programa Bolsa  Família  (PBF).  A  partir  de  uma  compreensão  mais aprofundada  do  arranjo  federativo  brasileiro,  avaliou-se  o  comportamento  de  um  indicador  de  saúde,  a  mortalidade infantil pós-neonatal (MIPN), e os contrastes nacionais. A principal hipótese deste artigo é a de que o PBF consegue induzir  uma  melhoria  nas  condições  de  saúde  pública  em  todo  o  território  nacional,  notadamente  as  perceptíveis através do MIPN. Foram utilizados dados secundários fornecidos pelo Ministério da Saúde para a realização de uma análise  exploratória  e  descritiva  sobre  aquele  indicador.  Conclui-se  que,  devido  às  contrapartidas  cobradas  dos beneficiários  do  PBF,  o  programa  direta  e  indiretamente  contribui  para  a  melhoria  das  condições  de  saúde  da população brasileira, mas que há outros fatores determinantes na variação das taxas de mortalidade pós-neonatal.Descritores:Programa bolsa família; Federalismo; Serviços públicos; Mortalidade infantil; Saúde pública.
57 Avaliação de cormobidades e uso de medicamentos em pacientes com Diabetes Tipo2 (DM2) , Renan Renato Cruz, Lustarone Bento de Oliveira, Raphael da Silva Affonso, Anna Maly Leão Eduardo, Erica Carine Campos Caldas Rosa
A  Diabetes  mellitustipo  2(DM2)é  uma  doença  que  apresenta  declínio  progressivo  da  função secretória das células beta pancreáticas, ocorre diminuição da secreção de insulina e supressão insuficiente  de  secreção  de  glucagon.  Em  conjunto  com  a  resistência  à  insulina,  o  aumento  da secreçãode  glucagon  se  traduz  em  redução  das  respostas  metabólicas  à  insulina  que  resulta em  hiperglicemia  crônica.  A  hiperglicemia  e  a  alteração  do  metabolismo  de  ácidos  graxos observadas na doença resultam em dano tecidual e aumento da produção de espécies reativas de  oxigênio  (ERO)  pelas  mitocôndrias  e  pelos  peroxissomos.  Estes  eventos  resultam  em aumento  da  produção  mitocondrial  de EROs  noendotélio  da  micro  e  macrocirculação,  e constituem   eventos   essenciais   ao   desenvolvimento   das   complicações   vascularesque contribuem para as comorbidadesda doença.Este estudo teve como principal objetivo analisar as  comorbidades  e  a  utilização  de  medicamentos  em  oitenta  pacientes  diagnosticados  com DM2. Essa avaliação foi realizada com base nos exames pacientes realizados noLaboratório de Análises  Clinicas  do  Hospital  Universitário  de  Brasília  e  em  pesquisa  prévia  de  dados  nos prontuários  dos  pacientes  após  assinatura  do  TCLE.  Este  projeto  foi  aprovado  pelo  Comitê  de Ética em Pesquisa da Universidade de Brasília.80 pacientes com DM2 apresentaram tempo de diagnóstico  de  4  anos,  média  de  idade  de  60  anos, media  de  pressão  arterial,  sistólica  e diastólica,  de  130/100  e  a  do  IMC,  compatível  com  obesidade  grau  I.  A  maioria  dos  pacientes fazia  uso  de  metformina  para  o  tratamento  do  diabetes  e  apresentava,  como  comorbidade, hipertensão  arterial  sistêmica  e  obesidade  grau  I  A  dislipidemia  foi  observada  em  menos  da metade dos pacientes devido ao uso de estatinas e 15,5% foram diagnosticados com depressão e  estes  utilizavam  a  fluoxetina.  Cerca  de  25%  faziam  uso  de  tabaco  e  40%  não  praticavam atividade  física.  Quanto  às  variáveis  bioquímicas,  foi  observado  que  a  mediana  da  glicemia  de jejum e pós-prandial encontrava-se discretamente acima das metas de controle glicêmico (< 100 mg/dL  paraa  glicemia  de  jejum  e  <  140  mg/dL  para  glicemia  pós-prandial)  e  a  da  HbA1c,  na meta. A mediana do colesterol LDL foi superior à meta de controle (< 100 mg/dL), assim como a do  triglicerídeo  (meta  <  150/dL). Pacientes  com  DM2  apresentam  maior  estresse  oxidativo devido  ao  aumento  de  Lipoproteina  circulante  e  ao aumento  da  concentração  plasmática  de glicose e ácidos graxos.Estes s aspectos, além da diminuição da lipoproteína de alta densidade (HDL), aumento da hipertensão arterial sistêmica e excesso de peso, contribuem para os EROs, disfunção  endotelial  e  aumento  do  risco  cardiovasculare  consequente  resposta  inflamatória sistêmica. 
58 O papel do farmacêutico em oncologia , Bruno Correia da Rocha,Regis Alves Neponoceno,Renika Santos de Oliveira,Anna Maly de Leão e Neves Eduardo
O  câncer  é  o  nome  dado  a  um  conjunto  de  mais  de  100 doenças  e  apresenta  alta  incidência  de mortalidade e demanda atenção tempestiva, longos tratamentos e não menos importante um tratamento adequado.  Para  o  diagnóstico  do  câncer  consideram-se  histórico  do  paciente,  exames  físicos  e  os sintomas,  buscando  identificar  seu  estado  e  presença.  O  farmacêutico  está  presente  em  praticamente todos  os  serviços  de  quimioterapia  do  Brasil.  E,  embora  sua  atuação  principal  esteja  na  manipulação  e gerenciamento  de  quimioterápico,  o  profissional  é  peça  fundamental  na  garantiada  qualidade  dos procedimentos.  O  trabalho  multiprofissional  nas  Unidades  Oncológicas  é  importante,  pois  todos  os profissionais  buscam  atender  os  pacientes,  sincronizados  na  assistência,  assim,  passando  segurança  e apoio. Por isso, a terapia farmacológicadeverá ser adequada ao estilo de vida de cada um, respeitando suas limitações e hábitos. De acordo com o exposto, conclui-se que os farmacêuticos são fundamentais para  garantir  o  uso  racional  e  seguro  dos  medicamentos,  bem  como  alertar  quanto  aos  erros  demedicação  e  as  formas  de  prevenção,  trazendo  contribuições  significativas  à  equipe.  Dessa  forma,  o objetivo  geral  do  trabalho  é  compreender  papel  do  farmacêutico  em  oncologia  hospitalar.  E,  como objetivos  específicos  revisar  os  aspectos  gerais  do  câncer; analisar  a  importância  do  farmacêutico  na manipulação   dos   antineoplásicos;   evidenciar   como   o   farmacêutico   pode   atuar   junto   à   equipe multidisciplinar  na  unidade  oncológica  e  ratificar  a  atenção  farmacêutica  na  prevenção  e  resolução  dos problemas  relacionados  à  farmacoterapia.O  presente  trabalho  trata-se  de  uma  revisão  de  literatura  e para  sua  realização  foi  realizado  uma  pesquisa  bibliográfica  com  consultas  em  literaturas  relativas  ao assunto. Para guiar esta revisão, baseou-se nos objetivos específicos comseleção de artigos nas bases de dados no SCIELO, Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Instituto Nacional do Câncer (INCA) e Ministério da Saúde. Utilizando as palavras chaves: câncer, farmácia oncológica e atenção farmacêutica oncológica. Além  disso,  os  períodos  para  busca  foram  de  materiais  que  respeitassem  um  período  de  2000  a  2018, em  sua  maioria,  salvando  algumas  exceções.Conhecida  como  doença  ruim  no  dito  popular  e  por apresentarprognósticonãomuito  satisfatório,  o  câncer  trata-se  de  uma  doença  que  atinge  milhares  de pessoas  ao  redor  do  mundo.  E,  a  mesma  não  faz  distinção  de  raça,  sexo  e  idade.SegundoOlibonie Camargo,  2009,  a  farmácia  hospitalar  tem  como  principal  função  garantir  a  qualidade  da  assistência prestada  ao  paciente  por  meio  do  uso  seguro  e  racional  de  medicamentos  e  correlatos.  E,  adequar  sua aplicação  à  saúde  individual  e  coletiva  nos  planos  assistencial,  preventivo,  docente  e  investigativo.A atenção  farmacêutica  é  uma  importante  ferramenta  para  a  redução  de  erros  na  medicação  e  no tratamento,  tornando-o  mais  eficaz  e  melhorando  a  qualidade  de  vida,  pois  cada  vez  mais  a  tarefa  do farmacêutico é garantir que a terapia medicamentosa dos pacientes esteja devidamente indicada e que é mais  eficaz  segura  e  conveniente  para  os  pacientes.  Na  farmácia  hospitalar,  algumas  medidas  são tomadas, devido os erros de prescrição, ser frequentes e custosos. Por isso, o Conselho de Coordenação Nacional  busca  a  Prevenção  e  Relato  de  Erros  na  Medicação  e  tem  como  definição  de  erro  qualquer incidente evitável que pode causar dano ao paciente ou levar ao uso inapropriado de medicamentos em casos onde o medicamento é controlado por profissional da saúde, pacientes ou consumidor.De acordo com o que foi exposto neste trabalho, podemos concluir que os profissionais farmacêuticos envolvidos na oncologia estão aptos a resolver questões que envolvem o administrativo e o clínico, cooperando com os demais profissionais no desenho do plano terapêutico, na análise da prescrição e no monitoramento dos pacientes,  visando  melhorar  a  qualidade  do  de  saúde.  Dessa  forma,  esse  profissional  que  exerce  com prudência,  consciência  e  responsabilidade  o  papel  de  garantir  que  o  tratamento  antineoplásicos  esteja prescrito corretamente, beneficia o tratamento do paciente oncológico com qualidade e segurança. Assim, é possível proporcionar uma diversidade de oportunidades de interação com a equipe assistencial e com o paciente.
59 Ensino  em contabilidade:  uma análise bibliométrica da produção científica em ensino e pesquisa contábil , Silva KDC,Santana  CM,Lopes VSO, Silva CAM, D’Azevedo RMP, Guedes KP
Nos  últimos  anos,  houve  um  aumento  no  número  de  programas  de  pós-graduação  em  Contabilidade,  o  que  implicou  num incremento  da  produção  científica  nacional.  Um  dos  principais  meios  de  divulgar  essas  pesquisas  é  através  da  publicação  emcongressos, onde se faz a discussão dos resultados e o aperfeiçoamento dos trabalhos.Este estudo pretende traçar um perfil dos autores  que  publicaram  na  área  de Ensino  em  Contabilidade  em  anais  do  EnANPAD  no  período compreendido  entre  os  anos  de 2002 e 2011 e do EnEPQ durante suas três edições.Foram selecionados para a amostra os trabalhos publicados nesses eventos, no  período  selecionado,  cujo  título,  resumo  ou  próprio  artigo  fosse voltado  para  as  áreas  de  educação/ensino  em  Contabilidade. Para o alcance do objetivo de pesquisa, a análise envolveu as seguintes variáveis: ano, área de interesse, tema, resumos, autores, gênero dos autores, instituição, região e afiliação e natureza da instituição: pública ou privada.A análise com base na quantidade de autores  por  artigo  possibilitou verificar  uma  freqüência maior  de  2  ou  3  autores  por  artigo.  Constatou-se  também  que  uma  parte significativa  dos  autores  (36,04%)  que  publicaram  no  período  analisado eram  oriundos  da  região  Sudeste  e,  em  grande  maioria, estavam vinculados  a  instituições  públicas,  representando  64,72% do total  geral.A  observação  do  perfil  dos  autores  participantes em  ambos  os  eventos  aponta  que  são,  em  sua  maioria,  oriundos  de  localidades  onde  há  os  maiores  programas  de  Mestrado  e Doutorado do país e nas instituições públicas que tradicionalmente, desenvolvem mais a produção científica.Descritores:Ensino; Contabilidade; EnANPAD;  EnEPQ; Bibliometria
60 Benefícios  da  hidroterapia  em pacientes após acidente vascular celebral (AVC). , Miranda  MR,  Bueno  GCR, Ribeiro  LC,  Matos  JFS,  Fonseca  CF
O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é causado pela obstrução ou rompimento de uma ou maisartérias, gerando falta de circulação sanguínea no cérebro. Como consequências, temos comprometimentos motores, sensoriais, cognitivos, comunicativos  e  emocionais.  Objetivo  desta  revisão  literária  é  considerar  os  Benefícios  da  hidroterapia  para portadoresde acidente vascular cerebral (AVC) por meio das propriedades físicas da água diminuindo desta forma as sequelas  que  esta  patologia  deixa.  O  levantamento  e  a  posição  das  referências  que  respaldassem  o  estudo transcorreram  nos  bancos  de  dados  da  SCIELO  (Scientific  Eletronic  Library  On-line),  Google  Acadêmico,  Livros  e artigos utilizados, foram publicados entre os anos 2000 á 2017 em português e inglês. Por fim pode-se relatar que é favorável que á hidroterapia é um recurso eficaz e muito relevante no que diz respeito a proporcionar uma volta mais rápida para as suas atividades da vida diária, deixando-os mais independente possível.Descritores:Benefícios da hidroterapia; Acidente Vascular Cerebral;Modalidades da Fisioterapia;Qualidade de vida
61 Cuidados farmacêuticos na assistência ao paciente portador de esclerose múltipla , Jorge Luiz Pereira de Oliveira, Jocicleide Costa Silva, Anne Maryelle Florêncio Silva, Mayara Pereira da Costa, José de Souza Soares
Esclerose Múltipla (EM) é um processo patológico neurodegenerativo progressivo, caracterizada como  Doença  da  Autoimunidade  (DAI),  a  hipótese  patogênica  mais  aceita  é  que  a  EM  seja  a combinação  de  predisposição  genética  e  um  fator  ambiental  desconhecido.  A  evolução  é caracterizada  por  episódiosrecorrentes  de  desmielinização  inflamatória  e  destruição  acelerada de tecido do sistema nervoso central. Sua maior incidência é na população acima dos 50 anos. Devido  a  auto  incidência  e  a  necessidade  de  uso  de  medicamentos  continuados,  é  de  releva importância,  os  cuidados  farmacêuticos  a  esses  pacientes.  Descrever  sobre  a  atuação  e assistência  farmacêutica  ao  paciente  portador  de  EM.  Este  trabalho  foi  elaborado  a  partir  de pesquisas  bibliograficas,    realizadas  em    artigos  científicos,  publicados  nos  súltimos  5  anos, obtidos  nos  sites  e  bases  de  dados,  Birime,  PubMed  e  Scielo.  A  EM  faz  parte  de  um  grupo  de agravos  conhecidos  como  DAI.  É  uma  doença  neurológica,  inflamatória  crônica,  caracterizada por  episódios  recorrentes  de  disfunção  neurológica  com  remissão  variável,  ou  seja,  apresenta evolução  usualmente  não  linear,  com  piora  dos  sintomas  e  acúmulo.  de  incapacidades, intercalados  por  períodos  variáveis  de  melhora.  A  assistência  farmacêutica  vem  no  intuido  de atuar  juntos  as  equipes  multidisciplinar  no  acompanhamento  de  todos  os  tratamentos  no  curso da doença. Além de tratar a causa (autoimunidade e degeneração), as consequências também devem  ser  observadas  e  tratadas  (depressão,  ansiedade,  fadiga,  tremor,  paresias,  perdas cognitivas,  entre  outras  complicações  clínicas).  Muitos  dos  aspectos  de  EM  ainda  não  foram avaliados por ensaios clínicos. Existe poucos estudos voltados exclusivamente para a asistência farmacêutica  aos  pacientes  portadores  de  DMTs,  e  poucos  ensaios  sobre  as  estrategias terapêuticas, portanto, faz necessário ampliar os estudos direcionados a esses processos.
62 Prescrição  de  antibióticos  por profissionais  não médicos , Meira  DNM,  Souza  RA,  Alves  TN,  Álvares  ACM
De acordo com o CRM (Concelho Federal de Medicina), no Brasil o diagnóstico e a prescrição de medicamentos são atos   de   competência   exclusiva   de   médicos,   cirurgiões-dentistas   e   veterinários,   nos   casos   restritos   a   cada especialidade,  embora  em  alguns  países  essa  prática  se  estenda  a  outros  profissionais  respeitando  suas  limitações. Analisando  o  entendimento  da  autoridade  Sanitária  do  Brasil,  ANVISA,  encontramos  precedentes  que  permite abertura para outros profissionais realizarem prescrições de antibióticos de acordo sua competência técnica. No portal do  ministério  da  saúde  é  possível  encontrar mais  de  66  protocolos,  deste  podemos  destacar:  Protocolos  da  atenção básica: saúde das mulheres publicado em 2016e Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas  com Infecções  Sexualmente  Transmissíveis  publicados em  2015,  que  permite  o manejo  de  antibióticos  por profissionais  não  médicos.  Mesmo  com  amparos  legais,  o  ato  de  prescrição  por  profissionais  não  médicos  gera diversos  debates  e  opiniões  distintas,  consequentemente  duvidas,  medo  e  insegurança  são  geradas  para  os profissionais.  Observando  essa  situação  espiramos  o  desenvolvimento  desse  estudo,  despertado  após  observar diversas discussões referente a prescrição de medicamentos, principalmente antibióticos. Ficando claro o objetivo de elucidar as particularidades da prescrição de antibiótico por profissionais não médicos, observando os aspectos legais e suas possibilidades.Descritores:Prescrição; Medicamento; Antibióticos
63 Abordagens farmacológicas em psicofármacos , Kamiliam Câmara Cintra, Ana Ilza da Silva Raposo, Clezio Rodrigues de Carvalho Abreu, Alice da Cunha Morales Álvares, José de Souza Soares
Psicofármacos ou Psicotrópicos são modificadores seletivos do Sistema Nervoso Central (SNC) usados  no  tratamento  de  transtornos  psíquicos.  São  drogas  que  ou  estimulam  ou  deprimem seletivamente  a  atividade  mental.  Os psicofármacos  são  dividido  em  sedativos,  ansiolíticos, antipsicóticos    (neurolépticos),    antidepressivos,    liberadores    indiretos    de    catecolaminas, psicodislépticos, (alucinógenos), metabólitos do SNC e antagonistas da serotonina. Descrever a abordagem  atual  da  psicofarmacologia,  suas  classificações  e  modos  de  ações.  Este  trabalho  é de  natureza  qualitativo,  descritivo,  revisional,  baseado  em  artigos  científicos  publicados  nos últimos  5  anos  nas  bases  SciELO  e  PubMed.  Antidepressivos  são  fármacos  utilizados  em tratamento  de  fases  depressivas  ou  de  alguns  tipos  de  esquizofrenia.  Os  Antidepressivos tricíclicos  dependente  essencialmente  do  núcleo  tricíclico,  atuam  inibindo  a  recaptação  das aminas biogênicas (catecolaminas e indolaminas) nas fendas sinápticas. Essa inibição promove o  aumento  noradrenalina  e  serotonina.  Os  inibidores  da  MAO,  são  derivados  hidrazínicos  e hidrazídicos.  Promove  o  aumento  das  concentrações  das  aminas  cerebrais  em  virtude  da inibição  da  degradação  metabólica  pela  ezima  monoaminoxidase.  As  ações  farmacológicas  da MAO  podem  vir,  também,  da  recaptação  ou  agindo  indiretamente  na  liberação  das  aminas  nos sítios  de  estocagem.  Os  inibidores  seletivos  da  recaptação  de  serotonina  possuem  pouca afinidade pelos receptores histaminérgicos, alfa-adrenérgicos e muscarínicos, produzindo menos efeitos  colinérgicos  que  os  outros  antidepressivos.  Os  ansiolíticos:  Carbamatos  de  propanodiol correlatos,  Meprobamato  são  protótipo  desta  classe,  é  também  são  hipnótico  e  sedativo.  As benzodiazepinas possui ação inibidora do GABA, feita mediante sua interação com o receptor, o complexo  formado  entre  o  GABA  e  o  receptor  abre  o  canal  de  cloreto,  aumenta  sua  condução intracelular,  afetando  a  membrana  do  neurônio,  despolarizando-a.  Os  psicofármacos  são  de extrema importância para transtornos do SNC, são classificados de acordo com o modo de agir, efeitos e estruturas moleculares.
64 Sistematização de controle na dispensação e uso de medicamentos psicotrópicos em um hospital , Ana Ilza da Silva Raposo, Kamiliam Câmara Cintra, Magna Avelina dos Santos Xavier, Clezio Rodrigues de Carvalho Abreu, José de Souza Soares
As  equipes  multidisciplinares  hospitalares  desenvolvem  particapam  no  processo  de  prescrição, dispensação  e  administração  do  medicamento.  A  participação  de  muitos  profissionais  no processo  aumenta  a  possibilidade  de  erros.  Os  erros  estão  vinculados  a  falha  profissional  ou sistêmico. Os quais devem ser identificados, para adoção de medidas corretivas no sistema de medicação.   O   profissional   também   deve   conhecer   e   desenvolver   seu   papelnas   ações necessárias à medicação com responsabilidade, para garantir a eficácia do tratamento. Analisar e  descrever  sobre  a  função  dos  profissionais  na  farmacoterapia,  que  priorize  comportamentos para  redução  das  falhas  em  análise  das  prescrições  e  dispensação  de  medicamentos.  Este trabalho  é  de  natureza  qualitativa  e  descritiva,  foram  usados  artigos  científicos  publicados  nos últimos  5  anos  na  na  Biblioteca  Virtual  MEDLINE,  Google  Acadêmico  e  SciELO.  A  parte experimental  foi  observacional  em  um  hospital de  Brasília.  As  principais  resoluções  e  leis  que regulamentam  sobre  a  prescrição  de  são  as  Leis  Federais  5.991/73  e  9.787/99,  bem  como  a Resolução  357/2001,  do  Conselho  Federal  de  Farmácia  e  a  Resolução  1.552  (de  20/08/99), 1.477  (de  11/7/97)  e  1.885  (de  23/10/08).  Os  profissionais  da  saúde  legalmente  aptos  a prescrever são médicos, médicos-veterinários, cirurgiões-dentistas e enfermeiro, de acordo com a Portaria MS/GM nº 1.625 de 10 de julho de 2007. O prescritor deve orientar o paciente quanto às  instruções  escritas,  necessárias  à  boa  consecução  do  seu  tratamento.  O  farmacêutico  deve analisar  a  prescrição,  dispensação,  e  a  orientação  ao  paciente.  Não  devendo  seguir  prescrição que  coloca  em  risco  o  bem-estar  do  mesmo.  Analisar  cada  prescrição,  assim  como  verificar  o rótulo de cada medicação, continua sendo a prática mais segura, que precisa ser desenvolvida pelo  farmacêutico,  profissional  habilitado  e  capacitado  para  desenvolver  a  garantir  e  segurança do serviço farmacoterápico
65 As visões da série “13 reasons why?”eo suicídio na adolescencia. , Carrino AL
66 Locais de propagação de Staphycoccus aureus, resistentes a meticilinam (mrsa), associadas ou adquiridas na comunidadE (CA-MRSA) e a oxacilina (SARO) , Cleila GuimarãesPimenta
No Brasil,  a  Constituição  Federal  Brasileira  garante  o  direito  integral  e  universal  à  saúde.  Nela está  previsto  que  pelo  menos  15%  da  Receita  Corrente  Líquida  sejam  aplicados  em  serviços públicos  de  saúde.  Esse  gasto  tende  a  aumentar  esbarrando  nos  limites  estabelecidos  pela Emenda  Constitucional  n°  95/2016  devido  ao  envelhecimento  da  população,  urbanização, epidemias  (Zica  e  Chicungunha)  e  mudanças  nos  estilos  de  vida.  Este  é  um  desafio  para  os gestores  da  área  da  saúde  e  torna  oportuna  a  identificação  das  melhores  práticas  que  possam viabilizar  o  acesso  à  assistência  à  saúde.  Discutir  os  esforços  dos  Países  das  Américas  em garantir  a  sustentabilidade  dos  Sistemas  de  Saúde.  Foram  realizadas  buscas  nos  sites  das seguintes  instituições:  OPAS,  NIH,  Biblioteca  Virtual  em  Saúde;  Ministério  da  Saúde,  IBGE, IPEIA,   Fiocruz.   Foram   priorizadas   as   análises   de   documentos   contendo   os   termos “desenvolvimento  tecnológico”,  “poder  de  compra”,  “compras  públicas”,  “pesquisa  translacional” “technological  development”,  “public  procurement”,  “Translacional  Research”.  A  OPAS  publicou uma  Agenda  de  Saúde  Sustentável  para  as  Américas  2018-2030  e  definiu  como  uma  de  suas metas  a  implantação  de  instrumentos  que  possam  melhorar  a  negociação  para  a  obtenção  de melhores  preços  na  aquisição de  medicamentos,  vacinas  e  outras  tecnologias  em  saúde. Também  é  meta  da  Agenda  a  promoção  de  pesquisas,  o  desenvolvimento  de  produtos  e  de tecnologias  utilizadas  no  combate  de  doenças  negligenciadas.  Os  EUA  têm  investido  em Pesquisa  Translacional  (PTrans).  Esse  tipo  de  pesquisa  tem  como  propósito  melhorar  a  saúde humana  partindo  dos  resultados  das  bancas  dos  laboratórios  para  os  leitos  dos  pacientes.  Em um sentido amplo, “a PTrans cria pontes entre a descoberta, o desenvolvimento, a regulação e o uso".  Tem-se  discutido  se  este  modelo  é  aplicável  à  realidade  brasileira  para  catalisar  o desenvolvimento  de  tecnologias  capazes  de  solucionar  problemas  de  saúde.  No  Brasil,  houve estímulo  ao  desenvolvimento  tecnológico,  promovido  pelas  Políticas  de  C,T&I  em  Saúde,nas últimas  duas  décadas.  Entretanto,  essas  políticas  precisam  avançar  no  estabelecimento  de instrumentos  que  permitam  que  tecnologias  endógenas  sejam  incorporadas  aos  modelos  de assistência  à  saúde  e  promovam  melhorias  sociais  e  econômicas  ao  País.  Autores  como Gadelha,  Squeff  e  Rauen  têm  postulado  que  uso  do  poder  de  compra  do  Estado  pode  ser  um instrumento impulsionador do desenvolvimento tecnológico brasileiro e da melhoria da saúde da população.  É  perceptível  um  movimento  nacional  e  internacional  que busca  por  instrumentos que  possam  acelerar  o  processo  de  desenvolvimento  e  de  difusão  tecnológica  que  permitam levar os conhecimentos gerados na banca ao paciente, mas faz-se necessária uma análise mais profunda sobre os instrumentos que utilizados com esse objetivo
67 Dificuldades no Cuidado ao Paciente Obeso , Meireles AB, Lima TO, Jesus ALS, Andrade EGS
Aobesidade  é  uma  condição  em  que  se  verifica  acumulação  excessiva  de  tecido  adiposo  ao  ponto  de  poder  ter impacto  negativo  na  saúde.  Uma  pessoa  é  considerada  obesa  quando  o  seu índice  de  massa  corporal  (IMC)  é superior a 30  kg/m2, e  com excesso de peso quando o seu  IMC é  superior a 25–30 kg/m2. O objetivo  geral dessa pesquisa é analisar a rotina do profissional de enfermagem nos cuidados ao paciente obeso. Trata-se de um estudo quantitativo  realizado  com  enfermeiros  de  hospitais  público,  o  qual  procurou  descrever  o  significado  de  cuidar  do paciente obeso para esses profissionais. Com essa pesquisa foi possível traçar as principais dificuldades encontradas nos cuidados aos pacientes obesos. Os pacientes obesos  se tornam um problema para equipe de enfermagem. De acordo  com  a  pesquisa  realizada  100%  dos  entrevistados  relataram  dificuldades  nos  serviços  prestados  e  falta  de equipamentos adequados para atender as necessidades dos pacientes.Descritores:Rotina profissional;Qualidade de vida;Cuidador e Obesidade
68 Desenvolvimento tecnológico e compras públicas: uma proposta para a sustentabilidade do SUS , Cleila GuimarãesPimenta
No Brasil,  a  Constituição  Federal  Brasileira  garante  o  direito  integral  e  universal  à  saúde.  Nela está  previsto  que  pelo  menos  15%  da  Receita  Corrente  Líquida  sejam  aplicados  em  serviços públicos  de  saúde.  Esse  gasto  tende  a  aumentar  esbarrando  nos  limites  estabelecidos  pela Emenda  Constitucional  n°  95/2016  devido  ao  envelhecimento  da  população,  urbanização, epidemias  (Zica  e  Chicungunha)  e  mudanças  nos  estilos  de  vida.  Este  é  um  desafio  para  os gestores  da  área  da  saúde  e  torna  oportuna  a  identificação  das  melhores  práticas  que  possam viabilizar  o  acesso  à  assistência  à  saúde.  Discutir  os  esforços  dos  Países  das  Américas  em garantir  a  sustentabilidade  dos  Sistemas  de  Saúde.  Foram  realizadas  buscas  nos  sites  das seguintes  instituições:  OPAS,  NIH,  Biblioteca  Virtual  em  Saúde;  Ministério  da  Saúde,  IBGE, IPEIA,   Fiocruz.   Foram   priorizadas   as   análises   de   documentos   contendo   os   termos “desenvolvimento  tecnológico”,  “poder  de  compra”,  “compras  públicas”,  “pesquisa  translacional” “technological  development”,  “public  procurement”,  “Translacional  Research”.  A  OPAS  publicou uma  Agenda  de  Saúde  Sustentável  para  as  Américas  2018-2030  e  definiu  como  uma  de  suas metas  a  implantação  de  instrumentos  que  possam  melhorar  a  negociação  para  a  obtenção  de melhores  preços  na  aquisição de  medicamentos,  vacinas  e  outras  tecnologias  em  saúde. Também  é  meta  da  Agenda  a  promoção  de  pesquisas,  o  desenvolvimento  de  produtos  e  de tecnologias  utilizadas  no  combate  de  doenças  negligenciadas.  Os  EUA  têm  investido  em Pesquisa  Translacional  (PTrans).  Esse  tipo  de  pesquisa  tem  como  propósito  melhorar  a  saúde humana  partindo  dos  resultados  das  bancas  dos  laboratórios  para  os  leitos  dos  pacientes.  Em um sentido amplo, “a PTrans cria pontes entre a descoberta, o desenvolvimento, a regulação e o uso".  Tem-se  discutido  se  este  modelo  é  aplicável  à  realidade  brasileira  para  catalisar  o desenvolvimento  de  tecnologias  capazes  de  solucionar  problemas  de  saúde.  No  Brasil,  houve estímulo  ao  desenvolvimento  tecnológico,  promovido  pelas  Políticas  de  C,T&I  em  Saúde,nas últimas  duas  décadas.  Entretanto,  essas  políticas  precisam  avançar  no  estabelecimento  de instrumentos  que  permitam  que  tecnologias  endógenas  sejam  incorporadas  aos  modelos  de assistência  à  saúde  e  promovam  melhorias  sociais  e  econômicas  ao  País.  Autores  como Gadelha,  Squeff  e  Rauen  têm  postulado  que  uso  do  poder  de  compra  do  Estado  pode  ser  um instrumento impulsionador do desenvolvimento tecnológico brasileiro e da melhoria da saúde da população.  É  perceptível  um  movimento  nacional  e  internacional  que busca  por  instrumentos que  possam  acelerar  o  processo  de  desenvolvimento  e  de  difusão  tecnológica  que  permitam levar os conhecimentos gerados na banca ao paciente, mas faz-se necessária uma análise mais profunda sobre os instrumentos que utilizados com esse objetivo
69 O uso do canabidiol (CBD) em doenças neurológicas: uma análise da situação no Brasil , Aracelly Gomes Pierote Freitas, Karla Camilla Lins Lucena, Anna Maly de Leão e Neves Eduardo, Guizelle Aparecida de Alcâtara, Guilherme Junio Pinheiro
Por  milênios,  a  humanidade  tem  associado  o  uso  de Cannabis  Sativa  com  sua  utilidade terapêutica,   revelando   um   amplo   espectro   de   propriedades   farmacológicas,   como   ação analgésica,  imunossupressora,  efeitos  sobre  distúrbios  de  ansiedade  e  depressão,  se  mostrou efetivo  também  no  tratamento  de  epilepsia,  esquizofrenia  e  Doença  de  Parkinson.  Seus metabólitos  principais  relacionados  com  os  seus  efeitos  medicinais  são  os  fitocanabinóides, usados  para  tratamento  e  alivio  de  sintomas.  Os  fitocanabinóides  mais  estudados  da  C.  Sativa são o Δ9-tetrahidrocanabinol –THC, substância responsável pelos efeitos psicoativos da planta e o canabidiol –CBD.Realizar uma revisão bibliográfica sobre o uso de canabidiol em doenças neurológicas   e   suas   principais   indicações.   Analisar   quais   são   as   maiores   dificuldades encontradas  empacientes  que  fazem  uso  desses  medicamentos  no  Brasil.Para  a  pesquisa foram  coletados  artigos  em  banco  de  dados  como  Scielo,  LILACS,  Google  Acadêmico  e PUBMED.  Foram  selecionados  10  artigos,  na  língua  inglesa  e  portuguesa,  com  os  seguintes descritores:  Canabidiol,  cannabidiol  in  neurological  disorders,  canabidiol  no  Brasil,  Cannabis Sativa.O  CBD  possui  um  alto  grau  de  importância  por  consistir  o  principal  componente  não psicoativo,  presente  em  até  40%  do  extrato  da  planta.  Foi  isolado  pela  primeira  vez  em  1940, tendo  sua  estrutura  química  completamente  elucidada  apenas  em  1963  e  a  partir  de  então  se tornou  alvo  de  diversos  estudos  experimentais,  no  Brasil,  em  2015  a  Agência  Nacional  de Vigilância  Sanitária –ANVISA,  autorizou  a  importação  de  CBD,  para  o  tratamento  de  doenças específicas,  porém  exige  laudos  médicos,  prescrições  e  termos  de  responsabilidade,  um processo ainda burocrático.Estudos mostram que se faz necessário a implantação de medidas regulatórias  para  garantir  o  uso  adequado  de  medicamento  abase  de  canabinóides,  sendo assim   de   grande   importância   a   presença   do   profissional   farmacêutico   para   realizar   o acompanhamento nesse tipo de tratamento.
70 Conhecimento  da  equipe  de  enfermagem  sobre  o  protocolo  de ressuscitação cardiorrespiratória no setor de emergência. , Aguiar  JBN,  AndradeEGS
É incumbência  da  equipe  de  enfermagem  prestar  assistência  aos  pacientes,  oferecendo  ventilação  e  circulação artificiais  até  a  chegada  do  médico.  Reforçando  assim  a  necessidade  destes  profissionais  realizarem  capacitações .contínuas na assertiva de adquirir habilidades para prestar a assistência necessária. Pois quanto menos frequente as atualizações/capacitações, menor a detenção do conhecimento/ habilidades, uma vez que “os conhecimentos teóricos e as habilidades tendem a declinar com o passar do tempo” O tema conhecimento da equipe de enfermagem sobre o protocolo  de  ressuscitação  cardiorrespiratória  no  setor  de  emergência  tem  como  objetivo  avaliar  o  nível  de conhecimento  dos  profissionais  de  enfermagem  sobre  o  protocolo  de  ressuscitação  cardiopulmonar  no  setor  de emergência.  Onde  a  escolha  do  tema  surgiu  principalmente  em  função  das  pesquisas  demonstrarem  que  Parada Cardiorrespiratória é sinônimo de morte, devido principalmente ao baixo índice de sobrevida dos pacientes atendidos na unidade hospitalar. Pesquisadores discutem a participação da equipe de enfermagem nesses dados, devido falhas no processo de cuidar desses profissionais, por falta de conhecimento e de recursos necessários para obter êxito. A Pesquisa  será  realizada  com  os  profissionais  do  Setor  deEmergência,  onde  será  aplicado  umquestionário  para analisar os conhecimentos sobre o protocolo de ressuscitação cardiorrespiratório.Descritores:Enfermagem; Protocolo;Conhecimento
71 Consumo de refrigerantes entre adolescentes e o estado nutricional , Almeira LS, Moraes-Filho IM, Cangussu DDD, Proença MFR, Lisboa RC, Coutinho VF
A  adolescência  é  uma  fase  compreendida  entre  10  a  20  anos  de  idade  incompletos,  caracterizada  por  fortes transformações  psicológicas,  biológicas  e  sociais,  que  influenciamdiretamente  na  alimentação,  sendo  determinada por  inúmeros  fatores  tais  como:  hábitos  alimentares  da  família,  mídia,  vida  social,  modismos,  imagem  corporal, praticidade,  poder  aquisitivo,  tempo  disponível,  estado  emocional,  estilo  de  vida,  disponibilidadedos  alimentos, valores  culturais,  preferências  alimentares,  entre  outros.  Trata-se de  um  estudo  de  revisão  bibliográfica  abordando  o consumo de refrigerantes entre adolescentes e o estado nutricional. Para a realização desse artigo utilizou pesquisas contendo  trabalhos  indexados,  nas  seguintes  bases  de  dados:  Scielo,  Biblioteca  Virtual  em  Saúde,  PubMed,  entre outras.  No  Brasil,  dados  de  pesquisas  nacionais  identificaram  uma  tendência  no  aumento  na  prevalência  de sobrepeso  entre  crianças  e  adolescentes  brasileiros  triplicou  desde  1980,  resultando  em  17%  em  2003.  Neste aspecto, são imprescindíveis que sejam realizados estudos abordando o perfil da alimentação dos adolescentes. A fim de conhecer informações pertinentes e atuais aos setores públicos e privados,para o melhor planejamento de ações, no contexto da segurança alimentar e nutricional, principalmente na área de comercialização de alimentos.Descritores:Obesidade; Refrigerantes; Adolescentes; Saúde Pública; Transtornos da Nutrição Infantil.
72 Análise da adesão à terapia antirretroviral de pessoas vivendo com HIV/AIDS atendidas em uma unidade de dispersão do DF , Gabriela Freitas1, Noemia Tavares
O  vírus  da  imunodeficiência  humana  (HIV)  continua  sendo  um  grande  problema  de  saúde pública  mundial,  causando  mais  de  35  milhões  de  mortes  até  hoje.  O  estágio  mais  avançado dessa infecção, no contexto de não utilização de medicamentos antirretrovirais, é a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), que pode demorar de dois a 15 anos para se manifestar, de acordo com o indivíduo. Os indicadores de mortalidade por aids sofreram alterações acentuadas com o advento da terapia antirretroviral (TARV) combinada, particularmente nos países em que a disponibilidade desses medicamentos é universal e gratuita, como no Brasil. Ainda sem cura, a AIDS  hoje  tem  tratamento,  e  traz  a  adesão  à  terapia  como  um  de  seus  maioresdesafios. Analisar  a  adesão  a  Terapia  Antirretroviral  de  Pessoas  que  Vivem  com  HIV/aids  em  início  de tratamento  de  acordo  com  o  novo  Protocolo  Clínico  e  Diretrizes  Terapêuticas  para  Manejo  da Infecção pelo HIV em Adultos (PCDT Adultos), atendidas na Farmácia Escola da UNB/HUB. Foi realizado  um  estudo  de  coorte  retrospectiva  a  partir  de  dados  secundários  sobre  uso  de  TARV na  Farmácia  Escola  da  Universidade  de  Brasília.  Excluindo-se  gestantes  e  pacientes  que usaram a TARV como profilaxia, a população de estudo abrangeu pacientes acima de 18 anos, cadastrados  no  sistema  de  registro  da  farmácia,  e  que  iniciaram  o  tratamento  no  período  de vigência  do  mais  recente  protocolo,  utilizando  o  esquema  inicial  preferencial  (lamivudina  + tenofovir –associados  ao  dolutegravir).  A  adesão  foi  analisada  a  partir  do  cálculo  da  diferença de  dias  entre  as  dispensações,  considerando  o  número  de  comprimidos  dispensados  para  o consumo. Estes dados permitem estimar se a adesão atinge o percentual mínimo de 80% para a manutenção da carga viral indetectável.Foram selecionados 47 pacientes para esta análise. Em relação   às   características   sociodemográficas,   eles   pertencem   majoritariamente   ao   sexo masculino,  e  a  média  de  idade  foi  de  34  anos.  Quanto  à  procedência,  apenas  38,29%  são  do Distrito Federal. Os pacientes foram avaliados durante 12 meses após a primeira prescrição, sua adesão foi descrita como: acima de 95% para 48,93% dos pacientes, entre 80% e 94,9%, para 23,40%,  abaixo  de  80%  para  17,02%,  e  10,63%  abandonaram  o  tratamento.  A ocorrência  de retiradas irregulares foi maior nos 6 primeiros meses, apresentando percentuais mais regulares após  este  período.  A  implantação  e  utilização  efetiva  de  sistemas  de  registro  de  dispensação pelas unidades de serviço promovem a facilidade de acesso às informações, do monitoramento e  da  avaliação  contínua  das  dispensações.  Fato  que  permite  uma  identificação  eficaz  dos pacientes  com  retirada  insuficiente  ou  em  risco  de  abandono  do  tratamento.  Portanto,  este método quando combinado às demais maneiras de avaliar adesão, pode ser útil nas estratégias para redução da não adesão aos ARV nos serviços de saúde e suas consequências
73 Taquicardia de QRS largo e suas correlações clínicas , Emerson Herculano de Souza, Jorge Luiz Pereira de Oliveiraz, Anne Maryelle Florêncio Silva, Matheus Thiago Santos, José de Souza Soares
Taquicardia  é  uma  intensificação  da  frequência  cardíaca,  que  pode  ter  início  nas  câmaras inferiores  do  coração,  os  ventrículos.  Os ritmos  intensos  dificulta  o  bombeamento  eficiente  do sangue rico em oxigênio para todo o corpo. A taquicardia de QRS largo é indicada com um ritmo cardíaco   superior   a   100bpm   com   duração   superior   a   120ms.   Descrever   e   explorar   a interpretação  do  diagnóstico de  um  eletrocardiograma,  para  se  obter  um  melhor  resultado  e identificação  de  uma  possível  cardiopatia.  Este  trabalho  é  de  natureza  qualitativa  descritiva, fundamentado  em  revisão  bibliográfica  de  artigos  científicos  relacionados  a  interpretação  de eletrocardiogramas  que  indicam  uma  taquicardia  de  QRS  alargado.  Foram  analisados  artigos publicados  nos  últimos  10  anos  nas  bases  PubMed,  LILACS  e  SCiElo.  Informações  da  história clínica  do  paciente  podem  auxiliar  na  diferenciação  da  origem  da  arritmia.  A  Taquicardia Ventricular  é  a  causa  mais  comum  de  uma  taquicardia  de  QRS  alargado,  corresponde  a  cerca de  80%  da  maioria  dos  casos,  ocasionada  por  um  histórico  de  doença  cardíaca  (enfarte  do miocárdio ou insuficiência cardíaca congestiva) indicando um resultado positivo de 95%. Pouco se  vê  uma  TSV  mostrar-se  como  uma  taquicardia  de  QRS  largo,  pois,  tende  a  se  resolver rapidamente  após  alguns  minutos  (≅35min.).  O  eletrocardiograma  de  12  derivações  é  um notável instrumento que diferencia a origem da taquicardia. Há anos, tem sido propostos critérios para uma eficiente diferenciação de taquicardia de QRS largo. Maior parte dos critérios baseiam-se  na  presença  de  dissociação  AV,  duração,  eixo  e  morfologia  dos  complexos  QRS.  O diagnóstico  preciso  de  taquicardia  de  complexos  largos  ainda  é  um  desafio  apesar  de  vários critérios  serem  estipulados  para  uma  diferenciação  entre  TV  e  TSV.  Novos  métodos,  visando resultados  diretos,  custo-benefício,  um  melhor  aperfeiçoamento  dos  profissionais  que  são designados   a   fazer   a   leitura, são   uma   grande   marco   para   aprimoramento   em   suas interpretações.
74 Evolução dos biomarcadores da síndrome coronariana aguda , Anne Maryelle Florêncio Silva, Jorge Luiz Pereira de Oliveira, Jocicleide Costa Silva, Emerson Herculano de Souza, José de Souza Soares
Taquicardia  é  uma  intensificação  da  frequência  cardíaca,  que  pode  ter  início  nas  câmaras inferiores  do  coração,  os  ventrículos.  Os  ritmos  intensos  dificulta  o  bombeamento  eficiente  do sangue rico em oxigênio para todo o corpo. A taquicardia de QRS largo é indicada com um ritmo cardíaco   superior   a   100bpm   com   duração   superior   a   120ms.   Descrever   e   explorar   a interpretação  do  diagnóstico  de  um  eletrocardiograma,  para  se  obter  um  melhor  resultado  e identificação  de  uma  possível  cardiopatia.  Este  trabalho  é  de  natureza  qualitativa  descritiva, fundamentado  em  revisão  bibliográfica  de  artigos  científicos  relacionados  a  interpretação  de eletrocardiogramas  que  indicam  uma  taquicardia  de  QRS  alargado.  Foram  analisados  artigos publicados  nos  últimos  10  anos  nas  bases  PubMed,  LILACS  e  SCiElo.  Informações  da  história clínica  do  paciente  podem  auxiliar  na  diferenciação  da  origem  da  arritmia.  A  Taquicardia Ventricular  é  a  causa  mais  comum  de  uma  taquicardia  de  QRS  alargado,  corresponde  a  cerca de  80%  da  maioria  dos  casos,  ocasionada  por  um  histórico  de  doença  cardíaca  (enfarte  do miocárdio ou insuficiência cardíaca congestiva) indicando um resultado positivo de 95%. Pouco se  vê  uma  TSV  mostrar-se  como  uma  taquicardia  de  QRS  largo,  pois,  tende  a  se  resolver rapidamente  após  alguns  minutos  (≅35min.).  O  eletrocardiograma  de  12  derivações  é  um notável instrumento que diferencia a origem da taquicardia. Há anos, tem sido propostos critérios para uma eficiente diferenciação de taquicardia de QRS largo. Maior parte dos critérios baseiam-se  na  presença  de  dissociação  AV,  duração,  eixo  e  morfologia  dos  complexos  QRS.  O diagnóstico  preciso  de  taquicardia  de  complexos  largos  ainda  é  um  desafio  apesar  de  vários critérios  serem  estipulados  para  uma  diferenciação  entre  TV  e  TSV.  Novos  métodos,  visando resultados  diretos,  custo-benefício,  um  melhor  aperfeiçoamento  dos  profissionais  que  são designados   a   fazer   a   leitura,   são   uma   grande   marco   para   aprimoramento   em   suas interpretações.
75 Relação do estado nutricional com o polimorfismo da il-6 em quilombolas de meia idade , Igor Feitosa Nunes, Leonardo Costa Pereira,Mauro Karnikowski, Kerolyn Ramos Garcia, Margô Gomes de Oliveira Karnikowski
Quilombolas  são  habitantes  descendentes  de  negros  escravizados  que  ocupam  terras  rurais, vivendo a maioria das vezes da agricultura de subsistência. A literatura evidência que a maioria das  desigualdades  relacionadas  à  saúde  estão  ligadas  a  fatores  étnico-raciais.  A  transição epidemiológica  deste  grupo  prevê  um  aumento  em  relação  a  doenças  crônico-degenerativas  e desvios  nutricionais.  Polimorfismos  são  variações  genéticas  que  podem  ocorrer  em  sequências codificadoras   e   não   codificadoras.      A   IL-6   é   uma   proteína   sintetizada   por   fagócitos mononucleares,  endotélio  vascular,  fibroblastos  e  células  T  ativadas,  sendo  utilizada  como marcador inflamatório. Verificar a relação entre o estado nutricional e o polimorfismo da IL-6 em Quilombolas  de  meia  idade.Foram  incluídos  indivíduos  moradores  da  comunidade  Quilombola Malhadinha  e  Córrego  Fundo,  de  ambos  os  sexos,  com  idade  maior  ou  igual  a  52  anos.  A composição corporal foi avaliada por meio de Absortometriade Raios-x de Dupla Energia (DXA), equipamento  GE  Lunar  DPX (Lunar  Corporation,  Madison,  WI,  USA).  O  estado  nutricional  foi classificado conforme referências preconizadas pelo Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM, 2008), sendo observada a massa relativa de gordura. A extração de DNA foi realizada conformeas  orientações  do  fabricante  do  kit  de  extração  “kit  invisorb”  e  sua  concentração  foi obtida por meio do espectrofotômetro (NANODROP Technologies Inc., Wilmington, DE, USA). A amplificação  do  loci  de  IL-6  foi  realizada  por  meio  de  PCR  segundo  as  orientações  de  Morais, 2018.  Para  análises  estatísticas  utilizou-se  o  software  SPSS  22,  as  comparações  entre  os grupos  genótipos,  de  diferente  sexo  e  estado  nutricional  foram  realizadas  por  meio  de  Mann Whitney,  e  para  diferença  significativa  p≤0,05.    Este  estudo  foi  aprovado  pelo  Comitê  de  Ética sob  o  parecer  nº  1.771.159.  Dos  49  quilombolas,  38,8%  da  amostra  foram  homens  e  61,2% mulheres. A avaliação do estado nutricional revelou que 96,67% das mulheres estão acima dos valores  de  referencia  de  percentual  de  gordura,  enquanto  os  homens  tem  uma  frequência  de 26,32%.  A  estratificação  da  amostra  pelos  polimorfismos  da  IL-6  resultou  em  uma  frequência onde  respectivamente  para  homens  e  mulheres  configurou-se:  12,2%  para  homozigose  de  C, 42,9%  para  a  heterozigose  e  44,9% para  homozigose  G.  Não  foram  identificadas  diferenças significativas entre os grupos de diferentes polimorfismos e sexos para as variáveis de idade, e composição corporal. Mediante aos achados a presença do alelo G demonstra-se ser preditora de maiores percentuais de gordura.
76 Longevos: o sistema de saúde sabe quem são e serão os muitos idosos na capital do Brasil? , Nathália Silva Mendes, Higino Alexandre Ferreira, Milena Pires de Medeiros, Kerolyn Ramos Garcia, Aline Gomes Oliveira
O  paradoxo  da  evolução  da  ciência  e  da  tecnologia  em  saúde  com  a  lógica  capitalista  de produção nas sociedades, constitui uma questão importante de reflexão quando se considera a longevidade humana. No Brasil, a população está envelhecendo, e os sistemas de saúde pública estão  despreparadas  para  o  amparo  desses  idosos  na  sociedade,  que  em  2015,  constituíram cerca  de  3  milhões  de  pessoas  no  país.  É  imprescindível  mencionar  que  os  indivíduos  muito idosos  estão  sendo  negligenciados  pelo  sistema,  demonstrado  pela  ausência  de  planejamento, iniciativas  de  prevenção  e  atendimento  dos  serviços  especializados  de  saúde.  Identificar características    semelhantes    dos    indivíduos    muito    idosos    considerando    as    variáveis socioeconômicas  e  suas  concentrações  populacionais  no  Distrito  Federal.  Para  realizar  esse estudo foram extraídos dados da PDAD de indivíduos com 80 anos ou mais, correspondendo a uma   amostra   de   1526   indivíduos.   Foi   realizada   uma   análise   de   Cluster   Hierárquica   de Agrupamento, utilizando o método de Ward e o Coeficiente de Similaridade de Jacard. O número de  clusters  foi  definido  a  partir  da  análise  do  dendograma.  Cerca  de  58,26%  da  amostra  era composta  por  mulheres  e  41,74%  por  homens. A  média  de  idade  foi  de  84,79  anos,  sendo  a menor  idade  80  e  a  maior  105  anos.  Sua  maioria  sem  companheiros  (58,58%),  mesmo  com  a idade avançada, 64,22% ainda se declaram como mantenedores de seus lares. Após análise do dendograma  estratificou-se  a  amostraem  4  grupos,  destaca-se  a  diferença  entre  eles  (p≤0,05) quanto   aos   homens   serem   minoria,   sendo   presentes   somente   no   grupo   1,   com   baixa escolaridade  ainda  com  companheiro  e  com  renda  de  R$1.815,00.  As  heterogeneidades encontradas  sugerem  que  o  processo  de envelhecimento  urge  por  políticas  públicas  que consideram  as  atuais  características  dessa  população,  sendo  necessária  a  adequação  para gerar equidade entre os sexos e locais de moradia.Descritores: Longevidade; Saúde; Idosos.
77 Relações do estado nutricional com o polimorfismo da tnf-α em quilombolas de meia idade , Letícia Seixas Mendes, Leonardo Costa Pereira, Luis Sinésio Silva Neto, Izabel Cristina Costa Rodrigues,Margô Gomes de Oliveira Karnikowski
Evidências  de  estudos  em  relação  à  população  quilombola  ainda  são  escassas  na  atualidade mesmo  que  se  conheça  a  necessidade  de  estudar  os  fatores  étnicos-raciais  ligados  à  saúde. Apesar  da  similaridade  nos  cromossomos  homólogos,  podemos  encontrar  variaçõesgenéticas nas  sequências  do  DNA,  quando  tal  variação  é  encontrada  em  uma  frequência  superior  a  1% população em geral, denomina-se polimorfismo. O Fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) é uma citocina com variadas funções imunológicas. Sob determinadas condições fisiológicas o TNF-α é produzido em maior quantidade pelo tecido adiposo, considerando-o um tipo de adipocina, o que induz  a  correlação  do  seu  aumento  com  o  de  massa  gorda.Verificar  a  relação  entre  o  estado nutricional e o polimorfismo do TNF-α em quilombolas de meia idade. Foram incluídos indivíduos moradores  da  comunidade  quilombola  Malhadinha  e  Córrego  Fundo,  de  ambos  os  sexos,  com idade  maior  ou  igual  a  52  anos.  A  composição  corporal  foi  avaliada  por  meio  do  Absortometria de Raios-x de Dupla Energia (DXA), equipamento da marca GE Lunar DPX (Lunar Corporation, Madison,   WI,   USA).   A   classificação   do   estado   nutricional   foi   feita   segundo   referências preconizadas pelo Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM, 2008), sendo observada a  massa  relativade  gordura.  A  extração  de  DNA  foi  realizada  conforme  as  orientações  do fabricante   do   kit   de   extração   “kit   invisorb”   e   sua   concentração   foi   obtida   por   meio   do espectrofotômetro  (NANODROP  Technologies  Inc.,  Wilmington,  DE,  USA).  A  amplificação  do locus  de  TNF-α  foi  realizada  por  meio  de  PCR  segundo  as  orientações  de  Morais,  2018.  Para análises estatísticas utilizou-se o software SPSS 22, as comparações entre os grupos genótipos, de  diferentes  sexo  e  estado  nutricional  foram  realizadas  por  meio  de  Mann  Whitney,  e  para diferença  significativa  p≤0,05.  Este  estudo  foi  aprovado  pelo  Comitê  de  Ética  sob  o  parecer  nº 1.771.159.  Em  uma  amostra  de  49  quilombolas,  tem  se  representatividade  de  38,8%  para homens  e  61,2%  para  mulheres.  A  análise  do  estado  nutricional  apresenta  que  entre  as mulheres  do  estudo  96,67%  se  encontram  acima  dos  valores  de  referência  de  percentual  de gordura,  enquanto  dos  homens  apenas  26,32%.  A  estratificação  da  amostra  pelo  polimorfismo do TNF-α apresentou uma frequência onde se configura, em conjunto, para homens e mulheres: 36,67% para a heterozigose, 86,32% para homozigose G e nenhuma frequência se tratando da homozigose  A.  Não  foram  identificadas  diferenças  significativas  entre  os  grupos  de  diferentes polimorfismos e sexos para as variáveis de Idade e Composição corporal. Mediante aos achados a ocorrência do alelo G demonstra-se ser prognóstico de maiores percentuais de gordura.
78 Importância da análise de fluxo de curativo em pó para estomas , Juliana Souza Carnaúba, Jéssica Thalita Fernandes Alves da Silva, Ludmila Alvim Gomes PinhoGiacone, Zênia Maciel Lavra, Lívia Cristina Lira de Sá-barreto
A construção  de  estomas  é  uma  técnica  cirúrgica  necessária  para  eliminação  de  fluidos  de excreção  de  órgãos  ocos  quando  impossibilitados  de  seu  funcionamento  normal.  O  cuidado  da pele que circunda o estoma é realizado com curativos compostos por hidrocolóides encontrados no comércio em diferentes formas farmacêuticas: filmes de barreira, adesivos, pastas, cremes e pós. Os hidrocolóides apresentam excelente compatibilidade com a pele e membranas mucosas e  cria  ambiente  com  umidade  ótima  para  formação  de  matrizextracelular  e  reepitelização. Entretanto,   os   curativos   hidrocolóides   apresentados   na   forma   em   pó   podem   apresentar características  de  fluxo  que  impactam  não  somente  no  processo  de  manufatura  (manejo, mistura,  envase  e  transporte)  como  também  na  utilização(dispersão  no  ambiente  e  inalação indevida),  sendo  a  avaliação  reológica  ainda  incipiente  para  esse  tipo  de  produto.  Avaliar  as características    de    fluxo    do    curativo    em    pó    (Brava®    Coloplast)    e    do    hidrocolóide, carboximetilcelulose sódica (CMC-Na, Synth), insumo constituinte de vários curativos disponíveis comercialmente  para  o  cuidado  de  estomas.  A  análise  dos  produtos  foi  realizada  no  analisador de  pós  Hosokawa  Powder  Tester  PT-X.  A  caracterização  do  índice  de  fluidez  (flowability)  foi obtida através da pontuação das aferições (triplicata) de ângulo de repouso, ângulo de espátula, compressibilidade  e  coesão.  Enquanto  que  a  determinação  da  capacidade  de  inundação  ou capacidade de se espalhar (floodability) foi alcançada com o somatório dos pontos obtidos comas aferições (triplicata) de ângulo de queda, ângulo de diferença e dispersibilidade. Os produtos avaliados  apresentaram  classificação  “pobre”  para  o  parâmetro  flowability  (capacidade  de  fluir). Enquanto  que  o  parâmetro  floodability  do  curativo  foi  “inundável”  e  da  CMC-Na  foi  “muito inundável”.   O   curativo   em   pó   (Brava®   Coloplast)   e   o   hidrocolóide   (CMC-Na,   Synth) apresentaram  dificuldade  em  fluir  e  facilidade  em  se  espalhar.  Os  resultados  evidenciam  a necessidade  de  melhoramento  tecnológico,  visando  a  redução  de  dificuldades  envolvidas  no processo industrial de obtenção e maior comodidade e facilidade de aplicação do curativo, com escoamento direcionado do envase à ferida, com mínima dispersão no ambiente e sem provocar possível  inalação  pelo  paciente  e/ou  profissionais  de  saúde  envolvidos  no  tratamento.  Em adição,   o   estudo   indicou   que   as   características   de   fluxo   da   CMC-Na   podem   contribuir negativamente  na  classificação  de  fluxo  do  curativo  em  pó  que  contenha  esse  insumo  em  sua composição,  caso  o  processo  produtivo  esteja  isento  de  tecnologia  que  impacte  na  reologia  do produto final. Evidenciando, uma vez mais a necessidade de melhoramento dos produtos
79 Algumas considerações sobre as alterações ocorridas no padrão de crescimento da população brasileira durante a década 1980 , Cunha GHM, D'AzevedoRMP,Miranda RB
Neste artigo, abordaremos a questão as alterações no padrão de crescimento da população brasileira em meados do século  XX,  configurando-se  em  uma  transição demográfica.  Este  processo  está  vinculado  fortemente  a  dois movimentos temporalmente defasados: o primeiro, traduz-se na tendência da queda da taxa de mortalidade, iniciada a partir  da  década  de  1940;  e  o  segundo,  verificado  a  partir  da  década  de  60,  marcado  pela  queda  da  taxa  de natalidade. Descritores: Demografia; Natalidade; Fecundidade
80 Custos perdidos: uma análise da produção científica no Brasil , Silva KDC, Lopes VSO, Silva CAM, D’Azevedo RMP, Guedes KP
Os  tomadores  de  decisão  possuem  uma  tendência  de  persistirem  em  suas  ações  gerenciais  a  despeito  dos  custos incorridos, ainda que estes sejam considerados perdidos. Em função do impacto que esse aspecto provoca na gestão eficaz das entidades e para identificar os padrões de pesquisa sobre essa temática, essa pesquisa tem o objetivo de investigar e analisar o perfil dos autores que publicaram sobre custos perdidos no Brasil. Para isso, foi realizada uma pesquisa  bibliométrica  nos  principais  periódicos  e  congressos  nacionais  em  relação  aos  trabalhos  publicados  entre 1996 e 2014. Foi possível verificar que a maioria dos autores publicou apenas uma vez durante o período de análise e que a maior parte dos trabalhos foi realizado em co-autoria.Descritores:Custos Perdidos; Bibliometria; Congressos; Periódicos
81 Desafios da adesão ao tratamento de tuberculose na atenção primária , Larissa Alves Ferreira, Viviane Correa de Almeida Fernandes, Lívia Rocha de Medeiros, Carla Paulinelli Seba, Paula Lawall
Nota-se  que atualmente,  o  Brasil  tem  enfrentado  dificuldades  de  enfrentamento  de  agenda  de doenças infecto parasitárias ao longo dos anos. A adesão ao tratamento da Tuberculose (TB) é uma  dessas  dificuldades,  observada  pela  alta  prevalência  da  doença,  apesar  do  tratamento efetivo.  Torna-se  relevante  a  discussão  sobre  essa  problemática  na  busca  por  soluções  de enfrentamento efetivas. O objetivo desse trabalho é enfatizar o desafio encontrados para adesão ao  tratamento  de  tuberculose  na  Atenção  Primária.  Realizou-se  uma revisão  de  literatura  na Base   de   Dados   Scileo   (Scientific   Electronic   Library   Online)   e   Lilacs,   com   os   seguintes descritores: dificuldades de adesão ao tratamento da TB na Atenção Primária. Foram analisados 18 artigos, no período de 2013 a 2018, selecionando-se 8 artigos e excluídos artigos repetidos e que  não  respondiam  ao  objetivo  desse  trabalho.  A  TB  é  uma  doença  infectocontagiosa provocada  pela  Mycobacterium  tuberculosis,  conhecida  como  bacilo  de  Koch.  Essa  doença possui  diversas  formas  clínicas,  sendo  aforma  pulmonar,  a  mais  frequente.  Indicadores epidemiológicos demonstram que em 2015, no Brasil, foram notificados 63.189 casos novos de TB,  com  abandono  da  terapêutica  de  11,0%.  O  tratamento  da  é  longo,  e  é  notório  que  a  longa duração do mesmo é um dos fatores limitadores da sua continuidade adequada. A dificuldade de adesão   ao   tratamento   envolve   aspectos   sociais,   psíquicos   e   comportamentais.   Falta   de informação,   estigma   da   doença,   uso   de   álcool,   tabaco   e   outras   drogas,   problemas socioeconômicos,  vinculação  da  cura  à  prática  religiosa,  melhora  dos  sintomas  no  início  do tratamento e dificuldades relacionadas ao processo de trabalho dos profissionais de saúde foram os  principais  motivos  relacionados  ao  abandono  do  tratamento.  A  TB  representa  um  grande desafio  para  a  saúde  pública.  Assim,  conhecendo  as  causas  mais  frequentes  de  dificuldade  de adesão ao tratamento, é imprescindível a abordagem através de medidas educativas, tanto para os  usuários,  quanto  aos  profissionais  de  saúde,  promovendo  mudanças  no  acolhimento, humanização,  favorecimento  de  vínculo,  acompanhamento  presente  e  longitudinal  e  oferta  da rede de apoio
82 Peptídeos antimicrobianos: uma nova alternativa para tratamento de infecções multirresistentes , Vitória Rodrigues Teixeira, Larissa Alves Ferreira, Viviane Correa de Almeida Fernandes
A resistência aos antimicrobianos na atualidade é uma ameaça crescente e consequentemente gradual.    Espera-se    que    os    óbitos    devido    às    infecções    multirresistentes    excedam aproximadamente 10 milhões por ano até 2045 caso novos fármacos não sejam desenvolvidos. Os peptídeos antimicrobianos é uma alternativa para o tratamento de infecções multirresistentes causadas  por  bactérias.  Há  evidências  de  que  os  peptídeos  antimicrobianos  desenvolvem  um papel  importante  na  no  processo  de  imunomodulação  humana.  O  principal  objetivo  dessa revisão  é  discutir  uma  nova  estratégia  no  tratamento  de  infecções  bacterianas  multirresistentes por  meio  do  uso  de  peptídeos  antimicrobianos  como  agentes  anti-infecciosos.  Trata-se  de  uma revisão  integrativa  realizada  na  base  de  dados  PubMed  usando  os  descritores  de  saúde “antimicrobial peptides and multidrug-resistant infections”. Foram selecionados artigos com texto completo  e  com  data  de  publicação  de  até  dez  anos  como  critério  de  inclusão.  Na  filtragem obteve-se  556  artigos  com  os  descritores  utilizados.  Foram  usadas  processo  para  seleção  dos artigos  aqueles  que  continham  semelhanças  maiores  com  tema,  assim  obteve  4  selecionados. Os   peptídeos   antimicrobianos   possuem   características   essenciais   como   agentes   anti-infecciosos.  Aparentam  ser  de  amplo  espectro,  além  de  ter  mecanismo  de  ação  específico  na formação  de  poros  na  membrana  levando  a  lise  celular.  Estudos  demonstraram  como  principal característica  baixa  incidência  de  resistência  bacteriana.  Vários  estudos  pré-clínicos  e  clínicos têm   mostrado   atividade   in   vitro   e   in   vivo   dos   peptídeos   antimicrobianos.   Os   peptídeos antimicrobianos  indicam  ser  novos  candidatos  como  agentes  anti-infecciosos  para  combater  as multirresistentes  bactérias  a  diversos  medicamentos.  Essa  nova  alternativa  tem  potencial  de aplicação  na  clínica,  no  entanto  a  baixa  biodisponibilidade  e  custo  é  um  desafio  para  sua utilização
83 Evidenciação  contábil  nos relatórios da administração: uma análise dos recursos visuais empregados , Silva  KDC,  Lopes  VSO,  Silva  CAM,  D’Azevedo  RMP,  Guedes KP
Uma  das  ferramentas  para  auxiliar  a  evidenciação  das informações  nos  relatórios  da  administração  é  o  emprego  de recursos visuais, entre eles, gráficos, tabelas e ilustrações. Este estudo tem como objetivo identificar as características mais  significativas  dos  recursos  gráficos  identificados  nos  RAs  de  três  anos  de  empresas  brasileiras  listadas  na Comissão  de  Valores  Mobiliários  com  concessão  de  cadastro  até  o  ano  de  1997.  Foi  selecionada  amostra  de  204 empresas no sítio da CVM, e analisada a utilização de recursos visuais nos relatórios divulgados entre 2011 e 2013, onde se verificou a quantidade total e tipos de recursos visuais, os tipos de gráficos, o tipo de desempenho financeiro das empresas por ano (se lucro ou prejuízo), a quantidade e frequência de gráficos nos relatórios por desempenho e o conteúdo dos gráficos empregados. A análise permitiu verificar que das 204 empresas analisadas, 74 não fizeram uso de  recursos  visuais  no  período,  e  que  as  tabelas  são  o  recurso  mais  utilizado,  com  50,20%,  seguidas  dos  gráficos, com  45,90%  e  ilustrações  com  3,90%.  A  observação  do  emprego  de  gráficos  por  tipo  de  desempenho  financeiro permitiu  concluir  que  empresas  com  situação  favorável  empregam  mais  gráficos  em  seus  relatórios  anuais  que empresas que com prejuízo no exercício e que o conteúdo mais reportado por eles diz respeito à evolução da Receita.Descritores:Evidenciação;Relatório da Administração;Recursos Visuais;Gráficos;Desempenho Financeiro.
84 Diferenças socioeconômicas e percepção do status familiar do idoso na grande São Paulo , Laís Otaviano Mesquita, Luana Soares Guimarães, Kerolyn Ramos Garcia, Aline Gomes de Oliveira, Margô Gomes de Oliveira Karnikowski
A  velhice  é,  até  hoje,  uma  fase  negligenciada.  Apesar  de  inevitável,  sua  chegada  traz  diversas mudanças. Desta forma, os conceitos de tipos de famílias e papéis familiares expandiram-se e, atualmente, consideram  o  conceito  de  família  convivente  (famílias  não  parentes  e  famílias  com parentesco  distantes  morando  em  um  mesmo  domicílio)  como  determinante  social  de  saúde, uma  vez  que  estas  relações  são  componente  importante  dentre  redes  sociais  de  convívio  dos idosos. Analisar as diferenças socioeconômicas dos idosos de São Paulo entre o ano de 1997 e 2015  considerando  a  percepção  quanto  ao  status  familiar.  Foram  utilizados  dados  da  Pesquisa Nacional    por    Amostra    de    Domicílios-PNAD    2015,    do    IBGE,    observando    osdados socioeconômicos,   e   realizada   análise   descritiva   com   uso   do   pacote   SPSS.   Os   dados demonstram que o Brasil está cada vez mais urbano, feminino, mestiço, envelhecido, próspero e supracitado,  com  maior  diversificação  familiar.  Analisando  as  mudanças,  ainda  neste  contexto, os  resultados  da  pesquisa  revelam  que  é  crescente  o  número  de  idosos,  principalmente  do gênero feminino em domicílios unipessoais. Observou-se que o papel exercido pelo idoso dentro da  família  reflete  diretamente  nos  dados  coletados.  Emambas  as  situações  (lares  unipessoais ou  familiares),  uma  série  de  modificações  nas  necessidades  tanto  dos  idosos  quanto  destes grupos familiares são exigidas, mudanças de cunho fisiológico, econômico, psíquico e social. O aumento  do  custo  e  a  diminuição dos  benefícios,  fazem  com  que  os  casais  passem  a  contar menos  com  os  descendentes  e  mais  com  o  sistema  (público  e  privado)  de  proteção  social  na aposentadoria  e  na  cobertura  de  riscos.  Mesmo  que  a  família  seja  o  local  de  amparo,  ainda existem muitos gruposfamiliares que os veem como incômodo. No campo da medicina e saúde pública a visão dos indivíduos desta fase da vida ainda é referenciada de forma pejorativa, como custo ou problema. Por outro lado, tem-se o Estado que oprime os idosos, uma vez que os trata como  grandes  responsáveis  dos  problemas  dos  desajustes  na  Previdência,  e  das  políticas sociais  e  de  saúde.  Neste  sentido  os  idosos  não  adquiriram  e  seguem  lutando  para  conseguir executar  com  dignidade  direitos  que  os  amparem,  não  somente  dentro  de  suas famílias,  mas também nas esferas de governo, tendo como objetivo sua qualidade de vida
85 Contabilidade criativa: nível de percepção dos discentes , Cardosno  ACO,  Silva KDC, Lopes VSO, Silva CAM, D’Azevedo RMP, Guedes KP
Esta  pesquisa  trata  do  estudo  da  Contabilidade  Criativa,  analisando  a  forma  como  a  mesma  é  aplicada  e  seus objetivos nas demonstrações financeiras das entidades. O objetivo deste artigo é analisar a percepção de acadêmicos da  área  contábil  em  relação  à  Contabilidade  Criativa,  distinguido da  fraude  contábil,  sua  aplicabilidade  e  conceito. A pesquisa foi realizada com a aplicação de um questionário aplicado a alunos do Curso de Ciências contábeis de uma instituição de Ensino Superior Privada do Distrito Federal, tomando como base referências bibliográficas que abordam assuntos  ligados  a  Contabilidade  Criativa  com  o  propósito  de  mostrar  o  processo  como  a  mesma  é  aplicada  nas entidades. Tratando-se  assim,  de  uma  pesquisa  descritiva  quantitativa  e  qualitativa.  A  amostra foi  composta  de  100 questionários respondidos e revelou que a maior parte dos estudantes desconhece os principais conceitos referentes à contabilidade criativa e gerenciamento de resultados.Descritores:Gerenciamento de Resultados Contábeis; Contabilidade Criativa; Fraude contábil.
86 O estado da arte da atuação da enfermagem na reprodução assistida , Leite PA, Moraes-Filho IM, Félis KC, Leite ACA, Leite-Junior PS, Guimarães CM
Analisou-se a produção científica da enfermagem sobre Reprodução Assistida -RA no Brasil no período de 2000 a 2017  e  correlacionar  as  funções  desenvolvidas  pela a  enfermagem  no  cuidado  holístico  e  suas  respectivas intervenções  na  diminuição  do  sofrimento  familiar  e  resolutividade  da  temática transcorrida.  Revisão  integrativa  da literatura  científica  acerca  das  funções  da  enfermagem  em  relação  a  RA.  Optou  por  privilegiar  periódicos  de indexação científica, consultou os periódicos Capes e a biblioteca virtual da saúde, usou as bases de dados SciELO, Lilacs  e  Medline.  Foram  analisadas  cinco  categorias  consideradas  chave  que  foram:  Etapas  científicas  e  dados estatísticos;   Aspectos   sociais   e   especificidades;   Reprodução   Assistida   e   suas   técnicas;   Competências   e participação  da  Enfermagem  na  R.A;  Reprodução  Assistida  e  os  fatores  legais,  morais,  jurídicos,  psicológicos  e religiosos.  A  atenção  e  a  atuação  da  enfermagem  frente  ao  cuidado  da  mulher  e  sua  reprodução,  traz  grandes possibilidades para a profissão e precisa ser mais bem explorada e reconhecidaDescritores:Infertilidade;Infertilidade  Feminina;Infertilidade  Masculina;Técnicas  Reprodutivas;Enfermagem  em Saúde Comunitária
87 O impacto do processo de finitude e morte de pacientes no cotidiano do profissional de enfermagem , Araújo RM, Álvares ACM, Jesus ALS.
Este  artigo tem  como  objeto  analisar  o  impacto  do processo  de  finitude  e morte  de  pacientes  em  estágio  terminal que  requer  atendimento  humanizado  e  o  impacto  psicológico  causado  ao  profissional  de  enfermagem,  que    tem como  parâmetro  seguir  normas,  éticas  profissionais  e  institucionais  com  o  objetivo  de  salvar  vidas.  A  morte  é  um evento  que  causa  sofrimento  à família  e  aos  profissionais  de  enfermagem,  sendo  necessário  aos mesmos  criarem mecanismos  de  defesa  para  evitar  o  sofrimento,  demonstrando  a  necessidade  do  distanciamento  entre  o  lado pessoal  e  o  profissional.  Percebe-se  a  importância  de  haver ligação  entre teoria  e  prática  na  formação  acadêmica para que haja equilíbrio emocional e estrutural desses profissionais. Descritores: Emocional; Enfermagem; Finitude; Morte
88 O trabalho dos profissionais de saúde na assistência farmacêutica em emergência hospitalar , Rayane Maria Campos Lacourt, Magda Duarte dos Anjos Scherer
Os  medicamentos  são  meios  de  trabalho  essenciais  para  o  cuidado  efetivo  em contexto  de  emergência.  Com  a  necessidade  de  promover  acessibilidade  e  uso  racional,  a Política  Nacional  de  Medicamentos  (PNM)  e  a Política  Nacional  de  Assistência  Farmacêutica (PNAF)  visam  nortear  ações  com  medicamentos.  Essas  políticas  compreendem  assistência farmacêutica  como  o  conjunto  das  ações  de  saúde  que  detém  o  medicamento  como  insumo essencial ao cuidado, o que exige esforços de diferentes categorias profissionais e a atuação do farmacêutico  como  gestor  (BRASIL,  2001;  BRASIL,  2004).Um  estudo  sobre  processos  de trabalho em emergência feito em um hospital universitário brasileiro evidenciou que a integração do  serviço  de  emergência  com  a  farmácia  constitui  um  desafio  para  a  construção  do  cuidado (RELATÓRIO   DE   PESQUSIA,   2015).Evidenciar   a   organização,   dificuldades,   facilidades   e estratégias  no  processo  de  trabalho  em  assistência  farmacêutica  em  serviço  de  emergência hospitalar.Esse estudo qualitativo foi realizado com profissionais das unidades de emergência e farmácia  de  um  hospital  universitário.  A  coleta  de  dados  ocorreu  entre  outubro  de  2018  e fevereiro  de  2019.  Foram  feitas  19  horas  de  observação  e  entrevistas  com  3  médicos, 3 farmacêuticos, 4 enfermeiros, 5 técnicos de enfermagem, 3 técnicos em farmácia, 2 auxiliares de enfermagem  e  2  terceirizados.  Entrevistas  e  observações  foram  transcritas  e  analisadas  com auxílio  do  software  Atlas.ti.  trabalhadores  se  organizam  de  formas diferentes  nos  turnos  e  nas unidades de acordo com a norma e com as adversidades do meio. Na emergência, os técnicos do dia se dividem por leitos, realizando preparo e administração aos pacientes pelos quais ficam responsáveis.  Á  noite,  a  equipe  separa  os medicamentos  conforme  o  horário  de  administração em  uma  bancada  para  facilitar  o  estabelecimento  dos  horários  de  repouso.  Orientações  e farmacoterapia são realizadas pelos médicos staffs e residentes com suporte dos trabalhadores da  farmácia  quando  necessário.  Na  farmácia,  o  telefone  e  o  balcão  constituem  espaços  de tensão  dos  trbalhadores  devido  à  demanda.  Técnicos,  auxiliares  e  farmacêuticos  se  revezam nesse atendimento para evitar a sobrecarga. Os farmacêuticos são muito atuantes em atividades de  logística.  Mas  têm  se  empenhado  para  realizar  atividades  clínicas  no  hospital.Dentro  dos serviços, a carga de trabalho é compartilhada e as tarefas são realizadas em equipe. Mas entre as  unidades  existem  lacunas  comunicacionais  e  relacionais  que  parecem  relacionadas  com distância  física  e  diferença  da  vivencia  nos  processos.  É  preciso  fomentar  espaços  de  diálogo para promover empatia e a construção do cuidado.
89 Avaliação da Eficácia do Extrato Aquoso de Mentha spicata (Alevante) in vitro sobre o Helminto Strongyloides venezuelensis , Eleuza Rodrigues Machado, Nathalia Carvalho de Araújo, Gabriela Fernandes de Andrade, Lustarllone Bento de Oliveira, Raphael da Silva Affonso
O uso de plantas medicinais na prevenção, tratamento e cura de doenças é bem antiga na humanidade. Mentha spicata, conhecida popularmente como alevante é uma planta herbácea perene,   da família   Lamiaceae   conhecida   e   utilizada   na   medicina   alternativa   por   suas propriedades  diurética,  inseticida,  antimicrobiana,  antioxidante  e  atividades  antifúngicas.  Além dessa versatilidade, essa espécie ainda têm potencial anti-helmintíco. Objetivo: Avaliar in vitro a eficácia  do  extrato  aquoso  de  Mentha  spicata  sobre  a  evolução  do  helminto  Strongyloides venezuelensis.  Material  e  métodos:  S.  venezuelensis  é  mantido  Laboratório  de  Parasitologia  e Biologia de Vetores, FM-UnB em Rattus novergicus. Fezes de ratos infectados com 1.500 larvas infectivas  foram  usadas  nas  preparações  de  culturas  em  carvão  mineral,  as  quais  foram mantidas  a  26ºC/3  dias.  As  larvas  infectivas  (L3)  foram  recuperadas  pelo  método  de  Rugai,  e lavadas  3x  em  água  destilada.  L3  foram  contadas  e  cerca  de  1000  L3  diluídas  em  100  μL  de água e usadas nos testes. Mentha spicata foi coletada na cidade Regional de Taguatinga Sul, de uma plantação particular. As folhas e caules foram lavadas com água, secas a 60ºC e trituradas em  liquidificador.  Dez g  desse  pó  foram  diluídos  em  250  mL  de  água  e  deixado  em  repouso  a 4oC/24 h. Esse extrato foi coado, dividido em alíquotas, congelado a -20º C e liofilizados. Desse pó  pesaram  0,3  g  e  diluíram  em  5  mL  de  água  (Solução  inicial)  e  dessa  solução  realizaram  10diluições  seriadas  (v/v  =  ½  extrato  +  ½  de  água  destiladas)  e  usaram  600  μL  em  cada  teste  + 100  μL  de  água  com  as  L3,  sendo  o  volume  final  de  700  μL/poço.  Como  controle  positivo usaram  água  +  larvas  L3,  e  como  controle  negativo  usaram  o  anti-helmintíco  ivermectina  na concentração  de  0,06  mg/mL.  Nos  demais  poços  adicionaram  600  μL  do  extrato  das  diversas diluições + 100 μL água com L3. As analises foram feitas em 12, 24, 36 e 48 h, por esgotamento de  todo  liquido.  Os  resultados  foram  dados  em  porcentagem  delarvas  mortas  ou  vivas observados  usando  M.O  (Objetiva  de  10x).  Resultados:  99%  das  larvas  L3  do  controle  positivo estavam  vivas  até  48  h  após  o  início  do  experimento.  As  larvas  tratadas  com  ivermectina morreram 100% após 36 h de tratamento. O extrato de M. spicata nas concentrações de 0,3 g a 0,01  g  mataram  100%  das  larvas  nos  tempos  analisados.  A  partir  de  0,005  mg  não  houve diferenças significativas do extrato sobre o helminto. Conclusões: Extrato aquoso de M. spicata apresenta efeito anti-helmintíco sobre S. venezuelensis, sendo a menor concentração com efeito sobre o parasito de 0,01mg. Esse extrato poderá ser usado em futuras pesquisas para produção de  novos  vermífugos  para  nematoda  e  para  uso  pela  população  como  chá  na  concentração adequada.
90 Avaliação da Eficácia do Extrato Aquoso de Cucumis melo L (Melão) in vitro sobre o Helminto Strongyloides venezuelensis , Leandro Cordeiro Santos, Vânia Sousa Araujo, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Raphael da Silva Affonso, Juliana Paiva Lins, Eleuza Rodrigues Machado
Cucumis  melo  L  é  uma  fruta  cultivada  mundialmente.  A  polpa carnosa  é  de  grande  valor nutricional, e as sementes ricas em: Selênio, Potássio, Zinco, Cobre, Proteínas, Lipídios, Fibras e  Carotenoides.  As  sementes  atuam  como  analgésico  natural,  antioxidante,  protege  coração, rins,  anticancerígeno,  fortalece  a  capacidade  física,  auxilia  no  metabolismo,  etc.  Objetivo: Verificar  se  extrato  aquoso  de  Cucumis  melo  L  controla  in  vitro  a  evolução  do  helminto Strongyloides venezuelensis. Material e métodos: Cucumis melo L foi obtido de supermercados na  cidade  Regional  de  Taguatinga.  As  sementes  foram  lavadas  com  água  destilada,  secas  a 60ºC, e triturados em liquidificador. Dez g desse pó foram diluídos em 250 mL de água e mantida em  repouso  por  24  h/4oC.  O  extrato  foi  coado,  congelado  a -20ºC  e  liofilizado.  0,3  g  do  pó  foi diluído em 6 mL de água (solução inicial) e dessa solução fizeram dez diluições seriadas, sendo colocado  600  μL/poço.  S.venezuelensis  (S.v)  é  mantido  na  UnB  em  Rattus  novergicus.  Fezes desses  ratos  foram  cultivadas  em  carvão  mineral,  mantidas  a  26ºC/3  d,  e  as  L3  foram recuperadas da cultura pelo método de Rugai. L3 foram contadas e cerca de 1.200 diluídas em 100 μL de água e usadas em cada teste. Resultados: 99% das L3 do controle positivo estavam vivas até 48 h. L3 tratadas com ivermectina morreram 100% após24 h de tratamento. O extrato nas  concentrações  de  0,3  g  a  0,075  g  matou  100%  das  larvas  após  12  h.  Nas  demais concentrações a morte das L3 diminuíram gradativamente, e na concentração de 0,001 mg 98% delas estavam vivas. Nas demais concentrações e temposavaliados (24, 36 e 48 h) não houve diferenças  nos  resultados. Conclusões:  Extrato  de  Cucumis  melo  L  apresenta  efeito  anti-S. venezuelensis,  e  pode  ser  usado  para  extração  do  princípio  ativo  e  produção  de  novos antihelminticos para enteropasitos
91 Teste in vitro de Ação Anti-helmíntica com Extrato Aquoso de Psidium guajava (Goiabeira) no controle de Strongyloides venezuelensis , Alexandra Babosa da Silva, Gustavo Rodrigues de Souza, Lana Cristina Evangelista Ferreira Sá, Petrya Carolina Feliciano Vieira, Iriani Rodrigues Moldenade, Eleuza Rodrigues Machado
Psidium  guajava  L  (Goiabeira)  é  uma  árvore  frutífera  tropical,  nativa  de  toda  a  América,  exceto Méxicoe Canadá.  Chás  de  folhas  dessa  planta  é  usada  no  controle  de  reumatismo,  diabetes, diarreia,  úlceras,  antibactericida,  antihelminticos  trematoda  e  nematoda  de  animais.  Apresar  da fruta  goiaba  ser  amplamente  consumida  pelos  brasileiros,  e  as  folhas  e  casca  serem  muito usadas  para  desarranjos  gastrointestinais  no  Brasil,  até  o  momento  não  existem  estudos científicos  que  mostrem  que  essa  planta  atua  como  anti-helmintíco  para  helmintos  patogênicos do  homem. Objetivo:  Verificar  in  vitro  se  o  extrato  aquoso  de  Psidium  guajava  L  (Goiabeira) apresenta ação vermicida para o nematoda Strongyloides venezuelensis. Material e Métodos: S. venezuelensis é mantido Laboratório de Parasitologia e Biologia de Vetores, FM-UnB em Rattus novergicus.  Fezes  de  ratos  infectados  com  1.500  larvas  infectivas  (L3)  foram  cultivadas  em carvão  mineral,  mantidas  a  26ºC/3  dias.  As  L3  foram  recuperadas  pelo  método  de  Rugai,  e lavadas 3x em água destilada. Em seguidas contadas e cerca de 1.100 L3 diluídas em 100 μL de  água  e  usadas  nos  testes.  Psidium  guajava  L  foi  coletada  de  lavoura  de  goiabeiras  do município da cidade Regional Brazlândia-DF. As cascas foram lavadas com água, secas a 60ºC e  trituradas.  35  g  do  pó  foram  diluídos  em  300  mL  deágua  e  deixado  em  repouso  a  4oC/24  h. Esse extrato foi coado, dividido em alíquotas, congelados a -20º C e liofilizados. 0,5 g desse pó foi  diluído  em  5  mL  de  água  (Solução  inicial)  e  dessa  solução  realizaram  10  diluições  seriadas (v/v = ½ extrato + ½ de água destiladas) e usaram 600 μL em cada teste + 100 μL de água com as  L3,  sendo  o  volume  final  de  700  μL/poço.  Como  controle  positivo  usaram  água  +  L3,  e controle negativo usaram o vermífugo ivermectina na concentração de 0,06 mg/mL. Nos demais poços adicionaram 600 μL do extrato nas diversas diluições + 100 μL água com L3. As analises foram feitas em 12, 24, 36 e 48 h, com leitura de todo o líquido. Os resultados foram dados em porcentagem de larvas mortas ou vivas observados usando M.O (Objetiva de 10x).Resultados: 98% das larvas L3 do controle positivo estavam vivas até 48 h após o início do experimento. L3 tratadas  com  ivermectina  morreram  100%  após  24  h  do  tratamento.  O  extrato  da  casca  de Psidium guajava na concentração de 0,5 g matou 90% das L3 no tempo 12 h após o tratamento. A partir de 0,25 g a morte das L3 foram tempo dependente, onde na concentração de 0,03 g no tempo de 48 h 100% das L3 estavam mortas. Conclusões: Extrato aquoso de casca de Psidium guajava  L  apresenta  efeito  anti-helmintíco  sobre  S.  venezuelensis.  Esse  extrato  poderá  ser utilizado  em  futuras  pesquisas  para  isolamento  do  princípio  ativo  e  produção  de  anti-helmintíco para Strongyloides sp. e outros nematoda
92 Determinação De Teores De Sujidades, Umidade, Cinzas Totais, Análise de Rótulos De Amostras Comerciais De Maytenus ilicifolia E Vernonia polyanthes , Beatriz Fernandes Carvalho, Jasmine Garcia de Figueiredo, Catarina Rocha Garofalo, Gyzelle Pereira Vilhena do Nascimento e Ricardo Chiappa
As plantas desempenham um papel muito importante no desenvolvimento de fármacos, servindo de protótipo para a elaboração de medicamentos fitoterápicos. São fortemente empregadas em práticas  populares  e  culturais  através  de  preparações  caseiras.  É  importante  considerar  a procedência  da  planta,  visando  a  qualidade  do  produto.  O  objetivo  do  presente  trabalho  foi avaliar  a  qualidade  de  amostras  comerciais  de Maytenus  ilicifolia eVernonia  polyanthes adquiridasem  Brasília,  Distrito  Federal,  visando  determinar  quatro  parâmetros  do  controle  de qualidade. O trabalho foi elaborado a partir da análise de dez amostras comerciais de Maytenus ilicifoliaMart.  ex  Reiss.  e  quatro  amostras  comerciaisdeVernonia  polyanthes(Spreng.)  Less com  o  intuito  de  evidenciar  a  determinação  da  porcentagem  de  material  estranho,  teor  de umidade, cinzas totaise análise de rótulos. Foram utilizados os métodos convencionais descritos na  Farmacopeia  Brasileira  5ª  edição.  Para  análise  da  perda  de  umidade  por  dessecação  em estufa e determinação quantitativa das cinzas totais as amostras incineradas em mufla a 600ºC e posteriormente pesadas em balança analítica após resfriamento. Além disso, foi feita revisão de literatura.  Dentre  os  parâmetros  farmacopeicos,  analisados  para Maytenusilicifolia,  três  se apresentaram  em  conformidade,  porém  houve  reprovação  para  análise  de  rótulos.  Já  para Vernonia polyanthes, dois parâmetros foram reprovados: sujidades, cujo valor preconizado pela Sociedade  Brasileira  de  Farmacognosia  é  10%,  e  o  valor  médio  obtido  foi  de  49,2%  e  para  a análise de rótulos. Deste trabalho, foi possível concluir que as amostras de Vernoniapolyanthesestão  impróprias  para  consumo,  pelo  indicativo  principal  de  adulteração.  Além  disto,  as  duas plantas retrataram problemas em seus rótulos, pela ausência de informações indispensáveis ao usuário.  Isto  sugere  uma  necessidade  de  intensificação  quanto  à  fiscalização  por  órgão competente e rigorosidade quanto às boas práticas de preparo de insumos vegetais
93  Interna-te, aos oito , Barreto DPO
94 Interna-te, aos oito. , Barreto DPO
95 Análise Fitoquímica Dos Extratos Aquosos De Vernonia polyanthes (Assa-peixe) e Maytenus ilicifolia (Espinheira-santa) , Jasmine Garcia de Gigueiredo, Beatriz Fernandes Carvalho, Gyzelle Pereira Vilhena do Nacimento, Catarina Rocha Garofalo, Ricardo Chiappa
O  Brasil  é  detentor  da  maior  biodiversidade  mundial  e  o  Cerrado  é  o  segundo maior  bioma brasileiro.  A  espécie  vegetal  assa-peixe  é  nativa  de  cerrado,  suas  folhas  são  ricas  em metabólitos  secundários,  compostos  que  são  responsáveis  por  processos  de  cicatrização,  com ação  anti-inflamatória,  antioxidante,  antitussígeno,  diurético,  depurativo.  Já  Maytenus  ilicifolia  é comumente encontrada na Mata Atlântica, o infuso de suas folhas é utilizado para alterações no trato  gastrointestinal,  além  de  possuir  ações  analgésicas,  tônicas,  cicatrizantes,  laxativas, diuréticas,  antissépticas.  O  presente  trabalho  foi  desenvolvido  com  intuito  de  realizar  uma análise  fitoquímica,  com  importância  nos  estudos  dos  metabólitos  secundários,  compostos orgânicos  produzidos  pela  célula  vegetal  como  derivação  do  metabolismo  primário,  pois  têm como objetivo conhecer e avaliar a estrutura química dos extratos aquosos das plantas Vernonia polyanthes  (assa-peixe)  e  Maytenus  ilicifolia  (espinheira-santa)  como  alternativa  terapêutica.  A amostra vegetal de Maytenus ilicifolia foi adquirida em farmácia de manipulação e a de Vernonia polyanthes foi adquirida em estabelecimento comercial ambas localizadas em Brasília –Distrito Federal    e    posteriormente    encaminhadas    para    as    dependências    do    Laboratório    de Farmacognosia da UNICEPLAC. A análise fitoquímica do extrato alcóolicode V. polyanthes e M. ilicifolia,   demonstrou   que   todos   os   grupamentos   farmacognósticos   testados,   flavonoides, saponinas, cumarinas, alcaloides e taninos, foram detectados positivamente. Assim, as espécies V.   polyanthese   M.   ilicifolia   têm   substâncias   relevantes   que   podem   ser   empregadas   na terapêutica, visto que há uma crescente demanda no uso de fitoterápicos. O estudo fitoquímico fornece uma comprovação de componentes presentes nas plantas. As indústrias farmacêuticas são  estimuladas  para  adequar  normas  e regulamentar  os  processos,  garantindo  a  qualidade  e segurança dos medicamentos fitoterápicos
96 Avaliação daAtividade Antifúngica in vitro De Óleos Essenciais Ante Os Agentes Causais de Onicomicose , Juliane Viegas de Oliveira, Gyzelle Pereira Vilhena do Nascimento, Catarina Rocha Garofalo Pinto, Ricardo Chiappa
A onicomicose é uma infecção fúngica responsável por desencadear uma má qualidade de vida aos  pacientes  apesar  de  ser  considerada  uma  micose  superficial,  é  uma  doença  de  difícil diagnóstico   clínico   e   tratamento   e,   com   isso,   tem-se   verificado   práticas   alternativas   e complementares  de  tratamento  dessa  lesão  ungueal.  O  presente  estudo  teve  por  finalidade avaliar  a  ação  in  vitro  dos  óleos  essenciais  de  Copaifera  officinalis  (Copaíba),  Eugenia caryophylata  (Cravo  Folha),  Melaleuca  alternifólia  (Tea  Tree),  Rosmarinus  officinalis  (Alecrin)  e Thymus  vulgaris  (Tomilho)  frente  a  fungos  causadores  de  onicomicose.  Para  a  pesquisa  da atividade  antifúngica  in  vitro  dos  óleos  essenciais  selecionados  foi  adotado  método  teste  de placa  de  Agar  com  orifício  e  as  cepas  fúngicas  Candida  albicans  (ATCC  10231),  Microsporum canis  (ATCC  14055)  e  Trichophyton  rubrum  (ATCC  28189),  nas  proporções  de  100%,  25%  e 5%. A leitura das placas e interpretação dos resultados teve como base a formação de halo de inibição,  considerando  a  área  sem  crescimento  detectável  a  olho  nu.  Os  óleos  essenciais  de Eugenia   caryophylata,   Melaleuca   alternifolia,   Rosmarinus   officinalis   e   Thymus   vulgaris apresentaram  atividade  antifúngica  com  formação  de  halos  sobre  a  levedura  e  igualmente  aos dermatófitos  testados, sendo  o  óleo  de  Copaifera  officinalis  com  menor  atividade  antifúngica  in vitro  ante  aos  fungos  dermatófitos.  Os  óleos  essenciais  estudados  no  presente  trabalho apresentaram atividade antifúngica, abrindo uma perspectiva de estudos para caracterização de seus   princípios   antimicrobianos   para   tratamento   de   micoses   ungueais   e   estímulo   ao desenvolvimento de novas formas farmacêuticas contendo fitofármacos
97 A importância do exame papanicolau na saúde da mulher , Moreira AS, AndradeEGS
O câncer do colo do útero é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres, sendo responsável pelo óbito de aproximadamente 230 mil mulheres por ano. No Brasil, as estimativas para o ano de 2010,apontam 18.430 casos novos de câncer do colo uterino. Os tipos mais incidentes no sexo feminino é o câncer de mama e de colo do útero, acompanhando o mesmo perfil da magnitude observada no mundo. O presente estudo se justifica pelas altas taxas de mortalidades no Brasil em decorrência do diagnostico tardio de câncer de colo de útero, sendo que este tipo de câncer pode  ser facilmente  diagnosticado  e  apresenta  altas  taxas  de  cura  quando  realizado  precocemente.  Os  profissionais de  enfermagem  devem  estar  qualificados  para.  O  objetivo  desta  pesquisa  é  analisar  os  fatores  relacionados  a  não adesão do exame preventivo do exame Papanicolau bem como analisar os fatores de riscos que podem desenvolver o  câncer  do  colo  do  útero.  Trata-se  de  um  estudo  transversal  quanti-qualitativa  no  PSF  do  novo  gama,  Goiás.  Foi observado  que  a  maioria  das  mulheres  apresentam  medo,  vergonha  e  até  mesmo  falta  de  informação  sobre  a importância do exame Papanicolau.Descritores:Prevenção; Mulher;Papanicolau
98 Avaliação do Teor de Iodo em Diferentes Sais de Cozinha no Distrito Federal (DF) , Karla Camilla Lins Lucena, Anna Maly de Leão e Neves Eduardo, Eduardo Gomes de Mendonça
Desde 1 de abril de 1957, está em vigor a lei da iodetação do sal no Brasil. Na década de 50 o teor  de  iodo  recomendado  era  de  10mg/kg  de  sal.  Atualmente o  sal  comercializado  no  Brasil deve possuir entre 15 e 45 mg de iodo/kg do produto, conforme estabelece a Resolução RDC nº 23  de  24  de  abril  de  2013.Condimentar  os  alimentos  com  sal  iodado  é  uma  prática  desejável, pois nos garante a presença deste elemento na alimentação.Porém,suplementar com iodo toda a população apenasatravés do sal de cozinha sem a necessidade de acompanhamento médico torna-se improvável que uma população tão heterogênea em hábitos alimentares, características físicas  e  comportamentais  atinja  os  níveis  ótimos  de  iodo  no  organismo  sem  nenhuma supervisão. Os objetivos do trabalho foram pesquisar qual o melhor método para se medir o teor de iodo em amostras de sal de cozinha, estabelecer um protocolo sobre a determinação de iodo, determinar o teor de iodo em diferentes tipos de sais e verificar se o teor de iodo dos referidos sais  está  dentro  do  preconizado  pela  ANVISA. Nas  análises  foram  utilizados  6 sais  iodados sendo eles sal light, sal rosa do Himalaia, sal marinho, sal grosso, flor de sal, sal refinado. Todas as  amostras  foram  adquiridas  em  comércios  do  Distrito  Federal.  Foram  pesados  10g  de cada sal,  em  balança  analítica;  transferidos  para  Erlemneyer  com  auxílio  de  200mL  de  água deionizada. Cada amostra foi agitada até a dissolução completa do sal. Foram adicionados 5ml de  Ácido  Sulfúrico  1M.  Cada  frasco  recebeu  0,1g  de  Iodeto  de  Potássio.  Posteriormente  foram adicionados 2 mL de solução de amido 1% (utilizado como indicador). Cada solução foi titulada com tiossulfato de sódio 0,005M. O volume gasto na titulação foi utilizado para o cálculo do teor de iodo. Foram realizadas 3 repetições por amostra, cada uma delas em triplicata. A flor de sal destacou-se  com  o  maior  teor  de  iodo,  sendo  de  32,51mg/kg  de  sal.  O  sal  grosso  apresentou 25,69mg/kg  de  sal.  Já  o  sal  refinado,  21,47mg/kg  de  sal.  O  sal  light  ficou  abaixo  do  teor estabelecido,  com  apenas  13,37mg/kg  de  sal.  O  sal  rosa  do  Himalaia  e  o  sal  marinho  não reagiram.  Os  resultados  obtidos  permitiram  verificar  que  1  amostra  não  está  em  conformidade com  a  legislação,  evidenciando  problemas  em  termos  de  qualidade  quanto  ao  teor  de  iodo disponível  e  risco  à  saúde  no  consumo  do  produto,  no  que  se  diz  respeito  aos  Distúrbios  De Deficiência de Iodo. Além disso ratifica-se que a quantidade de iodo adicionado ao sal deveser revista ao longo dos anos em virtude das mudanças no padrão alimentar dos brasileiros.Tendo em  vista  estes  fatores  e  com  a  crescente  importação  do  sal  rosa  do  Himalaia  o  governo brasileiro  e  as  agências  reguladoras  necessitam  fiscalizar  os  sais  de  cozinha  disponíveis  para consumo  no  território  brasileiro.  Agradecimentos:  ao  Programa  de  Iniciação  Científica  do Programa  Institucional  de  Bolsas  de  Iniciação  Científica -PIBIC  do  Centro  Universitário  ICESP pela concessão de bolsas.
99 Análise  acústica  dos  instrumentos  sonoros  musicais  usados para avaliação audiológica infantil , Souza  MF,  Corazza  MCA,  Quintilio  R
A  audição  é  um  dos  sentidos  primordiais  na  comunicação  entre  seres  humanos.  A  comunicação  é  um  dom  de intelecto  e  é  a  partir  da  audição  que  aprendemos  a  nos  expressar  verbalmente.  Para  a  realização  da  avaliação  do comportamento auditivo, comumente é utilizado o estímulo sonoro de tom puro e de tom modulado em frequência, o que chamamos de  warble; existem também os estímulos sonoros que são produzidos por fontes  não eletrônicas: os brinquedos e instrumentos sonoros, que são mais estimulantes e significantes para a criança. O presente estudo tem por  finalidade  analisar  acusticamente  os  instrumentos  musicais  que  são  utilizados  na  avaliação  audiológica  infantil, medindo  as  faixas  de  frequência  e  de  intensidade  para  cada  instrumento,  verificando  sua  adequação  e  promovendo assim  subsídio  para  confiabilidade  no  exame.  Neste  estudo,  foram  analisados  os  instrumentos  que  compõem  a “bandinha” utilizada para exames audiométricos em crianças da faixa etária de 0 a 2 anos, numa Clínica-Escola  de Fonoaudiologia.  Para a  análise  acústica,  utilizamos  um  microfone  acoplado  a  um  osciloscópio  digital  e  um  software denominado “SCOPE”, que permitiu obter a forma de onda e seus componentes espectrais. A partir dessas medidas, obtivemos  a  faixa  de  frequência  e  foram  medidos  os  Níveis  de  Pressão  Sonora  emitidos  por  cada  instrumento.  A análise  de  cada  instrumento  forneceu  medidas  que  foram  comparadas  aos  valores  da  literatura  específica,  onde podemos verificar sua adequação aos exames audiométricos.Descritores:Bandinha; Frequência; Intensidade sonora; Audiologia infantil
100 Importância do farmacêutico na orientação da prescrição médica a idosos de uma unidade de ESFdo municipio de Uruaçu -GO , Thalissa Donegá Alves, Tathiani Donegá Alves,Jaqueline Gleice Aparecida de Freitas
Introdução:  Os  idosos  possuem  inúmeras  doenças  crônicas,  fazendo  com  que  sejam  grandes consumidores  de  medicamentos.  Dessa  forma  os  idosos  deverão  receber  orientação  do farmacêutico sobre a prescrição médica para favorecer o uso racional de medicamentos. Assim, é necessário avaliar a prevalência do farmacêutico na orientação da prescrição médica a idosos. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo experimental prospectivo, exploratório, quantitativo com  13  idosos  que  freqüentam  uma  unidade  de  ESF  do  Município  de  Uruaçu -GO.  Foram adotados  os  seguintes  critério  de  inclusão:  pacientes  idosos,  que  apresentam  pelo  menos  uma doença  crônica  não  transmissível  e  fazem  uso  contínuo  de  medicamento.  Como  critérios  de exclusão:  não  aceitar  participar  da  pesquisa  e  não  se  encaixar  nos  termos  de  inclusão.  Os pesquisadores  visitaram  os  idosos  em  seu  domicílio  para  identificar  o  perfil  sociodemográfico  e verificar  se  os  idosos  compreendem  a  prescrição,  se  realizam  a  leitura  da  bula  e  se  buscam  a orientação  do  farmacêuticonas  drogarias.  Este  estudo  foi  aprovado  pelo  comitê  de  ética  em pesquisa com seres humanos sob o nº CAAE: 62563916.2.0000.0037. Resultados: Com relação as  variáveis  sociodemográficas  dos  idosos,  oito  (61,5%)  são  do  sexo  feminino  e  cinco  (38,5%) são do sexo masculino, sendo que 53,8% tem entre 60-69 anos e 46,2% tem entre 70-79 anos. Quanto  à  escolaridade,  dois  (15,4%)  não  são  alfabetizados,  11  (84,6%)  são  alfabetizados. Quando realizou a pergunta ao idoso: O Sr(a) compreende a prescrição médica? Dos 13 idosos, apenas  cinco  (38,46%)  afirmaram  que  compreendiam  a  prescrição.  Em  seguida  perguntou  ao idoso:  O  Sr(a)  lê  a  bula?  Apenas  sete  (53,8%)  realizava  a  leitura  da  bula.  Em  seguida  foi questionado: O Sr (a) procura o farmacêutico para esclarecer a prescrição médica? Apenas três (23,07%)   afirmaram   que   procuram   o   farmacêutico   para   o   esclarecimento   as   dúvidas. Conclusões:  É  necessário  conscientizar  a  população  sobre  a  importância  do  farmacêutico  na orientação da prescrição médica. 
101 Avaliação in vivo De Formas Farmacêuticas Tópicas Com Potencial Efeito Cicatrizante De Mucilagem De Aloe vera L , Gyzelle Pereira Vilhena do Nascimento, Catarina Rocha Garofalo Pinto e Ricardo Chiappa
Introdução: O  uso  de  plantas  medicinais  para  tratamento,  cura  e  prevenção  de  doenças  tem origem,  principalmente,  no  conhecimento  popular  derivado  de  culturas  antigas  e  se  baseia  em um conjunto de saberes populares. O gel da mucilagem de Aloe veratem se mostrado eficiente contra  queimaduras  de  pele  e  úlceras  cutâneas,  atualmente  usado  em  forma  de  cremes  e pomadas,  auxiliando  na  cicatrização  de  queimaduras,  eczema  e  psoríase.  Em  se  tratando  do sumo   desta   planta,   quando   aplicado   diretamente   em   feridas   abertas,   detecta-seação anestésica,  antimicrobiana  e  o  aumento  da  microcirculação.  Os  benefícios  do  seu  uso  estão relacionados com sua ação direta sobre os mediadores químicos responsáveis pelo processo de reparação  de  tecidos  inflamados. Objetivo: O  presente  trabalho  teve como  objetivo  avaliar  a possível  atividade  cicatrizante, in  vivo,da  mucilagem  de Aloe  VeraL. a  partir  de  formas farmacêuticas  tópicas,  gel  e  sérum,  ambas  de  baixo  custo  para  tratamento  de  fissuras calcâneas. Métodos: 12  docentes  da  Instituição  de  Ensino  Superior,  UNICEPLAC,  de  vários cursos  de  graduação.  Para  avaliar  a  possível  atividade  cicatrizante  da  mucilagem  da  folha  de Aloe VeraL. a partir de formas farmacêutica tópicas, gel ou sérum, devolvidas no laboratório de farmacotécnica.  Metade  dos  participantes,  diagnosticados  com  fissura  podal  na  região  do calcâneo,  fizeram  uso  diário,  preferencialmente  noturno,  de  um  dos  produtos  desenvolvidos  a base de Aloe veraL., enquanto a outra metade, sem a manifestação da podopatia, usaram uma das  formas  farmacêuticas  de  modo  semelhante,  para  análise  de  possíveis  reações  adversas  e grau de hidratação cutânea. Todos os participantes foram acompanhados quinzenalmente para análises da ação clínica do gel e do sérum desenvolvidos, bem como análise possíveis reações adversas.Número  de  aprovação  no  CEP:  00800818.9.0000.5058.Resultados: Os  produtos desenvolvidos,gel  e  sérum,  possibilitaram  cicatrização  das  fissuras  cutâneas  e  diminuição  das placas  de  hiperqueratose  nos  cinco  participantes  com  indicação  da  podopatia.  Em  apenas  um participante   do   estudo   as   lesões   podais   não   foram   completamente   cicatrizadas.   Já   os participantes  que  não  tinham  fissuras  podais  apresentaram  melhora  no  grau  de  hidratação  da pele  e  não  relataram  reações  adversas  às  formas  farmacêuticas  utilizadas  durante  o  estudo. Conclusão:Os resultados corroboram muitos artigos que também sugerem que amucilagem da Aloe  veraL.  tem  potencial  ação  cicatrizante  cutânea  sendo  uma  alternativa  no  tratamento  de fissuras calcâneas
102 edição  do  nível  de  ruído  ambiental  em uma fazenda de avicultura no interior do estado de são paulo , Henrique  RG,  Santos  JS,  Quintilio MSV,  Delaflora  ACF, Soares  LCF. 
Alguns trabalhadores estão expostos ao ruído ambiental durante sua jornada. Esta exposição diária e contínua acima dos limites dados pela Norma Regulamentadora NR15 do Ministério do Trabalho se fazem sentir no organismo como um todo, e não apenas na audição do trabalhador, apesar da Perda de Audição Induzida por Ruído ser a mais grave. Em fazendas de avicultura, o ruído operacional vem das máquinas de manejo e trabalho além dos próprios animais. O objetivo desse estudo foi medir os níveis de ruído em uma fazenda de avicultura no interior do estado de São Paulo, analisar  e  comparar  os  níveis  de  ruído  segundo  a  NR15.  As  medidas  foram  tomadas  utilizando  um  decibelímetro calibrado.  A  coleta  de  dados  foi  realizada  durante  4  dias,  em  2  horários,  utilizando  amostragem  (1  rancho  de  cada seção, aleatoriamente). Em cada rancho foram feitas medidas em 5 pontos de sua extensão, igualmente espaçados. O Nível de Pressão Sonora (NPS)mais intenso, em média (73,09 dBA), foi obtido no local onde ficam as frangas mais jovens, que  ainda  não  estão  botando.  O  ruído  médio  gerado  na  fazenda  de  avicultura  foi  de  70,78  dBA,  portanto dentro  do  limite  imposto  pela  legislação  brasileira.  Entretanto,  mesmo  não  havendo  necessidade  de  medidas  de controle,  não  se  deve  descuidar  da  prevenção e  do  uso  de Equipamentos  de  Proteção  Individuais  (EPIs),  exames audiométricos e implantação de um Programa de Conservação Auditiva.Descritores: Ruído ambiental; Nível de pressão sonora; Avicultura
103 O Risco do Uso de Anticoncepcional Oral no Desenvolvimento de Trombose em Mulheres: Uma Revisão da Literatura , Leonardo Dourado Camelo, Lustarllone Bento de Oliveira, Raphael da Silva Affonso, Anna Maly Leão Eduardo, Pedro Luiz Gonçalves Chave
A orientação no uso de anticoncepcional é um processo educativo que ultrapassa o fornecimento de  informações  e  os  conhecimentos  sobre  a  saúde  da  mulher  no  processo  reprodutivo  que envolve  a  promoção  da  autoestima  e  a  conscientização  dos  riscos  vivenciados  no  uso prolongado  de  anticonceptivos  hormonais.  O  uso  de  anticoncepcionais  tem  um  alto  risco  no desenvolvimento  de  trombose,  sendo  assim,  é  primordial  iniciar  qualquer  tratamento  sob orientação de um profissional que deverá escolher o melhor método a fim de amenizar os riscos. Descrever os riscos inerentes ao uso de anticoncepcional oral e o desenvolvimento de trombose venosa profunda e complicações como o Acidente Vascular Encefálico –AVE. A metodologia do trabalho  foi  uma  revisão  bibliográfica  em  consulta  nas  bases  de  dado  Lilacs,  PudMed,  Scielo  e anais  eletrônicos  de  Instituições  Federais.  A  pílula  anticoncepcional  oral  é  um  método  muito confiável, contudo a falta de informação sobre os efeitos colaterais no seu uso tem afetado a sua eficácia e tem provocado aumento na taxa dedescontinuação de uso do método, por isso é de suma  importância  que  as  mulheres  observem  os  efeitos  não  desejados,  alterações  da  sua condição  de  saúde  decorrente  do  medicamento.  Os  anticoncepcionais  hormonais  via  oral começaram  a  ser  comercializados  nos  anos  60,  nos  Estados  Unidos,  sabe-se  que  ao  longo  da história não verificou-se outro medicamento que tenha causado tanta controvérsia na sociedade ao  seu  uso  no  controle  da  fertilidade  e  que  até  hoje  mitos  e  verdades  permanecem.  Inúmeras preocupações  surgiram  em  torno  de  estudos  dos  contraceptivos  orais  de  1ª  geração,  que continham altas doses de estrogênio e progestina, hoje essas quantidades diminuíram, porém o risco de trombose existe com o uso fármaco do medicamento. Conclui-se desta forma que o uso de   anticoncepcionais   via   oral   sem   orientação   médica,   acompanhamento   laboratorial   do coagulograma,  contagem  de  plaquetas  totais,  e  obviamente  a  participação  do  profissional farmacêutico  para  orientar  a  paciente  na  dispensação  do  medicamento  em  questão,  contribui para  minimizar  os  riscos  de  trombose  e  para  identificação  dos  sinais  que  poderão  indicar  a presença de uma complicação vascular
104 Estrongiloidiase Disseminada em Pacientes com Doenças Autoimunes: Uma Revisão Sistemática da Literatura , Marina Silva Bueno, Lustarllone Bento de Oliveira, Eleuza Rodrigues Machado, Maiane Silva de Souza, Laércia Cardoso Guimarães Axhcar
Introdução: A  estrongiloidíase  é  uma  helmintose  predominantemente  intestinal,  causada  pelo Strongyloides  stercoralis,  sendo  o  homem  seu  principal  reservatório,  e  a  principal  fonte  de infecção. O risco de infecção é diretamente proporcional às condições de higiene do indivíduo. A estrongiloidíase é uma das mais importantes helmintíases intestinais em países tropicais. Devido ao    aumento    de    estrongiloidíase    disseminada    em    consequência    do    grande    uso    de quimioterápicos   e   drogas   imunossupressoras,   tem   ressurgido   um   interessemaior   nesta helmintíase. Nesta perspectiva, é relevante procurar entender mais detalhadamente como se dá o tratamento em pacientes imunocomprometidos. Por ser um tema de alta relevância em Saúde Pública,  a  proposta  e  aprofundar  a  pesquisa  para  analisar  o acometimento  da  estrongiloidíase em paciente com doenças autoimune. Objetivo:O objetivo geral da revisão é identificar os casos de  estrongiloidíase  disseminada  em  pacientes  com  doença  autoimune.  Podendo  ser  HIV,  LES dentre outras. Metodologia:A metodologia da revisão fundamentou-se utilização de livros físicos e a Biblioteca Virtual Pearson e do Google Books, e artigos científicos das bases Lilacs, Medline, Pubmed, Scientific Electronic Library Online -Scielo e da Biblioteca virtual em Saúde-BVS entre os  anos  de  2008  a  2018. Resultados:A  estrongiloidíase  é  uma  das  mais  importantes helmintíases  intestinais  em  países  tropicais.  Por  isso,  devido  ao  aumento  de  estrongiloidíase disseminada em consequência do grande uso de quimioterápicos e drogas imunossupressoras, tem  ressurgido  um  interesse  maior  nesta  helmintíase.  O Strongyloidesstercoraliscostuma habitar  o  intestino  delgado  dos  indivíduos  infectados  e,  na  maioria  dos  pacientes  com  sistema imunológico  sadio,  não  provoca  sintomas  relevantes.  Usualmente,  as  infecções  causadas  pelo S.  stercoralissão  crônicas  e  assintomáticas,  podendo  persistir  por  décadas  sem  serem diagnosticadas.   No   entanto,   em   indivíduos   imunocomprometidos,   a   infecção   pode   se desenvolver  para  quadros  de  hiperinfecção  e/ou  disseminação.  Assim,  o  diagnóstico  precoce  é essencial  para  prevenir  as  formas  graves  da  doença.  A  estrongiloidíase  disseminada  é  aquela que  o  verme  consegue  acometer  órgãos  extra-intestinais,  como  o  sistema  nervoso  central, coração,  trato  urinário,  glândulas,  dentre  outros  órgãos,  contudo  todos  os  órgãos  e  tecidos podem   ser   invadidos. Conclusão:A   estrongiloidíase   disseminada   é   uma   doença   pouco estudada, por ser tratar da forma grave da doença, o presente estudo chama a atenção para sua análise,    pois    pacientes    imunossuprimidos    ou    com    doenças    autoimunes    vem    sendo diagnosticados  com  essa  forma  evolutiva  da  doença.  Isso  se  dá  devido  ao  fato  do  sistema imunológico estar comprometido, isso porque o paciente poderá estar em uso de corticoides por curto ou longo período, para alguma doença autoimune. 
105 A  eficácia  da implementação do partograma na assistência a parturiente , Moraes-Filho  IM,  Barreto  DPO,  Santos  OP,  Félis  KC,  Santos  CCT,  Oliveira  ACD.
O  objetivo  deste  estudo  e  refletir  e  demostrar  a importância  do  partograma  e  as facilidades  que  o  mesmo  aponta  na tomada de decisão imediata e na prevenção de intercorrência no trabalho de parto tanto para a parturiente como para o  neonato.  Trata-se  de  umareflexão  teórica  da  literatura  que  teve  como  finalidade  descrever  os  significados  do partograma,  relacionando-os,  por  meio  da  literatura,  aos  efeitos  decorrentes  da  importância  do mesmo  e  demonstrar como  é  resolutivo  na  tomada  de  decisão  imediata  e  logo  na  prevenção  de  intercorrência  no  trabalho  de  parto.  Os benefícios do uso do partograma é indiscutível e se constitui em um método resolutivo, economicamente acessível e de  fácil  execução;  onde  o  mesmo  poderá  ser  feito  em  qualquer  impresso  de  papel,  porém  omais  indicado  e reprografar  em  papel  quadriculado  sendo  que  no  eixo  horizontal  é  colocado  o  tempo  em  horas  e  na  vertical  os centímetros  relacionados  à  dilatação  e  ao  plano  de  Lee,  sendo  que  esta  fica  á  esquerda  e  a  direita  a  descida  da apresentação.   Conclui-se   que   há   representatividade   e   a   excelência   da   assistência   e   os   novos  moldes   de sistematização se mostram eficientes na conduta da assistência a parturiente, desta forma o partograma consiste na representação  gráfica  do trabalho  de  parto  que  é  considerado  um  excelente  recurso  visual  para  analisar  a  dilatação cervical e a descida da apresentação, em relação ao tempo. Descritores:Enfermagem; Partograma; Obstetrícia
106 Esporotricose: uma revisão sistemática da literatura , Eleuza Rodrigues Machado, Lustarllone Bento de Oliveira, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Anna Maly Leão Eduardo, Laércia Cardoso Guimarães Axhcar
Introdução:Esporotricose   é   uma   micose   granulomatosa   crônica,   com   lesões   cutânea   e subcutânea,   causada   principalmente   por Sporothrix   schenckii.   É   de   distribuição   mundial, predominante  em  áreas  urbanas.  No  Brasil  é  mais  frequente  na  região  Sudeste. S.  schenckiié encontrado  no  solo,  plantas,  casca  de  árvores  e  plantas  em  decomposição,  e  o  tanto  homem como  animais  são  susceptíveis  a  doença.  A  infecção  se  dá  pela  implantação  do  fungo  nos tecidos  lesados.  As  manifestações  dessa  micose  são:  lesões  nodulares  e  ulcerativas  com eliminação de exsudato acastanhado e formação de crosta, que podem ser locais, disseminadas na pele e raro sistêmica. O diagnóstico consiste no isolamento de S. schenckiiem amostras de tecido  e/ou  exsudato,  com  formação  de  colônias  cremosas,  branco-amarelada,  pregueadas, sendo  confirmado  por  exames  histopatológicos.  Na  terapia  usam  o  antifúngico  Itraconazol. Objetivo:Fazer   uma   revisão   da   literatura   sobre   esporotricose,   abordando   os   aspectos morfológicos,  epidemiológicos,  sintomas,  diagnóstico  e  tratamento,  nas  duas  últimas  décadas.Material  e  Métodos:Trata-se  de  uma  revisão  sistemática  da  literatura  sobre  a  esporotricose, onde  os  artigos  usados  foram  encontrados  utilizando  as  fontes  de  base:  Google  acadêmico, Lilacs,  Medline,  PubMed  e  Scielo.  As  palavras  chave  usadas  na  busca  das  publicações  foram: esporotricose,  epidemiologia,  sintomas,  diagnóstico  e  tratamento.Resultados  e  Discussão:Encontraram  1.346  artigos,  desses  35  entraram  na  revisão.  Esporotricose  é  uma  micose subaguda  e  crônica,  causada  por Sporothrixsp.,  encontrado  nos  solos,  plantas  e  vegetais  em decomposição. É zoonose de animais que cavam como gatos, sendo os principais hospedeiros. O homem adquire a micose, quando o fungo é depositado na pele lesada. As pessoas de riscos para  aquisição  desse  doença  são:  veterinários,  jardineiros,  floristas,  fazendeiros,  caçadores, devido  manusear  solos,  plantas  e  animais  desprotegidos.  As  lesões  são  cutâneas,  cutânea-linfatica, mucosas da conjuntiva, nariz, boca e faringe, mas pode disseminar para pulmões,rins, meninges,  fígado,  articulações  e  ossos.  A  doença  tem  cura,  e  consiste  em  usar  iodeto  de potássio,  porém  pouco  recomendado  ou  antifúngicos:  Itraconazol,  cetoconazol,  terbinafina.  A profilaxia   consiste   em   manusear   animais,   solos   e   plantas   usando   EPIs.Conclusões:Esporotricose é uma zoonose mundial e fácil transmissão, onde os gatos é a principal fonte de transmissão dessa micose para o homem. No Brasil tem notificação dessa doença em todas as regiões,  sendo  o  sudeste  a  de  maior prevalência.  A  doença  tem  cura,  porém  o  tratamento  é longo,  sendo  Itraconazol  o  mais  indicado,  na  dose  10mg/Kg/dia  por  no  mínimo  três  meses.  É uma doença pouco conhecida pelos brasileiros, por isso preciso ser divulgada, pois são muitas pessoas de riscos para infecção.
107 Teoria  do  caos:  uma abordagem didática , Fernades  LAS,  LongVC,  Quintilio  MSV,Dellela  LA, Alves  SV,  Lima  VP
A dificuldade em aprender física é uma realidade incontestável nas escolas publicas e particulares. Embora presentes no  cotidiano,  os  fenômenos  físicos  ainda  são  de  difícil  visualização  para  a  maioria  dos  alunos  fora  da  sala  de  aula. Portanto, é necessária a contextualização dos conceitos e fenômenos físicos para a realidade cotidiana dos alunos. A teoria do caos argumenta que qualquer interferência num sistema harmônico tende a desorganizá-lo. Para alunos do ensino  médio  trata-se  de  conceitos  extremamentecomplexos.  O  objetivo  deste  trabalho  é  propor  uma  transposição didática,  metodologia  que  permite levar  teorias  cientificas  como  esta  para  as  salas  de  aula.  Este  estudo  envolveu  o levantamento bibliográfica na literatura e nos meios eletrônicos, a fim de conhecer o tema. Uma transposição didática foi proposta visando uma abordagem mais acessível da Teoria do Caos aos alunos do Ensino Médio. Diferentemente de  uma  contextualização,  onde  exemplificamos  um  fato  com  exemplos  do  dia  a  dia,  a transposição  didáticaaparece como  uma  forma  de  “digerir”  um  estudo  científico,  apresentando-os  de  forma  mais  simples.  A  utilização  desta estratégia  didática  vem  de  encontro  à  inclusão  da  Física  Moderna  no  Ensino  Médio,  prevista  pelos  Parâmetros Curriculares Nacionais.Descritores: Ensino de Física;Transposição didática; Teoria do caos
108 Depressão:  a  influência  que  a  internet  tem  na  evolução/tratamento  da doença , Cunha  RAA, Andrade  EGS
A presente pesquisa traz como objetivo avaliar pacientes depressivos com livre acesso a internet sabendo que este acesso proporciona uma fácil forma de adquirir informação cientifica de saúde, e dos acontecimentos atuais e  passados.  O  uso  apropriado  deste  meio  de  comunicação  contribui  positivamente  com  o  processo  de aprendizagem. O artigo foca na influência que essa ferramenta trás em pacientes depressivos, e até onde seu uso  interfere  ou  não  em  seu  tratamento.  Uma  busca  por  registros  científicos  centralizados  nos  métodos  para prevenção  do  agravo  da  doença  trata  se  de  uma  revisão  literária  realizada  por  meios  dos  artigos  científicos publicados. No entanto, é preciso ressaltar que o estudo não acusa a tecnologia de ser a causa de transtornos depressivos. É possível que as pessoas que já estão deprimidas utilizem a internet na tentativa de preencher um vazio  e  é  justamente  por  isso  que  passar  muito  tempo  nessas  ferramentas  pode  ser  indicativo  da  doença. Conclui se que múltiplos fatores contribuem para o desencadeamento da depressão e há um interesse crescente sobre o uso da internet quando excessivo pode influenciar o bem-estar psicológico de uma pessoa.Descritores:Depressão; Internet;Saúde
109 Os critérios de Beers Aplicados ao Paciente Idoso: Atuação Clínica do Profissional Farmacêutico , Lustarllone Bento de Oliveira, Anna Maly de Leão e Neves Eduardo, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Raphael da Silva Affonso. Ana Carolina Souza da Silva
Introdução:O  Brasil  será  o  6°  país  até  o  ano  de  2025  com  a  maior  população  idosa  no mundo. Em 1960 eram 3 milhões, em 2000, 14 milhões e atingindo 32 milhões no ano de 2025. Essa população apresenta um grau mais significativo entre risco e beneficio com a utilização de medicamentos,  pela  prevalência  de  doenças  crônicas  não  infecciosas.  Diante  desse  quadro surgem  alguns  desafios  para  os  farmacêuticos,  como  racionalizar  o  uso  de  medicamentos, promovendo  eficácia  e  segurança,  preocupação  com  a  complexidade  do  regime  posológico, aderência  ao  tratamento  medicamentoso  e  evitar  problemas  ligados  a  polifarmácia  no  idoso.Objetivos: abordar  a  problemática  da  polimedicação  nos  pacientes  idosos  e  o  risco  que  esses pacientes estão exposto aos medicamentos então considerados inapropriados para o uso, com o risco eminente de morte. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo, de revisão bibliográfica sistemática  baseando-se  em  uma  base  de  dados  de  artigos  da  SciELO,  PubMED,  CAPES Periódicos,  Free  Medical  Journals,  ScienceDirect,  BioMedNet e  em  livros,  utilizando  como critério artigos entre os anos de 2006 a 2016, selecionados 102 artigos, entrando na revisão 72. Resultados: Nesta  faixa  etária  aumenta  mais  o  número  de  reações  adversas  relacionados  a medicamentos,   pelos fatores   orgânicos,   e   com   a   complexidade   da   terapia   aumenta significativamente essas reações. Dados demonstraram que o uso de dois agentes terapêuticos o  risco  de  interação  é  13%,  com  cinco  medicamentos  aumenta  para  58%  e  nas  terapias farmacológicas com sete ou acima disso o risco é de 82%. O método mais utilizado para avaliar os medicamentos inapropriados para idosos é o Critério de Beers, que analisa as características com relação aos efeitos dos medicamentos prescritos a esse grupo. Foi desenvolvido uma lista, que consta com 72 fármacos classificados como inapropriados para idosos. Em 2008 no Brasil, uma  analise  da  lista  de  medicamentos  genéricos,  publicada  no  Diário  Oficial  da  União, comprovando  tal  fato,  ratificando  a  presença  de  6,7%  do  total  de  medicamentos  da  lista, classificados  por  Critérios  de  Beers &  Fick,  para  medicamentos  inadequados  para  idosos. Conclusão: A atuação clínica do profissional farmacêutico tem uma influência positiva na adesão ao  tratamento  farmacológico  e  na  diminuição  de  erros  nomomento  da  administração  dos medicamentos, sendo o farmacêutico o responsável em reafirmar as orientações suscitadas pelo prescritor  e  avaliando  ainda  os  aspectos  farmacológicosque  possam  representar  um  risco  em potencial  para  o  idoso.  O  farmacêutico  lançando  mão  do  conhecimento  dos  Critérios  Beers, poderá contribuir com uma maior adesão, efetividade e escolha racional de medicamentos para idosos, melhorando a qualidade de vida desse paciente. 
110 Cardiotoxicidade da TARV em Idosos HIV Positivo: Alterações Metabólicas como Determinante da Doença Aterosclerótica no Paciente Idoso. Revisão da Literatura , Lustarllone Bento de Oliveira, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Anna Maly Leão Eduardo, Raphael da Silva Affonso, Eleuza Machado Rodrigues
Nos últimos anos o Brasil presenciou um crescimento no número de indivíduos idosos, com uma previsão que até o ano de 2025, ocupará a 6º posição no mundo com a maior população idosa. Porém,  nos  últimos  anos  o  Brasil  tem  presenciado  diante  do  cenário  mundial  um  número crescente de idosos diagnosticados com HIV. De acordo com CASSÉTTE et al, 2016., descreve que o número de casos de HIV em idosos no Brasil cresceu vertiginosamente nos últimos anos. Sendo  que  entre  os  anos  de  1980-2001  o  número  de  pessoas  com  mais  de  60  anos  com diagnóstico  com  HIV  foi  de  5.410.  Descrever  as  complicações  no  sistema  cardiovascular  em pacientes idosos portadores de HIV e o uso da Terapia Antirretroviral Combinada -TARV. Trata-se  de  uma  revisão  bibliográfica  utilizando  as  bases  dedado  Lilacs,  PudMed,  Sciello,  anais eletrônicos  de  Universidades  Federias  e  das  Sociedades  Brasileira  de  Geriatria  Gerontologia  e Cardiologia, publicações entre os anos de 2000 a 2017. Dentre os resultados obtidos desde o início  da  epidemia,  em  1980,  até  2012,  já  foram  notificados  14.161  casos  de  HIV/AIDS  em pessoas  com  idade  de  60  anos  ou  mais  no  Brasil,  sendo  9.225  do  sexo  masculino  e  4.936 mulheres.  A  terapia  com  a  TARV  proporcionou  aos  pacientes  uma  maior  expectativa  de  vida  e uma redução significativa nas infecções oportunistas, que são característicos pela infecção aos vírus.  Entretanto,  em  razão  do  aumento  da  prevalência  de  doenças  como  a  diabete  melito, dislipidemia  e  lipodistrofia,  doenças  cerebrovasculares  e  as  patologias  cardiovasculares  de maneira  prematura  têm  sido  descritas  na  literatura  ao  longo  desses  anos  após  o  advento  da terapia antirretroviral. A predisposição à aterosclerose resulta da própria infecção pelo HIV, das alterações  metabólicas  decorrentes  do  uso  da  terapia  antirretroviral  ou  ambos,  o  paciente exposto  às  doenças  ateroscleróticas,  consequentemente  o  paciente  em  terapia  terá  maior chance de complicações cardíacas, associado à idade em fase já da velhice, torna-se um fator complicador na terapia, desafiando os profissionais a contornarem tal situação. Diante dos dados obtidos,  conclui-se  que  os  idosos  portadores  do  vírus  do  HIV  em  tratamento  com  a  terapia antirretroviral  encontram-se  expostos  a  diversos  efeitos  da  terapia,  sendo  uma  delas  e  de importância para os estudos farmacológicos, a toxicidade cardíaca.
111 Principais  dificuldades enfrentadas  pelos  profissionais  do  serviço especializado em engenharia da segurança e medicina do trabalho dentro da construção civil , Silva  PSF, Santos  WL,  Amaral E.
Nos dias atuais, a indústria da construção civil vem crescendo cada vez mais no Brasil, porém, é indiscutível e imprescindível que as medidas de segurança e saúde ocupacional sejam aplicadas de forma eficaz e coerente, a fim de se evitar a incidência de doenças e prevalência de acidentes dentro do canteiro. O sesmt não tem seu devido  valor,  não  sendo  levado  com  total  seriedade  pela  hierarquia  laboral  dentro  da  construção  civil, enfrentando  diversas  dificuldades.  Este  estudo  objetivou  identificar  e  compreender  por  meio  da  pesquisa integratica, as principais dificuldades dos profissionais do Sesmt. A presente pesquisa utilizou o levantamento de dados publicados em periódicos acadêmicos, revistas especializadas e consulta a sites de instituições de ensino superior.  Os  resultados  demonstrarm  que  foram  analisados  42  artigos  e  36  normas  regulamentadoras embasadas no Manual de Seguranca e medicina do Trabalho. Foram selecionados 13 artigos científicos atuais sobre  a  temática  e  que  foram  publicados  a  partir  de  2000  e  6  normas  regulamentadoras.  Conclui-se  que identificar  no  canteiro  as  condições  inseguras  espalhadas  pela  obra,  é  um  bom  inicio  para  se  reconhecer  as falhas administrativas da gestão empresarial e corrigi-las, de modo a preservar o trabalhador.Descritores: Enfermagem;Saúde ocupacional;Segurança no trabalho
112 Uso De Off-Label Na Pediatria , Maria Juliana Cavalcante Viana, Winie Ramos de Oliveira
Introdução: O conceito de medicamentos não apropriados para crianças envolve uma variedade de   condições,   gerando   inclusive   superposição   das   nomenclaturas   relatadas.   Com   muita frequência, a prescrição e o uso desses medicamentos, nas faixas pediátricas, sãobaseados em extrapolações   de   doses   e/ou   modificações   de   formulações   para   adultos,   ignorando-se completamente  as  diferenças  entre  crianças  e  adultos,  e  submetendo-as  aos  riscos  de  eficácia não  comprovada  e  de  efeitos  não  avaliados. O  termo  “off  label”  refere-se  a  prática  de  uso  do medicamento para uma condição adversa daquela descrita em bula em relação à faixa etária, à dose, à frequência, à apresentação, à via de administração ou à indicação para uso em crianças. O  objetivo  do  uso  off-label  é  beneficiar  um  paciente  individual.  É  importante  notar  que  o  termo “off-label”  não  implica  uso  indevido,  ilegal,  contraindicado  ou  investigacional. Objetivo:  O presente trabalho tem como objetivo avaliar a extensão do uso de medicamentos para crianças com práticas  não  descritos  em  bula.  Metodologia:  Para  alcançar  o  objetivo  do  trabalho,  foi realizado  um  estudo  na  literatura  onde  foram  obtidas  informações  descritas  através  de  vários estudos.Para  realização  da  revisão  foram  utilizadas  plataformas  de  pesquisavirtual:como: banco  de  dados  do  Ministério  da  saúde,  Scientífic  Eletronic  Library  Online  (SciElo,  Google Acadêmico  e  Web  of  Science).  A  escolha  pelas  plataformas  virtuais  se  deu  pela  facilidade  de acesso  ao  conteúdo.  Resultados:  Muitos  medicamentos  são  indicados  na  pediatria  para  o tratamento de doenças específicas, mesmo que não esteja em sua rotulagem. Em contraste com a ausência de informações pediátricas específicas sobre alguns medicamentos, outros rótulos de medicamentos contêm afirmações como “a segurança e a eficácia em pacientes pediátricos não estabelecidas”.  As  regulamentações  da  Food  And  Drug  Administration  (FDA),  incentivam  a inclusão de crianças em pesquisas clínicas, isso faz com que aumente os estudos de segurança e  a  eficácia  dos  fármacos para  crianças. Conclusão:  O  uso  de  off-label  é  um  importante problema  de  saúde  pública  e,  ganha  ainda  mais  notoriedade  em  bebês,  crianças  pequenas  e crianças  com  doenças  raras.  O  estudo  sobre  a  prevalência  de  off-label  nesses  casos  é  de estrema importânciapara o melhoramento do serviço de saúdes à essas pessoas
113 A importância da atenção farmacêutica e farmácia clínica no uso racional de medicamentos fitoterápicos , Brayon Wevely Alves de Souza, Diego Brenner Prado Barbosa, Jacqueline Gomes Nunes Rosa, Anna Maly de Leão e Neves Eduardo
A utilização  de  plantas  para  fins  medicinais  vem  desde  a  antiguidade,  e  graças  à  cultura  dos antepassados, hoje em dia temos uma ótima fonte de informações que se associados a estudos mais  profundos  resultam  na  descoberta  e  elaboração  de  novos  fármacos  a  partir  das  plantas. Além de ser uma das formas mais antigas de tratar e prevenir doenças, sua utilização prejudica menos  a  saúde  com  relação  aos  medicamentos  alopáticos.  São  utilizadas  matériasprimas vegetais partes do caule, raízes e folhas que ao passar por um processo industrial, e após testes rigorosos   passam   a   fazer   parte   dos   medicamentos   fitoterápicos.   Os   fitoterápicos   são medicamentos  de  venda  livre,  desta  forma  estão  diretamente  ligadas  à  automedicação  e  a orientação do farmacêutico. É crescente o interesse pelo uso de fitoterápicos e produtos naturais como  recursos  terapêuticos  e  a  procura  por  drogas  vegetais  está  relacionada  a  vários  fatores, entre  eles  a  decepção  no  tratamento  com  a  medicina  convencional,  efeitos  indesejados, impossibilidade  de  cura,  entre  outros.  O  objetivo  principal  da  pesquisa  está  em  alertar  sobre  o uso   indiscriminado   de   medicamentos   fitoterápicos   e   ressaltar   a   importância   da   atenção farmacêutica  junto  ao  paciente.  Antes  de  tudo,  se  faz  necessário  compreender  que  existem diferenças  entre  plantas  medicinais  e  fitoterápicos.  Segundo  a  ANVISA,  plantas  medicinais  são de uso e conhecimento popular, utilizando de sua forma in natura de qualquer parte do vegetal; sendo  muito  comum  observar  o  emprego  destas  em  formas  de  chás,  infusões  e  xaropes caseiros.  Quando  a  planta  medicinal  passa  pelo  processo  de  industrialização,  têm-se  como resultado    o    fitoterápico. Todo    medicamento    fitoterápico    industrializado    tem    que    ser regulamentado  pela  ANVISA,  para  que  então  possa  ser  comercializado.  A  falsa ideia  de naturalidade que os fitoterápicos causam, abre brecha para que muitos usuários acreditarem que não   seja   necessário   informar   aos   prescritores   a   utilização   de   fitoterápicos,   como   das preparações  caseiras  a  base  de  plantas  medicinais,  como  chás  e  infusões.  O  profissional farmacêutico  é  a  principal  fonte  de  informação  para  o  usuário  que  se  automedica,  pois  ele esclarecerá sobre as possíveis reações adversas dos fitoterápicos, além de poder prescrevê-los. Conclui-se então, que informações sobre os riscos do uso indiscriminado de fitoterápicos devem ser  passadas  para  a  população,  e  que  a  presença  do  farmacêutico  prestando  atenção farmacêutica,   orientando   e   acompanhando   a   utilização   desta   classe   de   fármacos   será fundamental para uma utilização segura, efetiva e eficaz, prevenindo e evitando a ocorrência de possíveis intoxicações
114 Implantação do serviço de farmácia clínica em hospitais: a experiência da secretaria de saúde do Distrito Federal , Lucas Magedanz, Nathalia Lobão Barroso de Souza Silveira, Felipe Ferreira, Gláucia Silveira Carvalho Pessoa, Júlia Moreira de Souza Danta
Introdução:  A  RDC  585/2013,  do  Conselho  Federal  de  Farmácia  (CFF)  regulamentou  as atribuições clínicas do farmacêutico. Apesar de diversos estudos apresentarem experiências de sucesso,  dificuldades  na  implantação  e  estruturação  da  Farmácia  Clínica  são  um  desafio recorrente. Objetivo: Relatar as principais etapas de implantação do Serviço de Farmácia Clínica (SFC)  na  rede  hospitalar  da  Secretaria  de  Saúde  do  Distrito  Federal  (SES/DF),  entre  2015  e 2018.Método: A implantação do SFC na rede hospitalar da SES/DF foi orientada por um grupo técnico   de   farmacêuticos   da   Diretoria   de   Assistência   Farmacêutica   (DIASF).   Através   de reuniões, definiu-se as necessidades estruturais e de capacitação para a implantação do serviço.Resultados:  A  implantação  do  SFC  foi  principiada  pelo  “Plano  de  enfrentamento  da  resistência bacteriana  nas  áreas  críticas  dos  hospitais  públicos  do  GDF”,  da  Coordenação  de Infectologia, em   julho/15.   Esse   documento   recomendava   a   incorporação   do   farmacêutico   na   equipe multidisciplinar,  prioritariamente  em  unidades  de  terapia  intensiva  (UTIs),  a  fim  de  auxiliar  na avaliação,  controle  e  acompanhamento  das  terapias  antimicrobianas.  A  partir  desta  iniciativa  a DIASF publicou, a Portaria 187 de 23 de julho de 2015, que criava o SFC em todos os níveis de atenção,  o  que  possibilitou  seu  reconhecimento  no  organograma  administrativo  da  SES/DF, além  de  proporcionar  a  nomeação  de  um  número  mínimo  de  farmacêuticos  ao  serviço.  A capacitação  dos  profissionais,  realizada  através  de  aulas  expositivas  e  oficinas,  dividiu-se  em dois módulos: um básico, que apresentava as principais atividades clínicas; e um avançado, que focou em casos aplicados,com ênfase no estudo de infecções e antibioticoterapias, assim como nas  técnicas  e  ferramentas  empregadas  na  coleta  e  registros  das  atividades.  Outro  aspecto fundamental  foi  a  organização  de  uma  rede  de  comunicação  comum  entre  os  farmacêuticos clínicos  e a  DIASF,  disseminando  informações,  homologando  ferramentas  de  trabalho,  e oferecendo  suporte  técnico-administrativo  para  a  execução  do  serviço  em  cada  hospital.  A definição  de  uma  agenda  de  encontros  bimestrais  com  os  farmacêuticos  clínicos  possibilitou  o acompanhamento  das  atividades,  bem  como  o  compartilhamento  de  experiências  exitosas  e estratégias  para  transpor  obstáculos  cotidianos.  A  padronização  de  indicadores,  colhidos localmente  e  reunidos  em  nível  central  pela  DIASF,  ratificava  a  importância  dos  SFC,  servindo de  subsídio  para  consolidação  e  expansão  dos  serviços,  tanto  em  nível  hospitalar  quanto  na administração  central  da  SES/DF.  Por  fim,  o  lançamento  do  Boletim  da  Farmácia  Clínica,  uma produção  bimestral  da  DIASF,  com  o  objetivo  de  apresentar  e  discutir  temas  farmacêuticos relevantes a todos profissionais de saúde, completava as principais iniciativas de organização da Farmácia Clínica nos hospitais da SES/DF.Conclusão: o método utilizado possibilitou implantar com sucesso o SFC na rede hospitalar da SES/DF
115 Uso Não Aprovado (Off Label) de Medicamentos no Brasil: Apoio do Cebrim/CFF à Prática Clínica dos Farmacêuticos , Pamela Alejandra Escalante Saavedra, Jose Luiz Miranda Maldonado
Introdução. Os medicamentos registrados recebem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária  (Anvisa)  para  uma  ou  mais  indicações,  as  quais  passam  a  constar  na  bula  e  são respaldadas pela agência regulatória. Indicações, via de administração, posologia e faixa etária, entre outros, diferentes da informação constante na bula são considerados uso não aprovado ou uso off label. Objetivo. Descrever o uso não aprovado (off label) dos medicamentos registrados e autorizados para comercialização no Brasil por meio da caracterização das consultas ao Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos do Conselho Federal de Farmácia (Cebrim/CFF), no  período  de  2014  a  2018.  Método.  A  amostra  foi  composta  de  todas  as  consultas  recebidas pelo  centro  relacionadas ao  uso  não  aprovado  (off  label),  extraídas  da  base  de  dados  do Cebrim/CFF,  no  período  de  estudo.  Foi  utilizada  a  definição  da  Anvisa  para  categorização  do uso  off  label  e  a  classificação  anatômica-terapêutica-química  (ATC)  para  os  medicamentos encontrados.As  variáveis  identificadas  foram:  medicamento,  indicação,  via  de  administração, uso  adulto/pediátrico  e  posologia.  As  variáveis  foram  comparadas  com  a  bula  do  medicamento de referência disponibilizada no bulário eletrônica da Anvisa e as diferenças foram classificadas quanto aos critérios citados. Os resultados foram apresentados com uso de estatística descritiva. Resultados.  Foram  registradas  2.636  consultas  no  período  de  estudo,  das  quais  68  (2,6%) atendiam os critérios de uso off label. Nessas consultas, as classes terapêuticas mais frequentes foram  sobre  fármacos  que  atuam  no  aparelho  cardiovascular  (ATC  C03,  C08  e  C09)  e  no sistema  nervoso  (ATC  N02  e  N03)  e  os  fármacos  mais  citados  foram  anlodipino,  losartana  e espironolactona  e  topiramato  e  analgésicos  de  ação  central.  Foram  caracterizadas  23  (33,8%) questões   sobre   posologia   com   maior   frequência   de   dúvidas   sobre   dose   maior   que   o recomendado. Houve 20 (29,4%) questões sobre via de administração, sendo o mais relatado o uso  de  solução  injetável  por  via  oral.  Em  18  (26,5%)  questões  sobre  indicação  terapêutica  off label  foi  identificado:  tratamento  de  obesidade,  emagrecimento  e  problemas  dermatológicos, entre outros. Em sete (10,3%) questões de uso adulto/pediátrico diferente do registro aprovado (uso off label), encontramos o uso em menores de dois anos como o mais frequente. Conclusão. O  uso  não  aprovado  de  medicamentos  é  considerado  um  problema  de  segurança  para  o paciente, pois estudos sobre posologias e vias de administração, além da efetividade terapêutica diferentes  do  estabelecido  na  bula  são  escassos  e  geralmente  não  são  de  fácil  acesso  aos profissionais  de  saúde.  Estes  achados  destacam  o  papel  dos  centros  de  informação  sobre medicamentos como fornecedor de informação qualificada para profissionais de saúde, apoio à promoção de melhorias na prática clínica e do uso racional dos medicamentos
116 O estado da arte das formas de gestão educacional , Costa LDS, Santos CCT, Carvalho- Filha LSS, Morais-Flho IM
Avaliou-se as  formas  de  gestão  educacional.  Trata-se  de  uma  revisão  da  literatura  científica  realizada  em  abril  de 2017  na  Biblioteca  Virtual  em  Educação  (BVE),  Periódicos  Capes  e  o  Google  Acadêmico  por meio  dos  descritores: Organização  e  gestão  escolar;Gestão  democrático  participativa. O  estudo  fora  dividido  em  duas vertentes:  1 -fundamentação  teórica  sobre  organização,  gestão  e  administração;  2-compreendendo  os  conceitos  de  democracia, afim  de facilitar  o  entendimento  da  temática  transcorrida.  A  organização  escolar  que temos  atualmente,  se  configura nos  modelos  de  administração  preconizada  pelo  capitalismo,  com  caráter  conservador  e  burocrático,  em  que  há  a necessidade  de  um  bom  gestor,  tarefeiro,  cumpridor  das  normas  administrativas  e  curriculares  vindas  dos  órgãos superiores  do  ensino.  Mas  o  que  se  espera  do  gestor  educacional  no  contexto  das  relações  conflitantes  e contraditórias  presentes  na  contemporaneidade,  é  que  este  reconheça-se  dentro  desse  processo,  como  cidadão consciente  e  profissional,  em  que  o  exercício  de  sua  função  ocorra  de  maneira  que  levarão  ao  fortalecimento  das escolas e ao desenvolvimento das potencialidades cognitivas e operativas dos alunos. Descritores:Pedagogia; Organização e gestão escolar;Gestão democrático participativa
117 Psoríase: uma revisão sistemática da literatura , Eleuza Rodrigues Machado, Lustarllone Bento de Oliveira, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Luiz Oliver Rocha Vieira Gomes, Juliana Paiva Lins
Introdução: Psoríase  é  uma  doença  inflamatória  crônica  de  pele  e  músculos  esquelético, podendo  atingir  outros  órgãos.  Ela  é  caracterizada  por  manchas  vermelhas,  espessas  e descamação.  É  uma  doença  autoimune,  com  influência  genética,  emocional  e  ambiental, afetando  de 1  a  3%  da  população),  atinge  homens  e  mulheres,  com  idade  entre  10  a  45  anos (Kaufman et  al.,  2018).Essa  enfermidade  se  manifesta  com  outras  doenças  como:  síndrome metabólica,  outras  doenças  autoimunes,  afetando:  couro  cabeludo,  cotovelos,  joelhos,  mãos, pés,  unhas  e  tronco,  acompanhado  ou  não  com  de  alterações  metabólicas,  resistência  à insulina,   obesidade,   esteatose,   problemas   cardiovasculares,   ósseos,   respiratórios,   asma, cefaleias   (Takahashiet   al.   2007).As   lesões   apresentam   bordas   bem   delimitadas,   haloesbranquiçado,  escamas  prateadas,  inflamado  auxiliam  no  diagnóstico  (Boehncke,  2015),  e  é tratada  com  fármaco  tópico  ou  oral  (Yadav  et  al.,  2018),  hidratação,  e  exposição  ao  sol (Olszewska  et  al.,  2018).  Objetivo:  Foi  realizado  uma  revisão  sistemática  da literatura  sobre  a psoríase,   abordando   os   aspectos   morfológicos,   epidemiológicos,   sintomas,   diagnóstico   e tratamento,  no  período  de  2000  a  2018. Material  e  Métodos: Foi  uma  revisão  sistemática  da literatura sobre a doença psoríase. Os artigos científicos usados foram encontrados utilizando as fontes de base: Google acadêmico, Lilacs, Medline, PubMed e Scielo. As palavras chave usadas na  busca  dos  artigos  foram:  psoríase,  epidemiologia,  sintomas,  diagnóstico  e  tratamento, publicados  entre  os  anos  de  1990  a  2018.  Resultados:  Entraram  38  artigos  completos  sobre psoríase  relacionados  com  o  objetivo  da  revisão,  sendo  oito  na  introdução  e  30  na  discussão. Desses  artigos  usados  na  discussão  dois  foram  encontrados  no  Google  acadêmico,  três  no Lilacs,  cinco  no  Medline,  dez  no  PubMed  e  30  no  Scielo. Discussão: Psoríase  é  uma  doença autoimune   dermatológica   crônica,   com   etiologia   relacionada   com   fatores   hereditários, emocionais  e  ambientais  (Brooks,  2018),  eapresenta  distribuição  mundial,  afetando  de  2%  a 4%,  principalmente  brancos,  e  idade  entre  10  a  40  anos.  A  infecção  é  dividida  em  classes  de acordo  com  os  sintomas  apresentados:  psoríase  vulgar, psoríaseinvertida,  psoríase  gutata, psoríase  eritrodérmica, psoríase  artropática,  psoríase  ungueal,  psoríase  artropática,  epsoríase pustulosa (Takahashiet  al.  2007),  sendo  caracterizada  por  inflamação  crônica  da  pele  e  não contagiosa.  Os  sintomas  são  físicos  e  psicossocial,  e  piora  com  traumas  cutâneos,  infecções, drogas, estresse psíquico, etc (Takahashiet al. 2007; Aune et al., 2018). A doença não tem cura, e  o  tratamento  consiste  na  melhora  dos  sintomas  clínicos.  A  terapia  medicamentosa  baseia  no uso de corticoides e outros fármacos que melhoram a gravidade e extensão das lesões, e estado emocional (Takahashiet  al.  2007). Conclusões: Psoríase  é  cosmopolita  e  está  associada  com problemas  psicológicos:  baixa  autoestima,  disfunção  sexual,  depressão,  e  está  relacionado outras  doenças  comorbidades.  A  doença  não  tem  cura,  e  o  tratamento  com  fármacos  depende do tipode psoríase e consiste na melhora dos sintomas clínicos. No diagnóstico consideram os aspectos das lesões, mas é preciso confirmar o tipo de psoríase por exames laboratoriais, para iniciar  o  tratamento  específico  rápido,  evitando afetar  o  psicológico  do  paciente,  levando-o  a depressão
118 Desenvolvimento de um dispositivo de plga (poli ácido láctico-co-glicólico) para liberação controlada de medicação para o câncer de mama , Rafaella R. De Faria, Solange R. De Oliveira, Fernanda G. R. Higa, Sergio T. Bernatavicius
Introdução:  O  presente  trabalho  versa  sobre  o  estudo  de  um  dispositivo  de  Poli  (Ácido  Láctico-Co-Glicólico),   PLGA,   contendo   medicamento   (tamoxifeno)   como   alternativa   ao   tratamento sistêmico  (hormonioterapia)  do  câncer  de  mama.  O  material  escolhido  é  um  copolímero  muito utilizado    como    veículo    para    liberação    de    medicamento    por    apresentar    uma    boa biocompatibilidade  e  aprovação  pela  Food  and  Drug  Administration.  O  tamoxifeno  é  um hormonioterápico  responsável  por  agir  diretamente  nos  receptores  hormonais  das  células tumorais, bloqueando a passagem de hormônios e inibindo o crescimento destas. Desta forma, busca-se  evidenciar,  de  maneira  científico-informacional,  que  um  dispositivo  local  pode  auxiliar na  diminuição  dos  efeitos  colaterais  da  medicação  sistêmica,  contribuindo  para  o  aumento  da qualidade de vida das pessoas que necessitam de tal terapia. Métodos: Para o desenvolvimento do  dispositivo  foram  propostas  as  seguintes  etapas:  seleção  do  design,  síntese  do  material, adição do hormonioterápico e caracterização. A síntese do PLGA foi feita via polimerização em massa  e  a  incorporação  do  tamoxifeno  pelo  método  de  casting,  a  seleção  do  design  limitou-se ao  formato  em  membrana,  dado  os  equipamentos  disponíveis.  Neste  estudo  foi  feito  a  análise das  propriedades  e  características  do  dispositivo  a  partir  da  Espectroscopia  de  InfraVermelho com  Transformada  de  Fourier  (FTIR)  e  da  Análise  Termogravimétrica  (TGA).  Os  equipamentos utilizados para o FTIR foram o espectrômetro PerkinElmer Spectrum 65 para PLGA puro e PLGA comtamoxifeno  e,  o  espectômetro  PerkinElmer  Spectrum  100  para  o  tamoxifeno  puro.  O equipamento utilizado para o TGA foi o DTG-60 Simultaneous DTA-TG apparatus da Shimadzu. Os  procedimentos  foram  realizados  no  Laboratório  da  Pontifícia  Universidade  Católica  de Sorocaba,   Laboratório   da   ITW   Chemical   e   Laboratório   da   Universidade   de   São   Paulo. Resultados e discussão: Os resultados foram bastante satisfatórios, pelos registros obtidos pelo FTIR  destaca-se  que  a  síntese  do  material  foi  bem  feita  e  as  bandas  de  absorção  do  espectro infravermelho estão de acordo com grupos funcionais de referência na literatura. Pelos registros obtidos pelo TGA, destaca-se perda de massa em três estágios diferentes, sendo a maior delas em  torno  dos  300̊C,  onde  há  rompimento  da  cadeiapolimérica,  também  de  acordo  com  a literatura.   Conclusão:   Foi   possível   desenvolver   um   dispositivo   em   PLGA   para   liberação controlada  de  medicamento  em  caso  de  câncer  de  mama,  que  será  implantado  localmente, assim minimizando os efeitos sistêmicos adversos da hormonioterapia. Assume-se que o uso do dispositivo apresenta as mesmas limitações do tamoxifeno. As análises obtidas pelo FTIR e pelo TGA  indicam  que  a  síntese  do  material  foi  realizada  com  sucesso,  visto  que  os  resultados obtidos  apresentam  poucas  diferenças  quando  comparadas  com  a  literatura,  sendo  justificadas com a incorporação do tamoxifeno.
119 Incidência  da  prática  do  aleitamento  materno  exclusivo , Batista  HR, Andrade EGS
O Aleitamento Materno Exclusivo (AME) é a oferta apenas de leite materno à criança, direto da mama ou ordenhado, ou leite humano de outra fonte, sem outros líquidos ou sólidos, com exceção de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais  de  reidratação  oral,  suplementos  minerais  ou  medicamentos.  Ao  investigar  o  conceito  de  aleitamento  materno exclusivo  para  nutrizes,  comparando  o  período  em  que  consideraram  realiza-lo  e  a  idade  de  introdução  de  outros líquidos.  A  pesquisa  justifica  a importância  do  alimento materno  por  que  a  amamentação  além  de  exercer  um  efeito protetor  contra  doenças  no  início  da  vida  do  lactente,  parece  reduzir  também  o  risco  de  doenças  crônicas,  esse assunto aborda como seja reconhecida e recomendada a prática ideal de alimentação das crianças nos primeiros seis meses de vida, conjugado variáveis da área de saúde, das ciências sociais, dos meios de comunicação e do próprio conjunto de leis e normas que modulam desejos e comportamentos relacionados com o aleitamento materno e com as práticas alimentares que podem dificultar sua realização. Trata-se de um estudo transversal com um abordagem quali-quatitativa,  que  dá-se  em  função  do  conceito  de  aleitamento  materno  exclusivo  para  as  nutrizes,  comparando  o período em que consideraram realiza-lo e aidade de introdução de outros líquidos. Logo após verificar e analisar as amostras  colhidas  através  de  questionário  aplicado  a  população  do  município  de  Valparaiso  de  Goiás  foi  possível observar  que  as  mães  entrevistadas  têm  a  prática  do  aleitamento  até  os  6  meses,  porém  tem  pouco  conhecimento quanto aos benefícios ganhos através da amamentação para ela e para o recém nascido, dessa forma é preciso mais promoção Descritores:Amamentação; Aleitamentomaterno;benefícios
120 Ações Inclusivas para Estudantes na Unidade Curricular Farmacologia , Daniele Prado Mendes, Maraise Tavares da Silva, Alice da Cunha Morales Álvares
A Constituição Federal de 1988 trata a educação como direito de todos e é amparada pela Lei no 9.394/96 que estabelece as diretrizes e as bases da educação nacional. Nessa Lei, são citados princípios  como  igualdade  ao  acesso  e  à  permanência  do  indivíduo  na  escola,  liberdade  na aprendizagem, na pesquisa e no saber e pluralismo nas abordagens pedagógicas. O Ministério da  Educação  (MEC)  toma  por  base  esses  princípios  regulamentando  a  institucionalização  do pleno desenvolvimento do indivíduo que ingressa uma Instituição de Educação superior (IES) por meio de Instrumentos de Avaliação (INEP, 2017). A acessibilidade é abordada visando anular a discriminação  social,  as  dificuldades  no  ensino  e  na  aprendizagem  por  meio  de  recursos  de tecnologia assistiva. A acessibilidade é definida como uso ininterrupto a quaisquer espaço físico, serviço  e  informação  (Lei  13.146/15).Toda  essa  adaptação  metodológica  é  subsidiada  por princípios  de  igualdade  por  meio  da  acessibilidade,  liberdade  na  metodologia  com  utilização  de recursos  inovadores  e  pluralidade  nos  recursos  a  serem  utilizados.  É  possível  adequar  a educação especial ao ensino de Farmacologia para fins de atender as pessoas com deficiência explorando    suas    habilidades,    aumentando    suas    competências    e    agregando    atitudes (Lein.13.146/2015).  A  farmacologia  é  uma  unidade  complexa,  com  nomenclaturas  extensas  e que exige muito o conhecimento de química. Uma forma lúdica de se trabalhar, apesar de ainda não  testada  por  ausência  de  estudantes  com  deficiência,  é  o  docente  construir  um  quebra-cabeça  da  estrutura  química  do  fármaco  para  que  os  acadêmicos  montem  individualmente.  A estrutura do quebra-cabeça deve constar também o nome do fármaco nas peças de forma que, quando o acadêmico finalizar a montagem, visualize a estrutura química e a nomenclatura. Essa é uma atividade que pode ser desenvolvida, hipoteticamente, com êxito a portadores de Autismo, de Síndrome de Down, de Déficit de Atenção (TDAH), dificuldades de aprendizagem, estudantes tímidos.  Após  a  montagem  individual,  duplas  podem  ser  formadas,  para  induzir  a  integração,  a socialização,  para  conferência  das  estruturas  e  dos  nomes  com  assistência  do  docente.  Um vídeo  com  animação  da  ação  do  fármaco  deve  ser  apresentado  pelo  docente,  com  imagens plenamente  didáticas  seguidas  de  sons  a  cada  evento  crucial  da  ação  do  fármaco.  Assim,  a visão e a audição estão sendo exploradas de forma que a metodologia seja acessível e exitosa a todos  com  ênfase  no  conteúdo  essencial  da  unidade  curricular  que  é  a  articulação  entre  a estrutura   do   fármaco,   a   nomenclatura,   a   ação   e   o   efeito   farmacológico.   Os   estudantes reproduzirão  a  montagem do  quebra-cabeça  por  meio  de  peças  enumeradas  e  assinalarão  a sequência  correta  das  peças,  essa  sequência  poderá  ser  associada  à  imagem  da  ação  do fármaco disponibilizada pelo docente junto aos efeitos da medicação. Toda essa estratégia deve ser acompanhada por uma equipe de apoio psicológico e pedagógico para acompanhar tanto o desenvolvimento  do  docente  quanto  à  evolução  do  estudante  além  de  prestar  suporte  e treinamento aos docentes e aos discentes da IES
121 Avaliação do Extrato Aquoso de Baccharis trimera (Carqueja) in vitro no controle do nematoda Strongyloides venezuelensis , Vânia Sousa Araujo, Leandro Cordeiro Santos, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Raphael da Silva Affonso, Eleuza Rodrigues Machado
Plantas   medicinais   são   usadas   na   prevenção,   tratamento   e   cura   de   doenças   desde   a antiguidade. Baccharis trimera (Carqueja) é usada para controle de doenças no fígado, vesícula biliar, antitoxinas, antitérmico, resolver prisão de ventre e anti-helminticos em animais. Objetivo: Avaliar  in  vitro  a  eficácia  do  extrato  aquoso  de  Baccharis  trimera  sobre  a  evolução  do  helminto Strongyloides venezuelensis  em  testes  in  vitro.  Material  e  métodos:  Baccharis  trimera  foi coletada no jardim da Faculdade de Medicina, da UnB. Folhas e caules foram lavadas com água destilada, secas a 60ºC, e triturados em liquidificador. Dez g desse pó foram diluídos em 250 mL de água e mantida em repouso por 24 h/4oC. Os extratos foram coados, congelados a -20ºC e liofilizados. 1,0 g do pó foi diluído em 6 mL de água (solução inicial) e dessa solução realizaram dez  diluições  seriadas,  sendo  colocado  600  μL/poço.  S.  venezuelensis  (S.v)  é  mantido  na  UnB em  Rattus  novergicus.  Fezes  desses  ratos  foram  cultivadas  em  carvão  mineral,  mantidas  a 26ºC/3  d,  e  as  L3  foram  recuperadas  da  cultura  pelo  método  de  Rugai.  L3  foram  contadas  e cerca de 1.000 diluídas em 100 μL de água e usadas em cada teste. Resultados: 99% das L3 do controle positivo estavam vivas até 48 h após tratamento. L3 tratadas com ivermectina morreram 100% após 24 h de tratamento. O extrato nas concentrações de 0,1 g a 0,125 g matou 100% das larvas  após  12  h.  Nas demais  concentrações  a  morte  das  L3  diminuíram  gradativamente,  e  na concentração de 0,002 mg 97% delas estavam vivas. Nas demais concentrações e nos demais tempos  avaliados  (24,  36  e  48  h)  os  resultados  foram  similares.  Conclusões:  Extrato  de Baccharis trimera apresenta efeito anti-helmintíco sobre S. venezuelensis, e pode ser usado na extração do princípio ativo e produção de antihelminticos para nematoda e outros enteropasitos
122 Nivel de informação da população de valparaiso de goias sobre diabetes melittus tipo 2 , Lane EDG, Andrade EGS
A  diabetes  mellitus  tipo  2  (DM2)  anteriormente  designada  por  diabetes mellitus  não-insulino-dependente  ou  diabetes tardia  é  um  distúrbio  metabólico  caracterizado  pelo  elevado  nível  de  glicose  no  sangue  no  âmbito  da  resistência  à insulina  e  pela  insuficiência  relativa  de  insulina.  Distingue-se  da  diabetes  mellitus  tipo  1,  na  qual  se  verifica  a deficiência  completa  de  insulina  devido  à  destruição  dos  ilhéus  de  Langerhans  no  pâncreas.  Os  sintomas  clássicos são a sede excessiva, a micção freqüente e a fome constante. A diabetes do tipo 2 corresponde a cerca de 90% dos casos de diabetes, correspondendo os restantes 10% à diabetes mellitus do tipo 1 e à diabetes gestacional. Devido a Diabetes  Mellitus    ser  uma  doença  que  afeta  a  qualidade  de  vida  do  paciente,  se  faz  necessário  uma  pesquisa  de campo,  visando  avaliar  o  nível  de  conhecimento  da  doença.  O  objetivo  dessa  pergunta  foi  analisar  e  fazer esclarecimentos  sobre  o  DM2  de  forma  didática  e  explicativa  para  acesso  a  informações  e  com  o  intuito  impactante, para  que  os  pacientes  tenham  mais  conhecimento  do  tamanho  e  importância  do  tratamento  e  prevenção  da  DM2. Trata-se  de  um  estudo  visando  a  analise  e  observação  do  nível  de  conhecimento  sobre  a  DM2  de  pacientes  das unidades  básicas  de  saúde  instaladas  em  Valparaísode  Goiás  no  tratamento  ou  não  da  diabetes.  Com  a  pesquisa finalizada foi possível observar que o nível de informação sobre a DM2 é baixo segundo analise de porcentagem das questões respondidas através de questionário elaborado para julgar o conhecimento dos mesmos. Descritores:Diabetes; Informação; Paciente.
123 As  dificuldades  de reconhecimento da importância do ENEM no ensino médio , Guedes  RP,  Guedes  BM,  Araújo  LM,  Moraes-Filho  IM,  Queiroz  HA,  Lúcio  DN.
Criado  em  1998,  o  Enem  (Exame  Nacional  do  Ensino  médio)  se  constitui  como  o  maior  processo  avaliativo  da população  Brasileira  da  qualidade  do  estudo  de  base  no  pais.  Trata-se  de  Estudo  exploratório  descritivo  de abordagem transversal. Através de um questionário semiestruturado foram indagados 20 professores da rede publica estadual  de  uma  cidade  do  Entorno  de  Brasília –DF,  sobre  o  reconhecimento  da  importância  do  Enem  pelos  seus alunos.  A  População  deste  estudo  fora  formada  por  professores  de  ambos  os  sexoconsiderando  as  variáveis  de: idade, situação socioeconômica. Os dados foram alocados e tratados no Microsoft Excel 2010 e alocados em tabelas para  o  melhor  entendimento.  O  presente  estudo  buscou  solucionar  os  desafios  enfrentados  por  estudantes  na eminência de concluírem o ensino médio. Desta forma sugiro a implantação de um programa de preparação para os alunos de ensino médio afim de poderem concorrem com os outros estudantes de diferentes classes sociais.Descritores:Ensino Fundamental e Médio; Educação; Educação Superior; Acessibilidade
124  Uso  de  psicofármacos  em  crianças  e  adolescentes. , Souza  GF,  AbreuCRC,  Santos  WL.
Em virtude do aumento de utilização de psicofarmacos em crianças e adolecentes, este trabalho objetivou  descrever  por  meio  da  pesquisa  integrativa    o  uso  dos  psicofármacos  em  crianças  e  adolescentes  e  sua  influência.  Para  tal estudo, utilizou-se de um levantamento bibliográfico em artigos publicados na Internet e bulario disponivel no portal da ANVISA-Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A partir da busca, foi encontrado um total de 1.239 artigos. Após a aplicação  dos  critérios  de  inclusão  e  exclusão  e  leitura  na  íntegra,  restaram  um  total  de  14  artigos  para  utilizar  na amostra final.  Verificou-se que os anos de 2014 e 2017, foram os anos de maior publicação sobre o tema. Concluiu se  que  os  profissionais  da  área  de  saúde devem  entender  o funcionamento  de  cada  medicamento,  suas indicações, contra-indicações,  interações  medicamentosas  e  efeitos  adversos;  A  escolha  e  o  início  do  medicamento  precisam estar  baseados  na  origem  dos  sintomas,  levando  em  consideração  que  são  organimos  distintos  e  frageis  que necessitam de uma atenção em especial.Descritores:Psicofármacos; Crianças; Adolescentes
125 A  indústria  farmacêutica  e  o  interesse  capitalista  em tratamento de tumores cancerígenos. , Rocha  AS,  Nascimento  RS,  Almeida  AB
Analisaram-se os condicionantes mercadológicos que estão por traz da busca de tratamento e cura do câncer. Nessa perspectiva, serão discutidas as estratégias da indústria visando garantir a acumulação de capital, fazendo sucumbir os valores éticos que deveriam prevalecer na área. Por fim, apresentaremos algumas pesquisas voltadas ao combater do câncer, com foco na polêmica sobre o caso da fosfoetanolamina, conhecida no Brasil como uma possível cura para a   doença.   O  tema   demonstra   bastante   relevância   para   os  profissionais   de   saúde  tendo   em   vista   que   os condicionantes  estruturais  do  capitalismo  perpassam  não  apenas  a  indústria  farmacêutica,  mas  também  a  atuação profissional em ambientes terapêuticos. Revisão bibliográfica, utilizando-se de livros digitais e da ferramenta de busca online  Google  Acadêmico.  O  conhecimento  sobre  os  condicionantes  que  envolvem  a  busca  de  cura  do  câncer  nos provoca  a  respeito  das  questões  éticas  inerentes  à  execução  dos  serviços  de  saúde,  que  devem  primar  pela promoção da saúde e a dignidade dos pacientes. Reforça ainda a importância das instituições de ensino na formação de profissionais com capacidade técnica e postura crítica para se posicionar frente a essas questões.Descritores:Capitalismo; Indústria Farmacêutica; Tratamento; Câncer; Fosfoetanolamina
126 Estresse emocional em  famílias  de  crianças  com  necessidades  especiais-revisão Bibliográfica , Santos CCT, Miranda CSSP, Silva KJM, Pinto MFP, Costa AS, Moraes-Filho IM
O  objetivo  deste  estudo  é  avaliar  o  impacto  emocional  em  famílias  com  crianças  que  possuem  necessidades especiais,  analisando  os  fatores  envolvidos  desde  a  fase  do  conhecimento  da  patologia  até  a  maneira  como  as mesmas enfrentam a realidade. Para se desenvolver este estudo foi realizada uma revisão bibliográfica permitindo o conhecimento  dessas  fases  e  as  dificuldades  enfrentadas  no  processo  de  aceitação  dessa  criança. Pode-se  afirmar que o ente mais acometido pelo estresse é a mãe pois a mesma desempenha o papel de cuidadora permanecendo a maior parte do tempo com a criança.Descritores:Interações familiares;Deficiência;Crianças com necessidades especiais;Estresse
127 Avaliação do Extrato Aquoso de Baccharis trimera (Carqueja) in vitro no controle do nematoda Strongyloides venezuelensis , Vânia Sousa Araujo, Leandro Cordeiro Santos, Pedro Luiz Gonçalves Chaves, Raphael da Silva Affonso, Eleuza Rodrigues Machado
Plantas   medicinais   são   usadas   na   prevenção,   tratamento   e   cura   de   doenças   desde   a antiguidade. Baccharis trimera (Carqueja) é usada para controle de doenças no fígado, vesícula biliar, antitoxinas, antitérmico, resolver prisão de ventre e anti-helminticos em animais. Objetivo: Avaliar  in  vitro  a  eficácia  do  extrato  aquoso  de  Baccharis  trimera  sobre  a  evolução  do  helminto Strongyloides venezuelensis  em  testes  in  vitro.  Material  e  métodos:  Baccharis  trimera  foi coletada no jardim da Faculdade de Medicina, da UnB. Folhas e caules foram lavadas com água destilada, secas a 60ºC, e triturados em liquidificador. Dez g desse pó foram diluídos em 250 mL de água e mantida em repouso por 24 h/4oC. Os extratos foram coados, congelados a -20ºC e liofilizados. 1,0 g do pó foi diluído em 6 mL de água (solução inicial) e dessa solução realizaram dez  diluições  seriadas,  sendo  colocado  600  μL/poço.  S.  venezuelensis  (S.v)  é  mantido  na  UnB em  Rattus  novergicus.  Fezes  desses  ratos  foram  cultivadas  em  carvão  mineral,  mantidas  a 26ºC/3  d,  e  as  L3  foram  recuperadas  da  cultura  pelo  método  de  Rugai.  L3  foram  contadas  e cerca de 1.000 diluídas em 100 μL de água e usadas em cada teste. Resultados: 99% das L3 do controle positivo estavam vivas até 48 h após tratamento. L3 tratadas com ivermectina morreram 100% após 24 h de tratamento. O extrato nas concentrações de 0,1 g a 0,125 g matou 100% das larvas  após  12  h.  Nas demais  concentrações  a  morte  das  L3  diminuíram  gradativamente,  e  na concentração de 0,002 mg 97% delas estavam vivas. Nas demais concentrações e nos demais tempos  avaliados  (24,  36  e  48  h)  os  resultados  foram  similares.  Conclusões:  Extrato  de Baccharis trimera apresenta efeito anti-helmintíco sobre S. venezuelensis, e pode ser usado na extração do princípio ativo e produção de antihelminticos para nematoda e outros enteropasitos
128  Revisão  sobre  A  Importância  do  aleitamento  materno  exclusivo nos primeiros seis meses de vida para a dupla mãe-bebê , Braz  TCO,Silva  MDMG,Silva  JB
Identificou-sena  literatura  a importância  do  aleitamento  materno  exclusivo  nos  primeiros  seis  meses  de  vida  para  a promoção  da  saúde  da  criança  e  da  mãe.  As  estratégias  de  promoção  a  amamentação  variam  de  acordo  com  a população,  cultura,  crença  entre  outras  características.  No  entanto,  a  conscientização  das  mães  e  seus  familiares, mostrando  as  evidências  epidemiológicas  da  importância  do  leite  materno  para  a  saúde  da  dupla  mãe/bebê  é extremamente  importante.  Para  esse  trabalho  foi  realizada  uma  pesquisa  bibliográfica,  de  natureza  qualitativa descritiva,  elaborada  a  partir  de  material  já  publicado,  constituído  principalmente  de  livros,  revistas,  artigos  de periódicos e materiais disponibilizados na internet, com objetivo de garantir a compreensão dos benefícios garantidospela amamentação exclusiva até o sexto mês de vida, uma vez que a técnica do aleitamento materno é extremamente fundamental a nutrição da criança, lhe garantido proteção e melhorando seu desenvolvimento. É recomendado como exclusivo nos seis primeiros meses de vida, pois dele a criança recebe os nutrientes necessários para o crescimento, prevenindo-o   de   doenças   futuras   e   garantindo-lhe   imunidade.   É   essencial   compreender   que   a   pratica   da amamentação  exclusiva  traz  efeitos  de  pequeno  em  longo  prazo,  como  fatores  relacionados  á  mortalidade,  saúde, prevenção  de  doenças,  imunidade,  crescimento  e  uma  vida  ativa  e  saudável.  Dessa  forma,  concluiu-se  que  o aleitamento  materno  exclusivo  deve  ser  sempre  influenciado  e  conscientizado,  pois  os  benefícios  são  inúmeros  e serão espelhados durante toda a vida.  Descritores:Amamentação;Aleitamento Materno Exclusivo;Desmame Precoce;Enfermagem
129 Assistência de Enfermagem ao Idoso com Fratura. , Veloso AC, Vogado CO
A  conscientização  dos  idosos  e  de  seus  familiares  sobre  a  importância  de  adaptações  em  suas  residências  ou  nos ambientes que frequentam por meio de palestras educativas, pode lhes garantir um envelhecimento mais tranquilo e saudável, uma vez que as fraturas que acometem indivíduos nesta fase da vida ocorrem com maior frequência em tais locais.  Esse  estudo  constitui  uma  revisão  integrativa  da  literatura,  com  foco  sobre  a  assistência  de  enfermagem  ao idoso com fratura. O índice de quedas e fraturas em idosos vem aumentando e é necessário que se tomem medidas preventivas para que essa população possa viver mais e com qualidade.Descritores:Fraturas;Idosos; Assistência de Enfermagem
130 Avaliação Da Contribuição Do Uso De Um Aplicativo De Celular No Controle Da Pressão Arterial Em Pacientes Com Hipertensão Arterial , Fabiana Rosa de Oliveira, Ana Karla César Leandro, Alfredo Dias de Oliveira, Werlissandra Moreira de Souza
Introdução:  No  Brasil,  a  Hipertensão  Arterial  (HA)  atinge  32,5%  de  indivíduos  adultos,  sendo mais  de  60%  idosos,  contribuindo  direta  ou  indiretamente  para  50%  das  mortes  por  doença cardiovascular.  Os  avanços  recentes  na  tecnologia  da  informação  representamuma  ótima chance  para  melhorar  o  gerenciamento  da  HA  e  a  adesão  ao  tratamento.  Objetivo:  O  presente trabalho  teve  como  objetivo  avaliar  a  contribuição  de  um  aplicativo  de  celular  no  controle  da pressão   arterial   em   pacientes   hipertensos.   Metodologia:   Um   estudo   clínico   controlado randomizado  foi  realizado  na  cidade  de  Barreiras/BA,  durante  o  período  de  três  meses.  Os participantes foram distribuídos aleatoriamente para compor o grupo controle, no qual pacientes receberam  os  cuidados  usuais  do  serviço  de  saúde  e,  o  grupo  de  intervenção  que  fizeram  uso de  uma  versão  padrão  do  aplicativo  de  celular.  Critérios  de  inclusão  e  exclusão  foram previamente  estabelecidos.  Foram  coletadas  variáveis  sóciodemográficas,  estilo  de  vida,  além das variáveis clínicas e de tratamento. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: Participaram do estudo 32 pacientes. No geral, a idade dos pacientes variou de 28 a 93  anos,  com  média  de  62,8  anos,  sendo  que  37,5%  relataram  ser  portador  de  duas  ou  mais condições  crônicas.  As  principais  doenças  referidas  além  da  hipertensão,  foram  diabetes, dislipidemia,  insuficiência  cardíaca,  osteoporose,  infarto  agudo  do  miocárdio,  doença  arterial periférica.  O  consumo  de  bebidas  alcoólicas  foi  relatado  por  12,5%  dos  pacientesdo  grupo controle  e  6,3%  não  faz  uso  de  tabaco,  enquanto  que  100%  do  grupo  intervenção  não consomem nenhum tipo de bebida alcóolica e não faz uso de tabaco. Neste estudo, 93,75% dos participantes  do  grupo  controle  e  81,25%  do  grupo  intervenção  fazem  uso  de  dois  ou  mais medicamentos e 100% dos participantes utilizam pelo menos um anti-hipertensivo. Apesar disso, 68,75% do   grupo   controle   e   intervenção   que   utilizam   ao   menos   um   anti-hipertensivo apresentaram  a  PA  descontrolada  na  linha  de  base.  A  associação  observada  de  dois  ou  mais medicamentos  é  comum  e  frequente,  principalmente  em  pacientes  idosos.  No  entanto,  regimes terapêuticos    complexos    podem    levar    à    não    adesão    dos    pacientes    ao    tratamento, comprometendo  o  controle  da  HA,  dados  observados  na  linha  de  basena  qual  tanto  o  grupo controle quanto intervenção apresentaram nível significativamente baixo de adesão autorreferida ao  tratamento  anti-hipertensivo.  Pacientes  do  grupo  intervenção,  após  o  uso  do  aplicativo  de celular,  demonstraram  um  nível  significativamente  mais  elevado  de  adesão  autorreferida  ao tratamento  anti-hipertensivo  e  menores  valores  pressóricos  em  comparação  ao  grupo  controle. Conclusão: O aplicativo de celular pode ser utilizado como ferramenta na otimização da adesão terapêutica,  no  controleda  pressão  arterial  e  consequentemente  na  melhoria  da  qualidade  de vida de pacientes com Hipertensão Arterial.
131 Revisão  de  literatura  sobre  a  síndrome  do  ovário  policístico. , Santos RM, Álvares  ACM
A  síndrome  do  ovário  policístico  (SOP)  é  a  desordem  hormonal  na  qual  as  mulheres  na  idade  reprodutiva  e  mas comum  e  acomete  de  15  a  20%  das mulheres  com  infertilidade  .Esse  trabalho  de  revisão  bibliográfica  foi  realizado com o objetivo para identificar as principais causas da síndrome do ovário policístico. Esse trabalho e importante, pois SOP  não  possui  a  devida  divulgação  para  população,  sendo  que  essa  causa  diversos  transtornos  as  mulheres acometidas. Essa revisão foi realizado com artigos científicos recentes com cinco anos ou menos encontrado em site de  base  de  dados  do  Scielo,  Lilac.  Esse  trabalho  se  justifica  a  sua  realização,  pois,  a  SOP  não  possui  a  devida divulgação para população, sendo que essa causa diversa transtornos as mulheres acometidas.Descritores:Ovário policístico; Causas; Saúde da mulher; Tratamento; Diagnostico
132 Blog Informacional Unidade Básica de Saúde Guará II –Distrito Federa , Maria Eduarda Ducasble Martins, Letícia Gerlack Farias e Rosane Veiga Lopes
Introdução:   No   primeiro   semestre   de   2018,   as   Unidades   Básicas   de   Saúde   (UBS)   se encontravam   com   seus   sistemas   telefônicos   prejudicados,   portanto,   não   havia   meio   de comunicação  à  distância  entre  os  usuários  e  a  UBS.  Assim,  na  tentativa  de  suprir  essa necessidade  e  proporcionar  maior  comodidade  para  os  usuários,  os  quais  não  precisariamse deslocar  até  a  unidade  de  saúde  para  obter  informações  sobre  os  serviços  prestados  e medicamentos  disponibilizados  pelo  SUS  e  em  estoque  na  farmácia.  Nesse  contexto,  foi desenvolvido  o  Blog  da  Farmácia.  Objetivos:  Melhorar  os  canais  de  comunicação  com os usuários do SUS, a partir do desenvolvimento de uma ferramenta de fácil acesso e sem custos para  o  serviço  e  população,  no  sentido  de  fornecer  informações  relativas  aos  medicamentos,  à saúde  e  ao  SUS.  Métodos:  A  UBS  02  do  Guará  II  tem  uma  parceria  com  aUniversidade  de Brasília (UnB), acolhendo estagiários semestralmente. Em 2018, uma das estagiárias, percebeu que informações simples poderiam ser fornecidas por meio de uma ferramenta de fácil acesso e sem  custos,  o  que  acarretaria  em  melhora  no  fluxo  de comunicação,  redução  de  filas  na farmácia e satisfação dos usuários. Desta forma, foi elaborada uma ferramenta simples, um blog que   usuários   e   população   em   geral   pudessem   ter   acesso   aos   conteúdos   pertinentes. Resultados: Em Maio de 2018, o blog informacional da farmácia da Unidade Básica de Saúde 02 do Guará II entrou em vigor. Nele estão contidos os dados da UBS, como localização, horário de funcionamento  e  também  os  dias  e  horários  do  Programa  de  Práticas  Integrativas.  Os  dados gerais  são  atualizados  mensalmente  e  as  listas  do  estoque  da  farmácia –medicamentos disponíveis  ou  desabastecidos –sofrem  atualização  quase  em  tempo  real.  Por  fim,  houve  um aprimoramento  do  blog,  onde  foram  colocados  links  de  protocolos  clínicos,  informações  sobre campanhas   de   vacinação,   listas   de   medicamentos   padronizados   e   disponibilizados   pelo Secretaria  de  Saúde  do  DF  por  meio  do  SUS.  Após  10  meses  de  utilização  dessa  plataforma, foram  obtidas  mais  de  7.000  visualizações,  e  já  foi  divulgada  por  emissoras  de  televisão  e rádios. Conclusão:  A  experiência  da  criação  do  Blog  da  Farmácia  mostra  que  é  possível encontrar  oportunidades  de  melhorias  para  o  SUS,  por  meio  de  estratégias  relativamente simples e sem acarretar custos para o sistema e para a população. Ademais, observa-se que aparceria  entre  ensino  e  serviço  é  valiosa  na  elaboração  de  soluções  inteligentes  para  superar problemas  nos  processos  de  trabalho,  proporcionando  assim  melhor  qualidade  dos  serviços prestados para a população e maior engajamento dos atores envolvidos
133 A Importância da Atenção Farmacêutica na Prevenção de Problemas de Saúde , Danubia Pereira Honório Santana, Janaína de Castro Ferrão Taveira, Anna Maly de Leão e Neves Eduardo
A  Atenção  Farmacêutica  consiste  em  um  conjunto  de  práticas  de  atividades específicas  desenvolvidas  pelo  farmacêutico  no  contexto  da  Assistência  Farmacêutica.  Essa prática tem como foco central o paciente, a educação em saúde, a orientação farmacêutica e o registro sistemático de atividades a fim de buscar e obter resultados definidos e mensuráveis da resposta  satisfatória  ao  tratamento  medicamentoso  com  o  objetivo  de  aumentar  seus  efeitos  e identificar Problemas Relacionados a Medicamentos. A Atenção Farmacêutica surgiu na metade da década de 1980 nos Estados Unidos como uma nova proposta de prática profissional da qual gerou uma verdadeira reflexão acerca do exercício profissional farmacêutico.Com a expressão pharmaceutical care, HEPLER & STRAND (1999) definiram a Atenção Farmacêutica como: “... a provisão  responsável  da  farmacoterapia,  de  maneira  a  alcançar  resultados  que  melhorem  a qualidade de vida do paciente”.Sendo assim, a Atenção Farmacêutica traz em si o conceito de que o bem-estar do paciente é o elemento fundamental das ações do farmacêutico em conjunto com a equipe de saúde e aos dos membros da comunidade para promover a saúde. Entretanto, apesar  do  sabido  benefício  da  Atenção  Farmacêutica,  ela  enfrenta  empecilhos  para  ser implantada.
134 Prevenção,  assistência  e  apoio  familiar  na  reabilitação  dos  pacientes portadores de acidente vascular cerebral , GonzagaF, Santos  WL.
O  Acidente  Vascular  Cerebral  (AVC)  é  definido  como  a  interrupção  do  fluxo  sanguíneo,  em determinada  região  do cérebro,  resultando  uma  súbita  lesão  da  mesma,  ocasionando  determinados  sintomas  que  caracterizam  o  AVC.  O objetivo desse artigo é avaliar o papel da equipe, do município e da família na reabilitação do paciente com Acidente Vascular Cerebral. Estudo de campo. Os cenários do estudo foram CAIS, Upa e UBS do Município de Valparaíso. Os dados  analisados  se  referem  a  17  enfermeiros  e  31  familiares  de  pacientes  com  AVC.Pelos  resultados  encontrados observa-se  que  a  maioria  dos  familiares  nãorecebem  capacitação  para  cuidar  dos  familiares,  o  fator  de  risco  mais importante  para  o  AVC,  foi  a  hipertensão,  a  prevenção  é feita  com  controle  da  pressão  arterial,  a  assistência  é feita por meio de visita domiciliar. Com relação à pesquisa com os enfermeiros, uma parcela considerável relatou que não receberam cursos de capacitação para cuidar do paciente com AVC, e que o município não fornece esses cursos. E definiram  o  atendimento  de  enfermagem  para  o  paciente  com  AVC  como  fundamental.  Os  profissionais de  saúde também relataram que são necessários mais cursos de capacitação para melhor assistência do paciente com AVC. As principais dificuldades enfrentadas pela família em casa, ao cuidar do paciente foi a falta de colaboração dos demais membros da família. Conclui-se que os familiares necessitam de mais apoio por parte da enfermagem e dos demais familiares, e o município precisa investir em mais capacitação para esses profissionais que atuam como orientadores e essenciais no cuidado.Descritores:Prevenção;AVC;Apoio familiar.
135 A  relevância  do  enfermeiro  assistencial  na  prevenção  primária  de TEVno plano terapêutico , Pedroso CRMT, Andrade  EGS
A constatação da importância do profissional enfermeiro na prática assistencial com relação à prevenção primária do (TEV).  O  tromboembolismo  venoso  (TEV)  é  a  principal  causa  evitável  de  óbito  hospitalar.  A  Trombose  Venosa Profunda  (TEP)  é  um  grave problemade  saúde  pública  seja  pela  grande  ocorrência  nos  leitos  hospitalares,  ou  por suas complicações. O papel fundamental da enfermagem no período hospitalar envolve a promoção, manutenção e a recuperação da saúde do paciente. É relevante que o enfermeiro tenha o domínio necessário para avaliar, identificar a probabilidade  de  ocorrer  umaTrombose  Venosa  Profunda  (TVP).  A  justificativa  se  dar  no  sentido  de  mostrar claramente  as  condutas  de  Enfermagem,  que  sejam  ancoradas  no  planejamento,  execução  e  avaliação  do  cuidado aos  casos  de  TVP.  Pela  importância  do  profissional  enfermeiro  na  prática  assistencial  com  relação  à  prevenção primária a trombo profilaxia em pacientes clínicos e cirúrgicos hospitalizados, e com a falta dessa estratificação, o seu impacto é relevante gerando indicadores pertinentes e tem como objetivo padronizar métodos de avaliação de risco e profilaxiaadequada,  afim  de  garantir a  qualidade  e  segurança  dos  pacientes  em  risco  de  desenvolver  esta enfermidade.Descritores:Trombo Profilaxia Venoso (TEV);Enfermeiro;Saúde Pública
136 A  abordagem fisioterapêutica na  marcha  da doença machado joseph , Souza  FJ, Alvim  HGO, Marreiro JS,  Miguel  MMMC
A Doença Machado Joseph do tipo III, é uma doença autossômica dominante de caratér degenerativo, que acomete o cerebelo de forma lenta e progressiva. O estudo é um relato de experiência envolvendo duas pacientes irmãs, do sexo feminino,  de  55  e  64  anos  de  idade,  sendo  que  a  irmã  de  55  anos  apresenta  os  sintomas  da  doença  há  10  anos, enquanto  a  de  64  anos  apresenta  há  21  anos.  As  pacientes  são  de  um  município  do  entorno  de  Brasília  e  foram acompanhadas  em  domicílio  e  submetidas  a  um  procolo  fisioterapêutico.  Na  avaliação  cinético  funcional  inicial  foi constatado  prejuízo  do  equilíbrio  (sendo  relatado  quedas  ao  levantar  da  cama  e  caminhar),  marcha  do  tipo  ebriosa (com  auxílio  da  muleta  e  bengala).  Objetivando  avaliar  a  evolução  da  marcha  e  do  equilíbrio  após  a  intervenção fisioterapêutica.Em 6 meses de tratamento fisioterapêutico observou-se uma discreta melhora do padrão da marcha e do equilíbrio com redução do número de quedas.Descritores:Fisioterapia; Marcha; Doença Machado Joseph
137 Indicadores de desempenho logístico em farmácia hospitalar: uma revisão da literatura , José de Alsimir Gomes Júnior
Os indicadores de performance ou indicadores de qualidade são ferramentas importantes para o gerenciamento  das  instituições,  estes  indicadores  contêm  informações  de  como  os  processos estão   se   desenvolvendo   através   de   informações   métricas   objetivas.   Transmitindo   assim informações   mais   claras   e   compreensivas   sobre   o   processo   e   como   este   está   sendo desempenhado.  Os  indicadores  são  partes  de  ferramentas  para  gestão  de  qualidade,  onde podem  ser  aplicados  principalmente  em  fluxos  onde  temos  entradas  e  saídas  de  produtos  ou informações, componentes ou partes que interagem entre si organizadamente, por exemplo em uma  farmácia  hospitalar  onde  pode  ser  avaliado  esse  fluxo  de  forma  a  ser  calculado  para procurar pontos de melhoria ou desempenho da instituição. Visto a importância dos indicadores de gestão da qualidade este trabalho irá revisar e agrupar os principais indicadores utilizados na parte logística das farmácias hospitalares. Será feito uma revisão da atual literatura pesquisando nos seguintes bancos de dados mais importantes em saúde: lilacs, Scielo, medline, cochrane e web of science. Outras fontes de dados utilizados serão publicações dos conselhos de farmácia, boletins  e  livros  sobre  a  área,  que  são  de  igual  importância  científica,  serão  aceitos  textos  em língua  portuguesa,  inglesa  e  espanhola.No  total  foram  agrupados  23  indicadores  de  diversos estudos,  considerando  as  necessidades  uma  farmácia  hospitalar  temos  que  definir  quais aspectos dessa gestão terão um peso maior no planejamento e um maior impacto nessa gestão. Podemos  dividir  os  indicadores  pesquisados  em  3  camadas,  onde  estão  em  ordem  de criticidade, onde o não acompanhamento ou  desse indicador configura prejuízos financeiros ou riscos  para  o  paciente.  Camada  1:  acurácia  do  estoque,  taxa  de  medicamentos/materiais  em falta,  compras  de  urgência,  valor  de  produtos  perdidos  por  vencimentos;  Camada  2:  índice  de medicamentos  não  padrões  prescritos,  %  de  adesão  a  padronização,  %  de  erro  na  nota  fiscal por fornecedor, taxa de entregas fora do prazo, estoque médio, giro do estoque, qualidade das entregas  e  conformidade  de  atendimento,  número  de  itens  dispensados,  conformidade  de atendimento,  índice  de  devolução  e  %  de  erros  de  dispensação;  Camada  3:  número  de horas/homens  treinados,  treinamentos  técnicos  realizados,  pontualidade,  tempo  médio  de atendimento,  flexibilidade,  tempo  de  inventário,  custo  de  pedido,  custo  de  manutenção  do estoque e retorno sobre o investimento. Pode ser revisado todos os indicadores encontrados em trabalhos  públicos  dos  últimos  anos. O  rastreamento  e  a  gestão  destes  indicadores  é  uma  das grandes  ferramentas  da  qualidade  que  um  gestor  da  parte  de  logística  da  área  hospitalar  pode trabalhar
138 Relação entre cortisol eestresse: análise de atividades diárias em profissões , Israel Vieira dos Santos, Josivan Costa Lopes Ribeiro, Karoline Vieira de Lima, Amanda Feitosa da Costa, Alice da Cunha Morales Álvares
Estresse   é,   por   definição,   o   estado   físico   e   psicológico   após   agressões   que   abalam emocionalmente  um  indivíduo,  diminuindo  a  homeostase  e  elevando  a  tensão,  aumenta  da secreção  de  adrenalina  no  organismo [1].De  acordo  com  Sarid  (2004)  a  vida  acadêmica proporciona aos estudantes o aumento do estresse devido à carga de atividades passado para os  alunos,  sobretudo  para  estudantes  de  cursos  de  saúde  como  farmácia,  (desde  o  primeiro semestre).  O  estresse  faz  com  que  alguns  estudantes  desenvolvam  angustia,  tensão,  medo  e ansiedade [2].  Eventos  estressantes  aumentam  o  cortisol  na  corrente  sanguinea  que  dimuini  a resposta   imune   e   de   maneira   cronica   pode-se   desenvolver   doenças   imunológicas   [3]. Demonstrar   concentração   de   cortisol   salivar,   mediante   estudos   realizadoscom   atletas, profissionais  de  saúde  e  grupos  de  pessoas  submetidas  ao  exame  antes,  durante  e  após  uma carga  de  estresse  diário,  em  atividades  cotidianas.  Para  identificar  as  alterações  de  corticoides presentes nos indivíduos foi realizado um ensaio de detecção de cortisol salivar, que, devido ao custo-benefício  e  procedimento  não  invasivo.  Visto  que  há  ligação  direta  entre  o  estresse  e  o cortisol, [4] que pode ser utilizado como biomarcadores para índices de estresse[3-5]. O teste de detecção  de  cortisol salivar  é  feito  por  meio  do  emprego  de  radioimunoensaio  (RIE),  similar  ao teste  de  Enzyme  Linked  Immunosorbent  Assay.  (ELISA)  [6].  Em  estudos  realizados  por  Keller (2006),  foram  analisados  os  níveis  de  cortisol  salivar  de  dezessete  lutadores  olímpicos  pré e após lutas. E obteve-se um aumento substancial da concentração de cortisol salivar, chegando a dobrar de valor quando comparado o cortisol em repouso com o cortisol pós luta [7]. De acordo com  os  resultados  encontrado,  é  observado  a  correlação  direta  do aumento  de  cortisol  em profissões  estressantes,  e  como  pode  afetar  a  saúde  desses  profissionais,  desde  de  lutadores até estudantes
139 Assistência  de  enfermagem  ao  paciente  idoso  com  alzheimer , Soares  LD, Andrade EGS
A  doença  de  Alzheimer  (DA)  caracteriza-se  por  quadro  demencial  progressivo  com  comprometimento  inicial  da memória para fatos recentes.Devido o Alzheimer ser uma doença que afeta a qualidade de vida do paciente idoso, se faz  necessário  um  estudo  para  avaliar  como  está  a  assistência  de  enfermagem  a  esses  pacientes,  visando  buscar aprimoramentos e melhorar a qualidade de assistência.Sabendo que a doença de Alzheimer é um evento que provoca dependência à medida que compromete as funções cognitivas e motoras do idoso portador, entendemos que existe a necessidade de o enfermeiro compreender as fases do processo degenerativo provocado pela doença, como também adquirir mais conhecimento/informação para poder prestar uma assistência de qualidade para o idoso e familiares que estão  envolvidos  no  cuidado.  Realizou-se  neste  estudo  uma  pesquisa  descritiva.  A  coleta  de  dados  foi  realizada através  de  acesso  a  bancos  de  dados  como  virtualBIREME  e  BVS,  nos  bancos  de  dados  SCIELO,  PUBMED  e LILACS.  A  coleta  de  dados  foi  realizada  em  outubro  e  novembro  de  2017.  A  pesquisa  tem  como  objetivobuscar aprimoramentos e melhorar a qualidade de assistência ao paciente com Alzheimer.Descritores:Doença de Alzheimer;Enfermagem;Qualidade de vida e Tratamento
140 Atenção farmacêutica em drogarias: cuidados com a saúde do homem , Jose Nilton de Morais Silva, Vando Nunes de Souza, Evaldo Nunes de Souza, Aline Palma Santos
Introdução: A atenção farmacêutica compreende ações de interação direta do farmacêutico com o usuário, visando dentre outras ações de saúde, o uso racional de medicamentos e a qualidade de vida. A saúde do homem no contexto de saúde brasileiro encara desafios devido a diversos fatores  como  horário  de  trabalho  excessiva,  vergonha,  falta  de  reconhecer  de  enfermidade, invisibilidade da figura masculina nos serviços de saúde e falta de políticas públicas voltadas aos homens, esses fatores expressam a resistência por parte dos homens em procurar atendimento na  atenção  básica  de  saúde.  O  papel  do  farmacêutico  em  drogarias,  devido  ao  contato  direto facilita  a  comunicação  preventiva,  colaborando  também  com  a  adesão  e  o  uso  correto  de medicamentos, falando de possíveis efeitos colaterais e a importância da adesão ao tratamento, colaborando assim também com os demais profissionais de saúde, principalmente prescritores. Objetivos: Este estudo objetivou compreender os desafios da população masculina adulta para a baixa  procura  do  serviço  de  saúde  e  analisar  a  contribuição  da  atenção  farmacêutica  em drogarias para promoção da saúde do homem. Métodos: Revisão narrativa da literatura, através de uma pesquisa bibliográfica que busca responder a seguinte questão norteadora da pesquisa: quais principais fatores para o cuidado da saúde do homem e como o farmacêutico pode ajudar? Utilizou-se  como  base  de  dados,  literaturas  portuguesas  e  inglesas  publicadas  entre  1998  e 2018 nas bases de dados PubMed, LILACS e SciELO. Resultados: Aestruturação do serviço de saúde  não  tem  como  característica  um  local  acolhedor,  principalmente  para  homens  visto  que muitos   demonstram   constrangimento,   impaciência   e   ansiedade.   A   busca   do   homem   por resoluções  rápidas  através  de  medicamentos  aproxima-o  das  drogarias.  Nesse  contexto  a orientação  associado  ao  medicamento,  ou  até  mesmo  a  informação  pelo  farmacêutico,  abre-se espaço para o surgimento de outras questões relacionadas a saúde. As necessidades de saúde dos homens estão pautadas por questões como otrabalho, a sexualidade, a estrutura corporal, a vida   comunitária,   as   relações   familiares,   entre   outras   as   necessidades   de   saúde   das masculinidades  e  suas  particularidades  que  não  são  acolhidas  integralmente  nas  práticas  de cuidado  dos  serviços  de  saúde. Conclusão:  O  farmacêutico  como  profissional  de  saúde  pode aproveitar do contato direto em drogarias com os homens para orientar homens da importância do  cuidado  com  a  saúde.  A  empatia  no  cuidado  é  fundamental  e  as  estratégias  podem  variar desde  campanhas, folders,  palestras  até  consultas  farmacêuticas.  Contudo,  outros  estudos ainda são necessários para elaborar individualmente cada estratégia para saúde do homem
141 O Ressurgimento do Chá de Kombucha , Bruschi JS, Sousa RCS,Modesto KR
Trata-se de artigo de revisão sistemática, o qual foi fundamentado em pesquisas bibliográficas, cujo objetivo é mostrar estudos a respeito do consumo do chá de Kombucha na alimentação humana, presentes em revistas brasileiras e estrangeiras, ressaltando seus benefícios. A busca foi realizada por meio das palavras chaves: Kombucha; Probiótico; Saúde. A produção encontrada foi analisada conforme os seguintes parâmetros: autores, objetivos, tipo de estudo e principais  achados.  Verificou-se  que  a  vida  moderna  tem  levado  o  ser  humano  a  procurar  um  estilo  de  vida  mais saudável,  buscando  alimentos funcionais  como  o  chá  de  Kombucha,  que  é  uma  bebida  fermentada  refrescante  e agridoce  preparada  geralmente  com  chá  preto  açucarado.    Quanto  ao  tipo  de  estudo,  verificou-se  que  a  revisão sistemática  corresponde  a  14,28%,  enquanto  a  pesquisa  empírica  corresponde  a  85,72%.    O  estudo  chegou  a algumas considerações: a manipulação das comunidades microbianas do intestino poderia ser mais uma abordagem no tratamento da obesidade;os probióticos são muito importantes para a saúde do nosso organismo; o Kombucha pode ser usado para prevenir infecções malasseziais e outras doenças do trato gastrointestinal.Descritores:Kombucha; Probiótico; Saúde
142 Mapa fitometabólico das Vias Primárias e Secundárias , André Luís Garcia deSousa, Esaú Rodrigues dosSantos, Felipe Alves deSousa, Jéssica TeixeiraRicco, Alice da Cunha Morales Álvares
O  metabolismo  vegetal  é  um  processo  complexo  por  apresentar  uma  variedade  de  vias biossintéticas  a  partir  do  metabolismo  basal  e  especial.  O  metabolismo  primário,  ou  basal, distribuído  universalmente  entre  os  vegetais  é  essencial  para  a  sobrevivência  das  diferentes espécies.  O  metabolismo  especial  é  restrito  às  espécies  e  origina  produtos  secundários  como compostos  fenólicos,  terpênicos  e  alcaloides  que  apresentam  ações  terapêuticas  já  bem definidas.    A    literatura    disponibiliza    vasta    informação    das    propriedades    estruturais, farmacológicas,  toxicológicas  e  formas  de  extração  de  cada  metabólito  secundário,  além  das vias biossintéticas das quais se originam. Essas vias específicas estão expostas na literatura de forma  dispersa  sendo  apresentadas  isoladamente  pormeio  de  gravuras  citadas  em  capítulos. Isso  dificulta  a  visualização  completa  do  metabolismo  vegetal  induzindo  o  aprendizado  em blocos.  Uma  hipótese  para  favorecer  a  visualização  geral  e  viabilizar  a  compreensão  sobre  o metabolismo secundário dos vegetaisdada sua abrangência e aplicação no desenvolvimento de fitoterápicos,  é  a  esquematização  de  todas  as  vias  interligadas  em  uma  só  ilustração.  Sendo assim, o objetivo desse trabalho foi elaborar um material didático e consultivo destacando a vias biossíntese dos metabólitos de interesse terapêutico. Uma pesquisa exaustiva utilizando livros e artigos  científicos  foi  realizada  para  conectar  as  vias  de  maneira  organizada  e  de  fácil compreensão.  O  resultado  de  toda  a  pesquisa  foi  a  construção  do  Mapa  Fitometabólico  com destaque nos metabólitos secundários e seus precursores. Por meio da pesquisa, foi observado que  para  todas  as  vias  biossintéticas,  o  precursor  comum  a  todos  é  a  glicose  além  da semelhança  entre  o  Ciclo  de  Krebs  dos  animais  e  vegetais.  Essa  pesquisa  evidenciou  a escassez  de  ferramentas  de  estudo  que  proporcione  agilidade  e  facilidade  na  identificação  do metabolismo das plantas.
143 Uso de Radiofármacos em Metástases de Carcinoma de Próstata , Cecília Paula da Cruz, Samyres de Nardo da Silva, Clezio Rodrigues de Carvalho Abreu, Alice da Cunha Morales Álvares, José de Souza Soares
Radiofármacos  são  constituídos  de  radionuclídeos  e  são  atribuídos  na  medicina nuclear  com  aplicabilidade  para  diagnósticos  e tratamento  de  diversas  doenças.  Sua  estrutura compõe-se de um radionucleotídeo emitente de elementos ionizantes, tais como, partículas alfas (α),  beta  (β)  e  gama  (γ),  seu  desempenho  consiste  no  sítio  seletivo  do  tecido.  A  metástase  de carcinoma  de  próstataé  a  segunda  maior  causa  de  óbitos  por  processo  maligno  na  população masculina. Objetivo: Descrever sobre o emprego dos radiofármacos, bem como seus efeitos em metástase  por  carcinoma  de  próstata.  Método:  Este  trabalho  é  uma  pesquisa  de  natureza qualitativa  descritiva,  com  base  em  publicações  dos  últimos  5  anos  obtidas  nas  Revista  HUPE, Revista  Brasileira  de  Ciências  Farmacêuticas,  Rev.  Bras.  Oncologia  Clínica,  e  base  de  dados Scielo.  Resultado:  O  emprego  de  radiofármacos  aplicado  no  cenário  de  metástase  é uma escolha para terapia de pacientes com câncer de próstata. Um exemplo de uso, é o samário-153 que  emite  partículas  betas,  as  quais  desenvolvem  rendimento  positivo  na  contenção  de  dor  de origem  óssea,  entretanto  sem  provento  de  sobrevida,  subsequente,  rádio-223,  um  emitente  de partículas alfa, dispõe efeitos favoráveis no tratamento de metástases de carcinomas. Pesquisas foram  instituídas  para  explicação  do  coeficiente  de  conservação  e  supervivência  de  células LNCap  PC3,  com  radiofármacos  223Ra  em  doses  de  até  10  mGy,  em  seguida,  sucederam testes  de  absorção,  internalização  e  retenção  destes  fármacos,  nas  linhas  celulares  de  CaP  e OS,  de  maneira  a  classificar  e  analisar  a  cinética  dos  radiofármacos,  o  mesmo  comprovou  ser integrado,  internalizado  e  recluso até  mesmo  a  área  do  núcleo  celular.  Conclusão:  A  aplicação de  radiofármacos,  como  o  223Ra,  no  tratamento  de  pacientes  de  carcinomas  de  próstata  é oportuno e vantajoso, contudo, sobrevém impactos de efeitos adversos pertinente e vinculados à radiação na atuação na medula óssea
144 Revisão sobre Antiinflamatórios Não-Esteroidais: Ácido Acetilsalicílico ,  Lima AS, Alvim HGO.
Através  deste  estudo  é  possível  compreender  que  os  antiinflamatórios  não-esteróides  (AINES)  constituem  uma  das classes de fármacos mais difundidas em todo mundo, utilizados no tratamento da dor aguda ecrônica decorrente de processo   inflamatório.   Possuem   ação   antiinflamatória,   analgésica   e   antipirética   por   inibição   da   síntese   de prostaglandinas mediante ao bloqueio da ciclooxigenase1 (COX-1) e ciclooxigenase2 (COX-2), criando subgrupos de AINE  seletivose  não-seletivos  para COX-2. Contudo,  as  cicloxigenases  expressam  ações  distintas.  As  propriedades farmacológicas  dos  AINES  são  derivadas  principalmente  da  ação  inibitória  sobre  a  COX-2,  enquanto  as  reações adversas  são  resultantes  da  inibição  da  COX-1.  São  múltiplos  os  riscos  evidenciados  na  utilização  exacerbada  de AINE: riscos renais, hepáticos, cardiovasculares e trombóticos, gastrintestinais, reações cutâneas. Este artigo tem por objetivo  descrever  a  categoria  terapêutica  dos  AINEs,  ao  demonstrar  suas propriedades  farmacológicas,  indicações clínicas  e  reações  adversas;  relacionar  os  riscos  mais  frequentes  associados  ao  seu  uso  recorrente  e  irracional  e ressaltar a importância da assistência farmacêutica na seleção e seguimento da terapia. O ácido acetilsalicílico é um dos AINES mais vendidos em todo o mundo, tem venda livre, tem ação farmacológica analgésica, anti-inflamatória, é usado no tratamento de dores leves e moderadas, para febre, artrites, seu uso exagerado pode causar principalmente lesão gástrica.Descritores:Antiinflamatórios Não-esteróides;Ciclooxigenase;Inflamação;ASS (ácido acetilsalicílico)
145 Análise da Atividade Antifúngica do Barbatimão (Stryphnodendron adstringens) in vitro contra Cryptococcus neoformans , Agripina Muniz Leite Esper, Maykene Soares Torres, Mayara Pereira da Costa, Eloísa Elena Cangiani, José de Souza Soares
Os   microorganismos   tem   apresentado   nas   últimas   décadas,   uma   crescente aquisição  de  resistência  aos  antimicrobiano  alopáticos,  o  que  tem  despertado  estudos  com compostos  vegetais  a  procura  de  alternativas  ao  tratamento,  além  de  redução  dos  efeitos adversos e dos custos. O extrato hidroalcóolico do Stryphnodendron adstringens (Barbatimão) é um  composto  fitoterápico  com  inúmeras  propriedades  medicinais,  como  ações  cicratizantes, antiinflamatórias,  hemostáticas,  anti-edematogênica,  anti-séptica  e  anti-diarréica,  e  seu  uso também  é  empregado  na  medicina  popular  contra  diferentes  tipos  de  infecções.  Objetivos: Verificar  a  capacidade  antimicrobiana  (fungicida  e  fungistático)  in  vitro  através  da  atividade inibitória   mínima   (CIM)   e   concentração   fungicida mínima   (CFM)de  extrato  hidro  alcóolico  do Stryphnodendron   adstringens   contra   cepas   de   Cryptococcus   neoformans,   em   diferentes concentrações.  Metodologia:  Este  trabalho  é  um  estudo  experimental,  qualitativo  e  quantitativo, realizado nos laboratórios do Centro Universitário do Planalto Central -Uniplan. Foram utilizados métodos experimentais na determinação da CIM, através da técnica de microdiluição; e da determinação da CFM, através do método de difusão em ágar sabouroud dextrose frente às cepas de C. neoformans. Resultados:  Nas  análises  in  vitro  em  àga  sabouroud  destrosado  o  extrato  hidro  alcóolico aapresentouCIM  variando  de  60μg/mL  a  80  μg/mL  e  a  CFM  variou  de  40μg/mL  a  200μg/mL. Conclusão:  Extrato  de  hidro  alcóolico  de  Stryphnodendron  adstringens,  apresentou  atividade inibitória  moderada  in  vitro  contra  de  cepas  de  Cryptococcus  neoformans,  indicando  um potencial antifúngico, possivelmente devido aos seus compostos fenólicos, taninos e flavonoides. Os  resultados  preliminares  apontam  potencial  antifúngico,necessitando  de  mais  estudos  que comprovem   sua   eficácia,   em   concentrações   superiores   ou   em   combinação   com   outras substâncias.
146 Fatores  que  interferem  na  prevenção  do  câncer  de  próstata  e  o  papel  da enfermagem: revisão literária. , Coelho  MO,  Silva  JB
A presente pesquisa tem o objetivo de avaliar os fatores que interferem na prevenção dessa neoplasia e o papel da  enfermagem  nesse  processo, propondo  medidas  para  uma  melhor  avaliação  desse  contexto por  parte  dos profissionais de saúde. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com caráter descritivo do tipo revisão de literatura realizada  em  maio  de  2018,  onde  utilizou-se  12  artigos  científicos  postados  em  base  de  dados  (Medline, Scielo,Biblioteca Virtual de Saúde) publicados nos anos de 2013 a 2018 que tinham as palavras chave: câncer de próstata, saúde do homem, toque retal, enfermagem. Foram excluídos artigos publicados em anos anteriores ao período estabelecido, que não se relacionavam à temática de saúde do homem ou incompletos. Os principais fatores  identificados  que  dificultam  a  prevenção  foram  o  medo  da  dor,  constrangimento,  fatores  culturais, dificuldade de acesso aos serviços de saúde, falta de informação e de conhecimento sobre o assunto. O papel da enfermagem identificado nesse contexto é de adotar medidas de educação em saúde (campanhas, palestras, divulgação),  ter  capacitação  para  atender  essa  população  de  maneira  integral  e  humanizada,  desmistificar medos e preconceitos e tornar acessível o atendimento. Conclui-se que muitas coisas precisam ser aprimoradas para  um  atendimento  integral  à  saúde  do  homem,  e  para  isso  os  profissionais  de  saúde  devem  trabalhar  de maneira articulada e sistemática a fim de mudar essa realidade.Descritores:Câncer de próstata;Saúde do homem;Toque retal;Enfermagem.
147 Epidemiologia de micoses superficiais no Distrito Federal , Ana Paula Carvalho de Araujo, Amabel Fernades Correia, Zita Dinis Lopes da Silva, Yanna Karla de Medeiros Nóbrega
As micoses superficiais são infecções fúngicas causadas por fungos filamentosos ou leveduriformes,  que  acometem  principalmente  tecidos  queratinizados,  como  pele,  unhas  e cabelos  ou  pelos,  causando  as  chamadas  onicomicoses,  dermatomicoses  e  dermatofitoses. Estudos  de  prevalência  possuem  grande  relevância  por  permitirem  identificar  com  precisão  os principais   agentes   etiológicos   envolvidos   nas   infecções   fúngicas   superficiais   em   uma determinada  região.  Objetivo:  Esta  pesquisa  teve  como  objetivo  avaliar  as  características epidemiológicas  das  micoses  superficiais  no  Distrito  Federal  no  ano  de  2017.  Métodos: O presente  estudo  compilou  resultados  de  exames  micológicos  através  de  consulta  às  bases  de dados  LABTRAK®e  TRAKCARE®,  selecionando  todos  os  exames  realizados  no  Núcleo  de Micologia,  da  Gerência  de  Biologia  Médica  do  Laboratório  Central  de  Saúde  Pública  do  Distrito Federal  (NM/GBM/LACEN-DF),  no  período  de  dezembro  de  2016  a  dezembro  de  2017. Este estudo  transversal  incluiu  o diagnóstico micológico  que  consiste  em  cultura  e  exame  direto.  A cultura é realizada em meios específicos e o exame direto por meio de análise microscópica com KOH  a  40  %,  em  aumento  de  400X. Os  dados  coletados  foramintroduzidos  em  planilhas  de Excel  (Microsoft)  e  as  frequências  das  micoses  foram  consideradas  como  percentuais  de espécies  isoladas.  Resultados: No  presente  estudo  foram  utilizados 1606  exames  laboratoriais de  micoses,  destes,  1218  (69,6  %)  corresponderam  a  micoses  profundas,  enquanto  488  (30,4 %),  a  micoses  superficiais,  alvo  deste  estudo.  Uma  análise  preliminar  dos  488  exames micológicos  realizados  para  micoses  superficiais,  revelaram  um  perfil  mais  predominante  no sexo feminino (66 %), em pacientes com idade entre 41-70 anos, e os agentes etiológicos mais prevalentes  destas  infecções  foramCandida  albicans  (6,6  %),  Candida  parapsilosis  (32,2  %), Malassezia  spp.  (15,7  %),  e  Trichophyton  rubrum  (8,5  %),  sendo  Candida  parapsilosis  o  micro-organismo  mais  isolado  nos  materiais  biológicos  analisados,  principalmente  nas  onicomicoses evidenciando uma mudança perfil de espécie de Candida não-albicans mais prevalentes nestas infecções.   Conclusão:   Estudos   de   rastreio   epidemiológicos   com   resultados   fidedignos possibilitam às autoridades sanitárias e aos médicos desenvolverem alertas, bem como atenção a  novas  estratégias  de  tratamento  demonstrando  o  impacto  do  diagnóstico  laboratorial  na  vida dos pacientes
148 Academia  ao  ar  livre  como estratégia para a promoção de saúde da população da terceira idade , Ramalho  RC,  Santos  OP,  Paraízo  GBA,  Nunes  CA,  Moraes-Filho  IM
A velhice é uma etapa vital que, atualmente vem sendo prolongada, mas, as limitações interferem na qualidade de  vida  do  idoso  em  frente  a  alguns  desafios,  como  a  perda  progressiva  de  aptidões  físicas  e  capacidade funcional;  aumentando  o  risco  do  sedentarismo,  que  limita  a  capacidade  do  idoso  para  realizar,  com vigor,  as suas  atividades  do  cotidiano  e  colocam  em  maior  vulnerabilidade  a  sua  saúde  e  aptidão  física.  No  objetivo buscou-se compreender e analisar a contribuição das academias ao ar livre como estratégias para a promoção da saúde e qualidade de vida deusuários e para a população da terceira idade. Como método de estudo optou-se por pesquisa bibliográfica qualitativa de forma descritiva. Identificou-se que no sentido de uma “Promoção do Envelhecimento  Saudável”,  a  academia  ao  ar  livre  pode  contribuir  para  com  essas  mudanças  ajudando  a prevenir  doenças,  a  viver  com  qualidade,  manter  o  organismo  saudável  e  mais  jovem  do  que  aponta  a  idade cronológica, mesmo com a existência de algum problema de saúde.Descritores:Terceira Idade; Promoção da Saúde; Academia ao ar Livre; Exercícios Físicos
149 A relevância do docente na formação do enfermeiro. , Arantes  AA,  Santos-Neto  EC,  Camargo  LGA,Moraes-Filho  IM,  Santos  OP,Caetano  SRS
A educação atualmente é vista como instrumento responsável pela modificação do ser humano em sua maneira de  pensar  e  agir.  Diante  isto,  o  docente,  enquanto  educador  passa  a  ser  visto  como  o  responsável  pela formação do ser social e da identidade do indivíduo. A educação permanente faz com que o profissional busque conhecimentos  característicos  e  científicos  para  que  toda  dimensão  teórica  existente,  possa  ser  tecnicamente favorável ao benefício de uma assistência de qualidade e na formação de futuros profissionais promissores. O objetivo  geral  deste  estudo  é  o  de  compreender  a  relevância do  docente  na  formação do  enfermeiro,  além  de verificar os valores atribuídos pelos enfermeiros à função de educador e docente do profissional de enfermagem. Este trabalho consiste de um estudo exploratório e descritivo, realizado por meio de uma revisão de literatura. O mercado  de  trabalho  espera  que  o  enfermeiro,  seja ele  da  área  hospitalar  ou educacional,  tenha  competência para  trabalhar  nas  mais  amplas  magnitudes.  Assim  conclui-se  que  a  qualidade  do  ensino  esta  propondo desenvolvimentopanos e metas.Descritores:Enfermagem; Docente; Graduação; Formação
150 Qualidade  de  vida  dos  profissionais  de  enfermagem:  fatores  que influenciam a depressão no trabalho , Souza  DAL, Andrade EGS.
A  Depressão  é  considerada  um  dos  transtornos  mentais  mais  incapacitantes  no  mundo,  mais  de  350  milhões  de pessoas  convivem  com  a  depressão  em  suas  vidas,  no  ano  de  2016  foram  registrados  400 milhões  de  casos,  e  no Brasil  11 milhões  sendo  a  mulher  amais  atingida,  75000  pessoas  no  Brasil  foram  afastadas  dos  seus  trabalhos  em 2016. Este artigo descreve a qualidade de vida dos profissionais de enfermagem atuantes no Município de Valparaíso de Goiás A proposta deste artigo é alertar sobre a importância dos fatores que influenciam a depressão no ambiente de trabalho, bem como analisar o perfil de saúde dos enfermeiros que trabalham na Atenção Básica do Município de Valparaíso de Goiás. Este estudo é de caráter analítico com abordagem quantitativa, sendo realizada coleta de dados através  de  pesquisa  mediante  questionário  respondido  pelos  profissionais  de  enfermagem  através  dos  postos  de saúde do Município de Valparaíso de Goiás. Os resultados não foram suficientes para confirmar a hipótese de índice de depressão no trabalho, mesmo este de dupla jornada de trabalho ou não. Descritores:Depressão;Estresse;Qualidade de vida
151  Indicadores de risco para o parto prematuro , Espíndola JF, Andrade EGS
A   prematuridade  representa  um  dos  maiores  desafios  da  obstetrícia  moderna,  sendo  a  principal  causa  de morbimortalidade neonatal. Apesar dos avanços nas últimas décadas, sua incidência permanece inalterada no Brasil. Além disso, o diagnóstico do trabalho de parto prematuro pode, muitas vezes, ser um desafio: nem todas as pacientes com  contrações  antes  de  37  semanas  irão  evoluir  para  um  parto  prematuro.  A  fim  de  tornar  esse  diagnóstico  mais preciso  e  elucidar  para  os  obstetras  quais  são  as  pacientes  que  realmente  apresentam  um  risco  maior  para prematuridade, muitos autores têm pesquisado marcadores capazes de predizer tal risco. Com o objetivo de diminuir a incidência  dos  partos  prematuros,  atualmente  buscam-se  estratégias  capazes  de  prevenir  o  parto  prematuro.  A presente  pesquisa  discute  os  principais  preceptores  de  risco  e  métodos  de  prevenção.  A  pesquisa  justifica-se  que  a população estudada foi composta por gestantes que tiveram partos prematuros com média de 6,6%, sendo variáveis de estado para estado podendo atingir taxas de até 9% e com tendência a elevação em algumas metrópoles tende-se que  75%  dos  casos  o  parto  prematuro  é  espontâneo.  O  principal  objetivo  é  investigar  os  fatores  biológicos relacionados às intercorrências maternas na gravidez que podem desencadear o trabalho de parto prematuro.Descritores:Prematuridade;Diagnóstico;Prevenção
152 Reflexo do desmame precoce na saúde das crianças no município de Valparaíso de Goiás , Almada JNA, Fernandes LAF
Este artigo tem como objeto analisar se o desmame precoce influencia na saúde de crianças até 0 a 2 anos de idade. Através de um estudo descritivo, o quanto é importante o aleitamento materno na saúde da criança durante toda a sua infância. Refletir sobre o modo como as mães encaram esse período de extrema importância. A reflexão acerca dos benefícios  do  aleitamento,  tendo  como  plano  de  fundo  os  reflexos  na  saúde  da  criança.  Na  sociedade  atual  as mulheres  estão  se  tornando  muitas  vezes  responsáveis  pelo  sustento  da  família,  assim  desmamando  de  forma precoce  seus  filhos,  pois  necessitam  trabalhar,  outro  fator  influente  nesse  cenário  é  a  alfabetização  da  mãe.  O enfermeiro deve visar o cliente de um modo holístico, buscando entender tudo acerca da vida da cliente e mostrando a melhor forma de amamentar seus filhos, mesmo com todos os compromissos. Portanto, o prazer pela amamentação e o conhecimento dos benefícios da mesma é a chave para que não ocorra o desmame precoce, o conhecimento do enfermeiro  sobre  esses benefícios  é  essencial,  pois  assim  ele  deixará  a  mulher  ciente  da  importância  da amamentação na saúde da criança.Descritores:Aleitamento; Crianças; Desmame
153 Levantamento epidemiológico  dos  profissionais  de  fisioterapia  no  município  de Valparaíso de Goiás ,
Complicações  no  pós-operatório  de  cirurgia  cardíaca  pediátrica  são  freqüentes,  destacando-se  a  atelectasia  e  a pneumonia.  A  fisioterapia  contribui  significativamente  no  tratamento  destas  complicações.  Desta  forma,  este  estudo buscou descrever o perfil epidemiológico do município de Valparaíso de Goiás destacanto as patologias, as clínicas e os números de Fisioterapeutas.Descritores:Epidemiologia; Fisioterapia; Terapia Física
154 Oficina de fraldas-uma ação de responsabilidade social da faculdade de ciências e educação sena aires , Santos CCT,Miranda CSSP, Silva KJM
155 Esquizencefalia -relato de caso , Costa AS, Santos CCT, Costa LMS, Costa LLS, Ximenes MR, Silva PHG
A esquizencefalia é uma má formação congênita, que se define como uma fenda que atinge os hemisférios cerebrais que  se  estende  do  córtex  até  os  ventrículos  podendo  ser  unilateral  ou  bilateral,  envolvendo  principalmente  os lobos parietais  e  frontal.  Ela  é  caracterizada  pelo  um  distúrbio  da  migração  neuronal  e  a  espessura  da  matéria  cinzenta celular através da parede da fenda. E se classifica em dois tipos: tipo I –Lábios fechados, onde as bordas das fendas se aproximam e tipo II –Lábios abertos, estando preenchida pelo líquido cefalorraquidiano. Objetivo traçado mediante ao  estudo  de  caso  foi  descrever  um  caso  clínico  sobre  uma  paciente  portadora  da  doença  e  expor  uma  conduta  de tratamento  fisioterapêutico  realizado.  Trata-se  de  uma  paciente  de  1  ano  e  2  meses  com  esquizencefalia  de lábio aberto analisada na Clínica Escola –Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires situada em Valparaiso de Goiás no qual esteve subjugado a uma conduta de tratamento. Sendo assim uma doença grave, o diagnóstico necessita ser eficiente  para  que  a  intervenção  fisioterapêutica  seja  coerente  para  suprir  as  necessidades  encontras,  tais  como, contenção  do  paciente,  bem  estar,  funcionalidade  e  convívio  social  e  conduzindo  a  novos  estudos  pois  o  campo  de evidência encontra-se em minúcia sobre a doença.Descritores:Esquizencefalia; Malformação Congênitas; Fenda Cerebra
156 Assistência da enfermagem na trombose venosa profunda , Almeida ALB, AndradeEGS
A população brasileira não tem informações suficientes sobre trombose venosa profunda e desconhecem quais são os riscos  de  desenvolver  a  doença,  sintomas,  bem  como  suas consequênciase  formas  de  profilaxia.  Sendo  assim  o processo  de  enfermagem  é  imprescindível  para  a  boa  qualidade  na  assistência,  pois  seu  principal  objetivo,  além  de alcançar um bom prognóstico, é também a prevenção da doença. Este Artigo descreve a assistência da enfermagem na  trombose  venosa  profunda  no  Município  de  Valparaíso  de  Goiás.  A  proposta  deste  artigo  e  alertar  sobre  a importância  da  assistência  da  enfermagem  na  Trombose  Venosa  Profunda  bem  como  avaliar  criteriosamente  os riscos e benefícios dos métodos de tratamento. Este estudo e de caráter analítico com abordagem quantitativa, sendo realizada   coleta   de   dados   através   de   pesquisas   mediante   questionários   respondidos   pelos   profissionais   de enfermagem através dos Hospitais do Municipio de Valparaisode Goiás. Os resultados encontrados nessa pesquisa apontam  pouco  conhecimento  adquirido  por  parte  dos  profissionais  de  enfermagem  verificar  se  abandono  do tratamento  e  falta  de  seriedade  no  que  se  diz  respeito  há  extrema  relevância  da  Assistência  da  Enfermagem  a Trombose Venosa Profunda. Descritores:Assistência, Trombose Venosa Profunda, Enfermagem
157 Comunicação eficaz através da língua brasileira de sinais do profissional de enfermagem com os deficientes auditivos , Silva NGPS, AndradeEGS
Pessoas portadoras de deficiência auditiva podem enfrentar problemas concernentes à comunicação efetiva no atendimento   em   saúde.   Os   deficientes   auditivos   (DA)   no   Brasil   somam,   cerca   de   5,7   milhões.   Desses, aproximadamente   um   milhão   apresentam   surdez   severa1.   Embora   sejam   feitas   muitas   pesquisas   sobre   a comunicação  não-verbal,  é  escassa  a  literatura  existente  a  respeito  da  comunicação  de  profissionais  de  saúde  com populações surdas. O presente estudo se justifica pela lacuna de investigações relacionadas com as dificuldades do surdo para acessar os serviços de saúde devido às barreiras da comunicação. Sendo a comunicação primordial para que se efetive um atendimento de qualidade, afim de que restaure a cura ao doente. Os profissionais de enfermagem devem estar qualificados para humanizar seus serviços à essa comunidade. O objetivo desta pesquisa foi investigar como ocorre a comunicação entre enfermeiros e os deficientes auditivos do município de Valparaiso de Goiás. Trata-se   de   um   estudo   transversal   quanti-qualitativa   nos   hospitais   e   ESFs.   Observou-se   que   os   profissionais   de enfermagem  necessitam  ainda  de  uma  maior  conscientização  e  capacitação  do  processo  de  inclusão  das  pessoas surdas.Descritores:Deficiência auditiva; comunicação; enfermagem
158 Atitudes dos pacientes com diabetes tipo 2 no município de valparaíso de goiás , Lima  ES, AndradeEGS
O diabetes faz parte de um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia, decorrente de defeitos na secreção de insulina e / ou em sua ação. A hiperglicemia se manifesta por sintomas como poliúria; aumento do volume normal da urina; polidipsia sede excessiva; polifagia apetite exagerado. Como complicações tanto agudas como crônicas originadas pelo diabetes, estão relacionadas a fatores condicionantes que advêm do próprio estilo de vida do portador, ou seja, como ele faz o controle dos níveis glicêmicos através do seu tratamento. Nesse estudo de campo descritivo transversal e com abordagem quantitativa, foram pesquisados ​​25 portadores de Diabetes tipo 2 que utilizam o serviço de saúde do Município de Valparaíso de Goiás. Uma pesquisa irá ajudar na avaliação de diabetes em pacientes no município e conhecer a maneira mais abrangente, quais são os fatores de risco associados, a qualidade de vida dessas pessoas com um fim de proporção como as medidas e os cuidados necessários para melhorar sua qualidade de vida. O objetivo foi analisar as atitudes dos pacientes diabéticos diante dos cuidados que devem ter. Para a realização deste estudo ou projeto foi submetido ao comitê de ética e aprovado, todos os que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Obtém-se como resultado da população diabética de Valparaíso de Goiás, não tem conhecimento sobre doença, bem como, os cuidados necessários para uma vida de melhor qualidade.Descritores: Diabetes; hiperglicemia; metabolismo a qualidade de vida dessas pessoas é proporcional a medidas e cuidados necessários para melhorar sua qualidade de vida. O objetivo foi analisar as atitudes dos pacientes diabéticos diante dos cuidados que devem ter. Para a realização deste estudo ou projeto foi submetido ao comitê de ética e aprovado, todos os que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Obtém-se como resultado da população diabética de Valparaíso de Goiás, não tem conhecimento sobre doença, bem como, os cuidados necessários para uma vida de melhor qualidade.Descritores: Diabetes; hiperglicemia; metabolismo a qualidade de vida dessas pessoas é proporcional a medidas e cuidados necessários para melhorar sua qualidade de vida. O objetivo foi analisar as atitudes dos pacientes diabéticos diante dos cuidados que devem ter. Para a realização deste estudo ou projeto foi submetido ao comitê de ética e aprovado, todos os que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Obtém-se como resultado da população diabética de Valparaíso de Goiás, não tem conhecimento sobre doença, bem como, os cuidados necessários para uma vida de melhor qualidade.Descritores: Diabetes; hiperglicemia; metabolismo Para a realização deste estudo ou projeto foi submetido ao comitê de ética e aprovado, todos os que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Obtém-se como resultado da população diabética de Valparaíso de Goiás, não tem conhecimento sobre doença, bem como, os cuidados necessários para uma vida de melhor qualidade.Descritores: Diabetes; hiperglicemia; metabolismo Para a realização deste estudo ou projeto foi submetido ao comitê de ética e aprovado, todos os que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Obtém-se como resultado da população diabética de Valparaíso de Goiás, não tem conhecimento sobre doença, bem como, os cuidados necessários para uma vida de melhor qualidade.Descritores: Diabetes; hiperglicemia; metabolismo
159 Assistênciado enfermeiro na prevenção do HPV , Santos SRS, Álvares ACM
HPV é a sigla para vírus do papiloma humano, e vem do inglês Human Papiloma Virus. HPV é um vírus que infecta a pele  e  possui  mais  de  200  variações  diferentes,  e  a  maioria  aparece  através  de  verrugas,  e  geralmente  em  locais escondidos.  A  principal  forma  detransmissão  do  HPV  é  através  de  relações  sexuais,  e  é  a    doença  sexualmente transmissível mais frequente e conhecida, e geralmente as mulheres são as que mais possuem o problema. A maioria das situações não apresenta sintomas clínicos, e se a pessoa demora muito para descobrir, o vírus pode se tornar um câncer do colo do útero, o tipo de HPV mais conhecido e grave. Para a mulher prevenir o câncer do colo do útero é importante fazer o exame chamado Papanicolau com uma certa frequência, para ter sempre controle. Apesar de ser mais difícil, a infecção pode ocorrer no homem também, porém as manifestações são menos frequentes. O principal papel   da   enfermagem   é   a   prevenção,   tarefa   fundamental   para   diminuir   taxas   de   infeções   pelo   HPV, consciencializando  a  população  jovem  do  sexo  seguro,  uso  do  preservativo,  bem  como  promover  ações  para mudanças de comportamento sexual entre adolescentes e jovens e captação precoce dos casos suspeitos de HPV. A enfermagem deve incentivar as adolescentes a realizarem o exame preventivo, pois o medo, desconforto, vergonha e a falta de informação são os principais motivos da não adesão ao exame. Descritores:HPV; Enfermagem; Assistência
160 Conhecimento sobre as consequências do uso de anticoncepcional hormonal , Freitas FS, Giotto AC
A vida adulta tem um marco principal com a primeira relação sexual. Habitualmente, o casamento esteve diretamente ligado a iniciação sexual principalmente para as mulheres. Com a vinda das pílulas houve a divisão entre o ato da reprodução e o primeiro sexo consensual do matrimônio. A anticoncepção tem como principal objetivo impossibilitar uma gravidez não planejada. Se relacionarmos a tempos atrás, hoje em dia há uma maior variedade e qualidade maior de contraceptivos, levando indispensavelmente a um critério rigoroso no momento da seleção do recurso para a contracepção. Esta pesquisa teve como principal objetivo analisar artigos atuais sobre conhecimento das mulheres sobre as consequências desses anticoncepcionais. As informações sobre os métodos contraceptivos podem colaborar para que as pessoas possam fazer a melhor escolha conforme seu comportamento sexual, sua qualidade de vida, e para o uso correto do anticoncepcional, eprincipalmente esclarecer as dúvidas sobre o uso desses fármacos e as consequências  trazida  por  eles.  O  governo  necessita  instigar  os  profissionais  de  saúde  a  orientar  as  mulheres, conforme sua situação de vida, fazendo uma investigação dos hábitos sexuais dessas mulheres. Para então designar os recursos necessários para a demanda de cada comunidadeDescritores:Anticoncepcional; Riscos; Conhecimento das mulheres
161  Percepção das  gestantes  sobre  o  pré-natal , Oliveira  BCD,  Brito  SS,  Giotto  AC
Enfermeiros  são  profissionais  habilitados  a  acompanhar  gestações  de  baixo  risco  realizando  consultas  de  pré-natal. Esse acompanhamento serve para a gestante e a família como momento de preparação e aprendizagem que permite ainda  avaliar  riscos  ou  problemas  envolvendo  a mãe  e  o  bebê  no  processo  gestacional.  Apresenta-se  como  objetivo analisar  artigos  que  contenham  pesquisas acerca  da  percepção  de  gestantes  sobre  o  pré-natal  em  enfermagem. Tratou-se  de  uma  pesquisa  bibliográfica  integrativa  de  abordagem  qualitativa  e  quantitativa.  O  levantamento  foi realizado  utilizando  os  descritores:  "percepção  da  gestante",  "pré-natal",  "enfermagem"  e  "enfermeiro".  Observou-se que  há  satisfação  com  a  equipe  de  enfermagem  por  parte  das  gestantes  pesquisadas  nesses  artigos,  entretanto, pouco  conteúdo  científico  foi  produzido  sobre  o tema.  Conclui-se que  há  necessidade  de  aprimoramento  em  alguns pontos,  como  maior  quantidade  de  informações;  aumento  no  número  de  atividades  educativas,  melhoria  na organização e divulgação dessas ações; além da necessidade de se produzir mais conteúdos científicos relacionados com o pré-natal.Descritores:Cuidado pré-natal; Enfermagem; Enfermeiro; Gestação.
162  Leucemia linfocítica aguda na infância e suas complicações , Silva CL, Sousa RR,Cardoso RO.
A Leucemia Linfocitica Aguda (LLA), é uma neoplasia maligna, derivada da medula óssea, que se dá pela proliferação desregulada  na  produção  de  células  imaturas.  Acomete  crianças,  adolescentes  e  adultos,  sendo  que  75%  dessa doença acometem crianças de 2 a 5 anos de idade sendo fatal quando diagnosticada em fase tardia. A doença é mais prevalente em crianças do sexo masculino que no sexo feminino e em crianças de cor branca. Os resultados obtidos foram alcançados, o que mais chama atenção é que a doença é mais agressiva na fase adulta, e na descoberta tardia da doença em crianças. Pode-se completar que o diagnóstico precoce, é a melhor forma de se chegar a uma possível cura dessa doença.Descritores:Leucemia linfocitica aguda; Infância; Diagnóstico
163 Importância das Farmácias Vivas no âmbito da produção dos medicamentos fitoterápicos , Prado  MASA, MatsuokJT,  Giotto  AC
O referente trabalho que trata sobre a importância das farmácias vivas no âmbito da produção dos fitoterápicos busca evidenciar  seu  grau  de  contribuição  para  o  sistema  da  rede  pública  de  saúde,  assim  como  o  uso  dos  fitoterápicos. Tendo por objetivo relatar as dificuldades e carências enfrentadas quanto aos avanços e investimentos científicos no setor,  além  dos  baixos  incentivos  por  meio  do  Sistema  Único  de  Saúde  (SUS)  quanto  à  prescrição  e  orientação  do paciente sobre os benefícios da utilização destes medicamentos. Para realização do artigo, os métodos aplicados e os resultados  estão  baseados  em  análise  correspondente  aos  dados  observados  em  materiais  disponíveis  na  internet que  datam  desde  o  ano  de  1987  até  o  ano  de  2018,  referentes  ao  assunto.  Tendo  em  vista  que  a  farmácia  viva envolve  tanto  o  cultivo  de  espécies  vegetais  medicinais,  quanto  o  controle  de  qualidade  de  fitoterápicos  e  suas resoluções.  Sua  contribuição  para  o  meio  acadêmico  se  dá  pelo  fato  de  que  os  levantamentos  bibliográficos  já realizadosmostram que há grandes desafios para a implantação da farmácia viva e capacitação de profissionais para realização  de  uma  prática  alternativa  e  complementar.  Tornando  relevante  a  realização  do  artigo  como  forma  de ampliar o conhecimento do leitor sobre o assunto.Descritores:Farmácia viva; fitoterapia; Farmacêutico
164 Assistência  de enfermagem visando a qualidade de vida dos pacientes renais crônicos na hemodiálise , Freitas  EA, Freitas  EA,Santos  MF, FélisKC,  Moraes-Filho  IM,  Ramos  LSA
Trata-se de uma revisão da literatura para levantamento dos artigos foi realizado busca online na Biblioteca Virtual de Saúde  (BVS),  usando  os  seguintes  descritores  de  saúde  (Decs),  Qualidade  de  vida,  Hemodiálise,  Paciente  renal crônico.  O  Objetivo foi  compreendera  importância  da  assistência  de  enfermagem,  voltada  a  qualidade  de  vida  do paciente  renal  crônico.  Identificou-se  que  o  enfermeiro  tem  papel  fundamental  em  ajudar  o  paciente  a  ter  uma expectativa  de  melhorar  a  qualidade  de  vida,  orientando  o  paciente  a  viver  com  seus  limites  e  acompanhandoa evolução  do  tratamento  .A  qualidade  de  vida  dos  pacientes  com  doença  renal  crônica  é  de  grande  importância, especialmente no que diz respeito ao impacto da doença em suas vidas e o procedimento de adaptação à doença, por se tratar de um processo duradouro e sofrido, não apenas para si própria mas para sua família também. Descritores:Enfermagem; Insuficiência Renal Crônica; Assistência;Qualidade de Vida
165 ontribuições do enfermeiro para a saúde do homem na atenção básica , Vaz CAM, Souza GB,Moraes-Filho IM, Santos OP, Cavalcante MMFP
O baixo quantitativo de homens aos serviçosde saúde é realidade existente a um dos princípios do Sistema Único de Saúde  (SUS):  a  integralidade.  O  artigo  objetiva  descrever  o  perfil  das  publicações  científicas  sobre  a  atuação  do enfermeiro  na  assistência  à  saúde  do  homem  na  atenção  básica.  Trata-sede  um  estudo  de  revisão  integrativa  com abordagem  qualitativa  nas  bases  de  dados  LILACS,  SCIELO  e  BDENF,  no  período  de  2010  a  2018,  no  idioma português   (Brasil).   Evidenciou   deficiência   do   autocuidado   e   informação   em   50%   dos   artigos   selecionados, apresentando  déficits  na  prevenção  de  infecções  sexualmente  transmissíveis  (IST)  e  câncer  de  próstata  resultando em  um  declínio  na  capacidade  de  autopromoção.  É  necessário  planejamentos  e  intervenções  de  estratégias  na atenção básica que objetiva divulgar, transformar o conhecimento populacional sobre a Política Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem (PNAISH) para realizar medidas de prevenção e promoção da saúde reduzindo os níveis de morbimortalidade.Descritores:Saúde do Homem; Enfermagem; Assistência.
166 As contribuições da Fisioterapia no Tratamento da Vigorexia , Santos AC, Sousa MPS
O  objetivo  desse  artigo  é  abordar  o  conceito  de  Vigorexia  por  meio  de  uma  revisão bibliográfica  e  aliar  a  esse transtorno  as  possíveis  contribuições  da  Fisioterapia  dentro  de  uma  perspectiva  interdisciplinar  de  atendimento.  A Vigorexia  é  um  transtorno  pouco  conhecido  e  estudado  e  ainda  não  foi  referido  em  manuais  médicos  como  a Classificação  Internacional  de  Doenças  (CID)  e  o  Manual  Diagnóstico  e  Estatístico  (DSM).  Trata-se  de  um  distúrbio psiquiátrico  cuja  principal  característica  é  a  insatisfação  constante  do  indivíduo  com  seu  próprio  corpo  a  ponto  de torná-lo  altamente  dependente  das atividades  físicas,  gerando  transtornos  alimentares  e  fazendo-o  recorrer,  em alguns casos, ao uso de hormônios esteroides naturais ou sintéticos popularmente conhecidos como anabolizantes. A Fisioterapia,  sendo  uma  área  de  reabilitação  do  aparelho  locomotor,  pode  receber  pacientes  vigoréxicos  ainda  sem diagnóstico,  na  fase  de  negação  do  transtorno.  Por  isso,  necessita  conhecer  e  realizar  pesquisas  sobre  esse  tema para melhor orientar e encaminhar seus pacientes.Descritores:Vigorexia; Dismorfia muscular; Transtorno, Fisioterapia
167 Transtorno de ansiedade , Lopes KCSP, Santos WL
A depressão e ansiedade têm manifestações diferentes, mas possuem fundamentos corriqueiros, que são síndromes heterogêneas, supostamente relacionadas devido a características cotidianas, são fenômenos separados, os quais podem alternar-se ao longo do tempo, são manifestações distintas, conceitual e empiricamente. Objetivo desse artigo é esclarecer as causas que levam as pessoas a sofrerem ansiedade generalizada e os tratamentos alternativos, por meio  da  pesquisa  bibliográfica.  Por  fim,  verificar  na  literatura disponívelos métodosde auxiliar  os  pacientes  a  se recuperarem desse transtorno, seja através de tratamento com medicamentos usuais, ou com tratamento alternativo adequado  para  cada  paciente,  com  intuito  de  buscar  a  melhor  forma  de  tratamento,  sem  correr  o  risco  de desencadear  outros  transtornos,  auxiliando-se  em  um  tratamento  eficaz,  trazendo  qualidade  de  vida  para  os pacientes.  A  pesquisa foi  descritiva  e  exploratória  com  estudo  de  10  artigos  cientifico  e  um livro,  identificando  os possíveis transtorno de ansiedade e seus sintomas, na tentativa de ajudar no tratamento ou até mesmo no diagnóstico precoce do mesmo. Os trabalhos foram pesquisados nas bases do Scielo e literatura sobre o assunto.  Os resultados dos  estudos  demostram  que  nos  anos  pesquisados  de  2004,  2009,  2010  foram  evidenciado  02  artigos respectivamente, e nos anos de 2000, 2005, 2007 e 2017 foram encontrados 01 artigo para a utilização na pesquisa feita  com  medicamentos  fitoterápicos.  Conclui-se  que  o  transtorno  de  ansiedade  esta  cada  vezmais  presente, independente da idade, porém está se tornando um alvo em crianças e adolescentes e a maior preocupação é com o desencadeamento de outras doenças e o tratamento alternativo com plantas medicinais. Descritores:Transtorno de ansiedade;Tratamento;Abandono;Sintomas
168 A utilização dos medicamentos psicotrópicos e seus fatores associados , Santos HS, Nestor AGS, Abreu BS, Modesto KR
O uso de psicotrópicos vem aumentando consideravelmente, em função da melhoria nos diagnósticos de transtornos psiquiátricos,  com  o  aparecimento  de novos  medicamentos  no  comércio  farmacêutico  e  das  atuais  prescrições  da terapia  dos  psicofármacos  já  presentes.  Conforme  a  OMS-Organização  Mundial  de  Saúde-os  psicotrópicos  são constituídos  de  compostos  que  agem  no  SNC -Sistema  Nervoso  Central -causando  alterações  de  conduta,  humor, cognição  e  o  estado  mental.  O  presente  estudo  objetivou  estimar  a  utilização  dos  psicotrópicos  e  seus  fatores associados,  a  partir  da  revisão  da literatura,  de forma  sistematizada.  Ao  observar  a  literatura,  constatou-se  queboa parte das implicações encontradas nos municípios brasileiros e países são semelhantes, comprovando a necessidade de  ações  e  planejamento  de  intervenções  que  auxiliem  na  utilização  adequada  desses  medicamentos,  e,  portanto, que beneficiem os pacientes. Descritores:Medicamento; Psicotrópicos; Farmacoepidemiologia
169 Principais Causas de Mortalidade Infantil na Região do Entorno Sul do Distrito Federal , Vieira AJB, Giotto AC
O  presente  estudo  buscou  identificar  as  principais  causas  de  mortalidade  infantil  nos municípios  goianos  que compõem a região do entorno sul do Distrito Federal entre os anos de 1996 e 2017. O artigo foi resultado de um estudo observacional ecológico com análise qualitativa e quantitativa dos dados, trata - se de pesquisa de dados coletados nas bases públicas governamentais e de livre acesso como o Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, o Sistema de Informações sobre Mortalidade e a página do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As principais causas de mortalidade infantil de acordo com a Classificação Internacional Estatística das Doenças foram as afecções originadas no período perinatal com 2027 óbitos, M alformações congênitas com 864 óbitos, Achados anormais  de  exames  clínicos  com  243  óbitos,  Doenças  infecciosas  e  parasitárias  com  208  óbitos  e Doenças do aparelho respiratório com 180 óbitos. A principal causa de mortalidade infantil na região do entorno e ntre  1996  e  2017  foi  relacionada  com afecções  originadas  no  período  perinatal,  correspondendo  a  mais  da metade dos óbitos. O presente estudo poderá servir como ferramenta para direcionar ações de combate ao óbito infantil na região, fornecendo um panorama completo da composição deste tipo de mortalidade. Descritores: Mortalidade Infantil; Estatísticas Vitais; Sistemas de Informação em Saúde. .
170 Alcaçuz e espinheira-santa no tratamento de gastrite. , Feitosa-Filho JLA,Modesto KR
Descreveram-se as características etnobotânicas, farmacológicas e químicas das plantas medicinais: Alcaçuz e Espinheira-Santa, utilizadas no tratamento de distúrbios do trato gastrointestinal quanto à eficácia terapêutica e identificar os componentes ativos de cada espécie. Trata-se de um estudo de revisão de literatura, onde foram realizados levantamentos de dado em revistas eletrônicas como a Scielo, Lilacs, Bireme e BVS, publicados de 2003  a  2018,  com  as  palavras-chave:  Plantas  Medicinais.  Gastrite. Tratamento.  Biodiversidade;  EficáciaTerapêutica.  Foram  encontrados  nas  duas espécies  medicinais  analisadas,  metabólitos  secundários  com propriedades farmacológicas para o sistema gastrointestinal, tendo sido encontrados espécimes químicos como Taninos, aponinas,  Flavonóides  e  Terpenos.  Constatou-se  que  o Alcaçuz  e  a  Espinheira-Santa ão  relatados frequentemente com papel no tratamento de distúrbios gastrointestinais, escrevendo- se tanto um efeito protetor do muco citogastroprotetor quanto na recuperação das células de revestimento estomacal. Descritores: Plantas Medicinais; Gastrite; tratamento; Biodiversidade; Eficácia Terapêutica
171 A saúde do enfermeiro com a sobrecarga de trabalho. , Muniz DC, Andrade EGS, Santos WLS
Buscou-se alcançar a forma em que o enfermeiro vivencia a relação e cuidado, a qualidade do seu envolvimento emocional com o aciente, os reenvio pessoais que este envolvimento pode lhe trazer, as proporções aplicadas para o acareamento e prevenção ao adoecimento e acidentes de trabalho. O método eleito para alcançar o objetivo proposto foi a revisão bibliográfica que abordam a saúde do enfermeiro com a sobrecarga de trabalho. Demonstrou casos que provocam dores no corpo, esgotamento emocional resultante do fato de lidarem diariamente com a vida e a morte. Conclui-se que a sobrecarga de trabalho, por conta de longos trajetos e números mínimos de pessoal tem sido um do s grandes motivadores não só de erros de enfermagem como também do adoecimento dos trabalhadores Descritores: Estresse ocupacional; Saúde mental do enfermeiro; Depressão no profissional de saúde; Sobrecarga de trabalho 
172 Dificuldades encontradas pelos moradores de rua no acesso a saúde pública. , Silva BM, Silva VN, Andrade EGS
Identificaram-se as dificuldades encontradas pelos moradores de rua ao acesso á saúde pública. Trata-se de uma revisão literária através de conteúdo em documentos oficiais e publicações nacionais do banco de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde–Lilacs e Scientific Electronic Library Online–SciELO. Tem-se uma grande dificuldade a implementação das políticas públicas na sociedade, a discriminação, o preconceito é um fator que acaba afastando o morador de rua das redes de atenção à saúde. A invisibilidade dessa população em situação de rua implica a falta a implementação dos acessos as redes de atenção a saúde de modo que o morador de rua se sinta afastado/abandonado pela sociedade com isso torna-se necessário que os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) sejam garantidos na prática. Descritores: Moradores de rua; Saúde pública; Política em saúde; Consultório de rua.
173 Os riscos da associação de drogas sintéticas com bebidas alcoólicas: perspectiva da atenção farmacêutica. , Braz G,Oliveira  M, Álvares, ACM
O presente trabalho deu embasamento qualitativo à um estudo em formato de revisão bibliográfica acerca dos riscos da associação de drogas sintéticas com a bebida alcoólica. Com o objetivo inicial de apresentar os riscos do uso de drogas  sintéticas  com  combinação  de  bebidas  alcoólicas,  uma  revisão  na  perspectiva  da  atenção  farmacêutica.  A metodologia é uma revisão bibliográfica, o levantamento dos dados das literaturas foi realizado por meio de pesquisas em livros disponibilizados na Biblioteca da Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires (FACESA), artigos científicos e em sites de bibliotecas virtuais, Bireme, Revista Brasileira de Farmácia, Lilacs e Scielo, como critério de inclusão fez uso de artigos ou teses com data de publicação a partir do ano de 2010, na análise encontrou 40 artigos, destes, 20 foram excluídos por não atenderem aos critérios de nclusão. Na discussão, vários estudos assinalam que o consumo de  drogas  sintéticas causam  malefícios  irreparáveis  à  saúde,  por  serem  substâncias  químicas  psicoativas semprocedência de qualidade, e em sua composição podem conter anfetaminas, metanfetamina e ácido lisérgico, e tantas outras  substâncias  desconhecidas,  e  sua associação  ao  consumo  de  bebidas  alcoólicas,  potencializa  o  efeito exacerbador. Conclui-se que a associação de drogas sintéticas com as bebidas alcoólicas deixa o usuário suscetível à agitação incomum, convulsão, delírios, sentimento de perseguição (parte psicológica afetada), hipertensão, taquipnéia, hipotermia, danos ao fígado e aos sistemas imunológico, renal, dentre outros. Descritores: Drogas sintéticas; Álcool; Atenção Farmacêutica; Farmacologia; Toxicologia.
174 Assistência de enfermagem no atendimento de mulheres em situação de violência na atenção básica   , Xavier AAP, Silva EG
Identificaram-se as ações desenvolvidas para o atendimento de mulheres em situação de violência e reconhecer os tipos de violência contra as mulheres atendidas na atenção básica. O estudo é uma revisão bibliográfica com publicações em português que abordam violência contra a mulher e cuidados de enfermagem, com período de publicação entre 2014 a 2019, com exceção da Lei 11.340 de Agosto de 2006, nas bases de dados La Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), Scientific Electronic Library Online (Scielo), National Library of Medicine (Medline), Centro Latino Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME). Após análise de dados, criaram duas categorias temáticas: Violência contra a mulher e Atuação da enfermagem na violência contra a mulher. Compreende que há violência contra mulher, em seus distintos tipos, a equipe de enfermagem menciona que as mais prevalentes são a física, sexual e psicológica, é algo corriqueiro presente desde o princípio da sociedade. O enfermeiro identifica esta usuária através da escuta qualificada, empatia e o vínculo no acolhimento, sendo ferramentas essenciais para o atendimento, porém mostrou também que a equipe de enfermagem não se sente preparada para abordagem da mulher em situação de violência.Descritores: Cuidados de enfermagem; Violência contra Mulher; Violência.
175 Perigo dos  medicamentos para emagrecer , Santos KP, Silva GE, Modesto KR . 
A obesidade é uma doença crônica, complexa e multifatorial, que geralmente se inicia na infância e na adolescência, e  tem origem em uma interação genética   ambiental, sendo mais importante a parte ambiental ou comportamental, que  é estabelecida por um desequilíbrio entre a ingestão e gasto de energia. A  resente pesquisa tem como obejetivo  geral entender os efeitos colaterais prejudiciais ao organismo das pessoas que se submete a terapia medicamentosa  para emagrecer. A pesquisa se  justifica ao mostrar que muitas pessoas preferem usar drogas que reduzam o apetite,  na esperança de perder  peso rapidamente e sem sacrifícios, além disso, de acordo com especialistas, a sociedade  tende cada vez mais se automedicar, em busca de uma melhor  aparência fisica. Na elaboração desse trabalho,  utilizou  -  se a pesquisa de revisão de literatura nas quais foi realizado um levantamento do referencial  teórico em  periódicos de plataformas científicas, com embasamento teórico - científico, em um período entre 2006 a 2016, a presente pesquisa foi realizada no período transcendente. O tema explanado veio para contribuir no meio científico com mais estudos sobre os medicamentos inibidores de apetite. Ao saber que a obesidade está associada a um  grande número de doenças, favorecendo a aparência, facilitando a progressão e piorando o prognóstico, torrnando - se  um fato especialmente importante na obesidade mórbida. As pessoas com excesso de peso ou obesas devem ter claro que a perda de gordura corporal deve ser por saúde e não por aparência física. Dessa forma, ao invés fazer de  medicamentos dietéticos com promessas milagrosas, o mais essencial é procurar um médico que conhecem os  aspectos nutricionais.   Descritores:  Efeitos adversos ;  Medicamentos; Obesidade; Prevenção; Risco à Saúde.
176 Processo de formação do enfermeiro na  prática onco - pediátrica.   , Sousa GSB,  Maracaipe LF ,  Albuquerque IA , Almeida AB
O cuidar em  oncologia pediátrica é desafiador, pois requer, além de recursos materiais e terapêuticos específicos,  uma equipe multidisciplinar atenta para o que se passa no universo infantil. Exige profissionais com responsabilidade,   compromisso, preparo e sensibilidade para cuidar da criança que ali se encontra doente. Apresenta - se como objetivo  analisar artigos que contenham pesquisas acerca da formação do enfermeiro e nas dificuldades encontradas por  enfermeiros onco - pediátricos na vida profissional. Tratou - se de um a pesquisa bibliográfica integrativa de bordagem  qualitativa. Observou-  se que a maioria das universidades brasileiras seguem o mínimo exigido da grade curricular de  enfermagem, e isso acarreta consequências para os egressos recém -  formados, ainda sem especialização que tentam  entrar no mercado de trabalho oncológico. Os que conseguem ingressar e não estão totalmente preparados para a realidade da oncologia - pediátrica, durante o curso generalista, tem como incentivo e gastos extras dentro do mercado  de trabalho, os estudos continuados oferecidos pelos contratantes e podem também ter como consequência em suas vidas, doenças ocupacionais.  Descritores:  Enfermagem; Pediatria; Estresse Psicológico.
177 O impacto do estresse na assistência do enfermeiro ao paciente terminal - revisão literária. , Costa EKC , Silva SB , Silva JB
O objetivo do estudo foi descrever os fatores de estresse que impactam na assistência do enfermeiro ao paciente  terminal. Trata -  se de Estudo revisão integrativa da literatura com busca nas bases de dados: Literatura Latino - Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SCIELO), e Base de  Dados em Enfermagem (BDENF),  foram selecionados 10 artigos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão. A descrição dos fatores de estresse do enfermeiro que impactam na assistência ao paciente terminal e relato do  despreparo do enfermeiro na graduação intensificando o reflexo dos cuidados paliativos na assistência ao paciente  terminal, contribuirá para a identificação de soluções  especificas para uma qualidade assistencial, sendo que diante  de conflitos estressores físicos e emocionais ocorre o processo de finitude e envolvimento da família do paciente, sobretudo a questão da saúde física e psicológica do enfermeiro, cabendo soluções integrativas e resolutivas para o amparo global da assistência de qualidade. Descritores: Enfermagem; Estresse emocional; Estressse ocupacional; Paciente terminal; Assistência terminal. 
178 Fatores Correlacionados à Automedicação entre os Jovens e  Adultos: Uma Revisão  Integrativa  da Literatura.   , Correia BC, Trindade JK, Almeida AB
A automedicação nada mais é que a utilização de medicamentos por conta própria ou por indicação de pessoas  medicamentos tanto para dor de cabeça, garganta e febre é de produto, ou seja, comercio não é vista como  automedicação por serem de venda livre, portanto os anti - inflamatórios entram nessa visão pela facilidade que se tem  para comprar. O objetivo desse estudo é demonstrar a relação, os fatores e as doenças relacionadas à  automedicação trazendo a importância da participação de profissionais da saúde.Os  métodos utilizados foram  realizados através de busca por escritos na língua portuguesa, publicados entre os anos de 2002 a 2017, em períodos  indexados nos bancos de dados LILACS (Literatura Latino -  Americana  e do Caribe em Ciências da Saúde), Scielo  (Scientific Electronic Library Online) e Google Acadêmico.  Descritores: Atenção farmacêutica ; Automedicação ; Uso irracional de medicamentos. 
179   Profilaxia pré - exposição a HIV – revisão de literatura  , Morais AMF, Silva JB, Silva AG, Alvim HGO
Este artigo trata -  se de uma revisão de literatura, no qual foram identificados artigos publicados com a temática a Profilaxia de Pré - Exposição, mais conhecida como PrEP (do inglês Pre-  ExposureProphylaxis ) . Objetiva - se a identificação dos conhecimentos existentes sobre a PrEP na prevenção da infecção por HIV.  A disseminação em  massa do vírus da AIDS ocorreu na década de 70, mesmo embora este só tenha sido descoberto dez anos depois em 1980 . Deste então , tem - se grandes esforços mundiais na busca de estratégias para o enfrentamento da doença, seja  na etapa de prevenção e diagnósticos seja na etapa de tratamento e sensibilização da população. O vírus HIV  apresenta duas classificações, HIV do tipo I e II e estima -  se que 36,9 milhões de pessoas com HIV, sendo que a cada dia são contaminadas cerca de 6000 pessoas. Na Europa, a uma extensão dos diagnósticos desde a década de 80 foi  reportado em 2014, e do total de 142197 casos, 920 foram em Portugal, 95% dos casos são referentes ao HIV tipo I. A PrEP é um tipo de profilaxia que consiste no uso de antirretrovirais para diminuir o risco de adquirir a infecção pelo HIV. São indicadas para indivíduos não infectados, mas que apresentam alta probabilidade de infecção. Tem - se  atualmente uma única formulação aprovada para tal finalidade que é o medicamento Truvada. Essa tática se mostrou eficaz e segura em pessoas com risco aumentado de adquirir a infecção . A ssim em 2012 , a organização mundial de saúde (OMS) , pela primeira vez, recomendou a utilização da PrEP na prevenção da infeção por HIV .  Descritores: PrEP; Infeção por HIV; Antirretrovirais.
180 Medidas preventivas aplicadas à prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica na atuação em enfermagem. , Paz JS,SantanaTS, Sousa AR, Santos JS, Serra HHN
Avaliaram-se as produções científicas em relação as medidas preventivas aplicadas à prevenção da pneumonia associada à ventilação  mecânica em na atuação de Enfermagem, no período de 2012 a 2017. Revisão integrativa da literatura, realizada na base de dados Scielo, no período de fevereiro a junho de 2018, a partir de manuscritos publicados entre os anos de 2012 a 2017. A coleta dos dados se deu por meio de um instrumento de coleta de dados validado por Ursi (2005). Os dados coletados foram analisados qualita tivamente a partir da descrição de quadros sinópticos. Foram selecionados 8 produções científicas. Dentre os conjuntos de medidas de prevenção identificados, as mais frequentes foram: decúbito elevado; higiene oral com antissépticos, aspiração da secreção subglótica   rotineiramente   e   monitorização   da   pressão   de   cuff.   As   medidas   preventivas   evidenciadas cientificamente,  que  se  encontram  em  convergência  com  as  diretrizes  brasileiras  e  internacionais,  quando aplicadas  cotidianamente  nos  serviços,  em  que  há  pacientes  submetidos  à  ventilação  mecânica,  contribuem eficazmente para a diminuição da pneumonia associada à ventilação mecânica. Descritores: Pneumonia; Respiração Artificial; Cuidados Intensivos
181 Assistência do enfermeiro no atendimento domiciliar em pacientes oncológicos.   , Lira BSM, Andrade EGS
O presente trabalho tem como necessidade informar a importância da assistência de enfermagem no atendimento domiciliar,  informando   o acompanhante  fixo  e  familiares  formas  de  comportamentos  e  métodos  para  identificar possíveis alterações no quadro de pacientes oncológico. O estudo é uma pesquisa bibliográfica com publicações em português que abordam Assistencia da Enfermagem no Atendimento Domiciliar em pacientes Oncologicos. Pesquisado em bases de dados (Lilacs), (Scielo), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). A visita domiciliar se fortalece como estratégia assistencial, de prevenção de agravos e promotora da saúde, evidenciada como ferramenta de cuidado aos usuários condicionados a doenças crônicas. O enfermeiro tem um papel fundamental na articulação entre família e equipe multiprofissional, cuidando do paciente para que este alcance sua autonomia ou morra com dignidade. O atendimento domiciliar em pacientes oncológicos é uma grande estratégia para a saúde e bem-estar do paciente, tentando ao máximo normalizar a vida do paciente com atendimentos na própria residência, tirandodo psicológico do mesmo o ambiente triste e exaustivo gerado nos hospitais. Além de viabilizar uma queda no fluxo de pessoas nos hospitais gerando uma maior comodidade para sociedade em si. Descritores: Atendimento domiciliar; Paciente oncológico; Enfermagem oncológica.
182 As intervenções dos profissionais de enfermagem frente a gestantes usuárias de drogas ilícitas e lícitas. , Capeletti AO, Lins JP, Giotto AC
Demonstrou-se como é importante à contribuição do enfermeiro no processo da recuperação e de que maneira a família pode contribuir para a recuperação dessas gestantes usuárias de drogas. Foi realizado pesquisas em artigos que abordavam o uso de drogas na gestação e a preparação do enfermeiro para incentivar a reabilitação. Resultado: Na análise dos artigos verifica-se que informações oferecidas à gestante e aos acompanhantes sobre os efeitos da droga no feto são importantes, principalmente quando acompanhadas da construção conjunta de estratégias de prevenção ao uso de drogas. Conclusão: É de suma importância que durante toda a gestação, a gestante usuária de drogas esteja ciente do s efeitos negativos, que o uso de drogas pode causar na gestação. Descritores: Assistência de enfermagem; Drogas; Gravidez; Pré-natal.