• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Zoneamento de Risco à ocorrência de escorregamentos: uma aplicação na bacia do Córrego Matirumbide, Juiz de Fora, MG

Marcelle Gualtieri Honório Pechincha Ricardo T. Zaidan

Journal Title:Revista Espinhaço
Abstract


No Brasil, tem-se a grande influência de processos naturais como os escorregamentos, característicos de áreas morfologicamente declivosas, na modelagem da superfície terrestre. Em áreas urbanas adensadas este processo acarreta na geração de risco para a população residente em áreas de encosta. Desta forma, estudos voltados ao monitoramento e previsão destes eventos se tornam necessários, uma vez que evitariam posteriores perdas e danos, materiais e humanos. Existem algumas metodologias de previsão de escorregamentos, através da utilização de modelos matemáticos e operacionalizadas através de ambiente SIG. Desta forma, a presente pesquisa buscou analisar a representação espacial do risco a ocorrência de escorregamentos na Bacia do Córrego Matirumbide, no município de Juiz de Fora, MG, através da utilização do modelo matemático estatístico de previsão SINMAP. Para que a representação do risco pudesse ser feita foi necessária a elaboração do mapa do uso, ocupação e cobertura da terra, assim como o mapa de probabilidade a ocorrência de escorregamentos. A partir da sobreposição destes dois mapas puderam ser representadas as áreas de risco da bacia, assim como a representação da instabilidade de áreas a partir da relação com a ocupação do terreno e com os processos e dinâmicas superficiais da terra. O mapa final mostrou que 24% da bacia foi caracterizada com alto risco a ocorrência de escorregamentos. A presença destas áreas foi relacionada principalmente pela morfologia do terreno, através do grau de declividade, e a presença de ocupações de baixo padrão infra-estrutural ao longo das áreas de risco. O resultado final mostrou que parte da bacia se caracterizou através da relação da fragilidade social atrelada às ocupações em áreas de risco. Além disso, o SINMAP mostrou ser um modelo pertinente para auxiliar a representação de áreas de risco e sua posterior análise.

Download